Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/2661
Tipo: doctoralThesis
Título: O perfil profissional e representações de bem-estar docente e gênero em homens que tiveram carreiras bem-sucedidas no magistério
Autor(es): Gonçalves, Josiane Peres
Orientador: Mouriño Mosquera, Juan José
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Fecha de Publicación: 2009
Palabras clave: EDUCAÇÃO
PROFESSORES - ATUAÇÃO PROFISSIONAL
BEM-ESTAR PESSOAL
RELAÇÕES DE GÊNERO
Resumen: O presente estudo tem por objetivo investigar o perfil de homens que tiveram carreiras bemsucedidas no magistério, evidenciando porque conseguiram triunfar numa carreira sexotipificada como feminina e quais as representações de gênero e de bem-estar docente que eles possuem. A ancoragem teórica centrou-se em três eixos: educação e gênero segundo a ótica das representações sociais; bem-estar segundo a perspectiva psicológica e sua relação com a educação; bem-estar docente em países europeus e no Brasil. A pesquisa qualitativa utilizou entrevistas semi-estruturadas individuais com cinco homens professores, entre 38 e 64 anos, que fizeram a opção pelo magistério como principal profissão. Eles atuavam na Educação Básica, Ensino Superior e Cursos de Especialização e tinham carreiras ascendentes consideradas bem-sucedidas na área da educação. Todos eram casados com mulheres que trabalhavam fora, tinham em média dois filhos e formação predominante de mestrado. A análise de conteúdo dos dados resultou em três grandes categorias: 1. O perfil dos homens professores e o motivo por que foram bem-sucedidos no magistério – em que foi possível identificar doze características marcantes que contribuíram para o sucesso profissional dos entrevistados: eram pessoas adaptadas ao seu contexto histórico e social; tiveram influências positivas da família de origem; tiveram influências religiosas na formação; constituíram famílias integradas; demonstravam preocupação com questões sociais; tinham paixão pela profissão; tinham identidade profissional própria; investiam em formação; atuavam em um nível compatível com o seu potencial; aceitavam desafios e aproveitavam as oportunidades; conseguiam lidar com as mudanças; tinham visão empreendedora.2. As representações de educação e gênero – sendo analisados alguns aspectos como: dimensões da masculinidade; dom feminino para ser professora; atuação em profissão sexo-tifipificada como feminina; percepção sobre o trabalho de homens com crianças; presença masculina e aumento de homens no magistério. 3. As representações de bem-estar docente – que incluiu assuntos como: percepção de mal-estar docente; organização do tempo livre; questão salarial – opiniões contraditórias; vivências e representações de bem-estar docente. É possível afirmar que os homens professores que tiveram carreiras bem-sucedidas no magistério tinham formações pessoais, profissionais, familiares e religiosas que contribuíram para o sucesso em sua profissão, tiveram possibilidade de desenvolver diversas habilidades que contribuíram para a promoção do bem-estar docente e para o exercício de um trabalho competente, tornando-os sujeitos ativos de todo esse processo. Eles entendiam que o bem-estar docente é influenciado por fatores sociais, mas que, também, depende da postura do educador; sentiam-se bem ao atuarem em uma área percebida socialmente como feminina; entendiam que é importante aumentar o número de homens no magistério e que, acima de tudo, vale a pena ser professor, mesmo para aqueles que são do gênero masculino.
This study has as its aim the investigation of the profile of men who had succeeded in their teaching careers and evidence the reasons for such a victory at a gender-typified as feminine career, and to know what representations of gender and teaching welfare that they carry. The theoretical support was centered in three axes: education and gender, according to the point of view of the social representations; welfare according to the psychological perspective and its relation with education; teacher welfare in European countries and in Brazil. The qualitative research used semi-structured interviews with five male teachers, from 38 to 64 years old, they made an option for the teaching career as their main profession. They taught in the Basic Education, Higher Education and Specialization Courses; they had upward careers which are considered well succeeded in the educational area. They were married to women that were inside the work market, had an average of two children, and their titles were specialist, M. A. or PhD. For analysis purpose, the answers for the guiding questions of the research were grouped into three great categories:1. The profile of the male teachers, and why were they well succeeded in the teaching career – which made possible the identification of twelve outstanding attributes that contributed for the professional success of the interviewed: they were people fitted to their historical and social contexts; they had a positive influence of their source families; they had religious influences in their formation; they formed well integrated families; they showed preoccupation with the social matters; they loved their profession; they had their personal professional identity; they invested in their studies; they worked at a level which was compatible to their potentials; they faced challenges and seized the opportunities; they knew how to deal with the changes; they had an entrepreneur behavior. 2. The representations of the Education and gender – which had analyzed such aspects as: dimensions of being a male; feminine endowment to be a teacher; working at a profession that is gender-typified as feminine; the perception about the work of men with children; the masculine presence and the increasing number of men in the teaching career. 3. The representations of the teaching welfare, which included issues as: perception of the teacher’s uneasiness; organization of the leisure time; the salary question – contradictory opinions; experiences and representations of the teacher welfare. It is possible to affirm that the male teachers who had their careers made a success in the teaching profession had a personal, professional, family and religious learning which contributed to their professional success.They had the possibility of developing abilities that contributed for the promotion of the teacher welfare and for the exercising of a qualified work and were active subjects during all this process. They understood that the teacher welfare is influenced by the social factors, but it also depends on the educator’s behavior; felt good working at an area which is socially perceived mainly as a female area; and they understood that it is worth to be a teacher, even for those who are from the male gender.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2661
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000412611-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,19 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.