Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/2670
Tipo: doctoralThesis
Título: A influência das políticas públicas de saúde e sua dimensão e perspectiva educativa para a sobrevivência infantil no Rio Grande do Sul: uma visão a partir de depoimentos de profissionais técnicos de saúde pública de nível superior
Autor(es): Faustini, Érico José
Orientador: Mouriño Mosquera, Juan José
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Fecha de Publicación: 2004
Palabras clave: EDUCAÇÃO - RIO GRANDE DO SUL
SAÚDE PÚBLICA
SAÚDE MATERNO-INFANTIL
MEDICINA PREVENTIVA
EDUCAÇÃO E SAÚDE
SOCIOLOGIA EDUCACIONAL
Resumen: A presente Tese de Doutorado objetivou estudar a influência das políticas públicas de saúde e sua dimensão e perspectiva educativa para a sobrevivência infantil no Rio Grande do Sul, através de uma pesquisa quanti-qualitativa, levantando depoimentos de técnicos de nível superior da Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, que trabalham com as ações de saúde voltadas à infância, por meio de um questionário respondido por trinta técnicos e de entrevistas realizadas com nove técnicos selecionados entre os que trabalham nessas ações. A análise de conteúdo dos dados coletados gerou quatro categorias: reflexões sobre trajetórias profissionais na Secretaria da Saúde e a importância da Educação Continuada e da formação universitária contextualizadas; avanço nas questões da saúde pública infantil no Rio Grande do Sul nas últimas décadas através do resgate histórico dos profissionais em Saúde Pública da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul, em uma perspectiva de Educação para a Saúde; olhar reflexivo de técnicos da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul sobre as ações de Saúde e de Educação para a Saúde no passado, propiciando críticas sobre aquilo em que poderíamos ter avançado mais; visão dos técnicos da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul repensando as políticas públicas em Saúde e em Educação para a infância no estado como estratégia fundamental para o sucesso das ações de Saúde Pública.As conclusões foram as seguintes: priorizou-se no Rio Grande do Sul, em relação às políticas de Saúde Pública voltadas à infância, ações que tinham como foco de atenção as doenças prevalentes, modelo esse que esgotou-se pela evolução favorável das condições de saúde infantil; há necessidade da revisão dos currículos dos cursos formadores de profissionais que atuam na área de Saúde Pública, bem como necessidade da implementação de atividades de Educação Continuada para os atuais técnicos; as trocas dos diferentes governos prejudicou o avanço das ações de Saúde Pública, principalmente aquelas de longo prazo relacionadas à Educação de uma maneira geral e à Educação para a Saúde de modo específico; faltou maior integração entre os diferentes níveis de atuação da Secretaria da Saúde e os municípios, bem como maior participação nas tomadas de decisões pelo nível local. De acordo com o avanço das atuais condições de saúde infantil no Rio Grande do Sul, são feitas as seguintes recomendações: contemplar o conhecimento da realidade e a participação do nível local na elaboração das políticas de saúde; valorizar a condição de saúde em relação à presença da doença; incorporar ações educativas às ações de Saúde Pública voltadas à infância, através de ações intersetoriais que favoreçam o aumento do acesso e a progressão em termos de anos cursados no ensino formal pelas mulheres; propiciar o desenvolvimento de ações de Educação Social, de um modo geral e de Educação para a Saúde, de modo específico.
The present thesis of Doctorate aimed at studying the influence of the public policies on health and its dimension and educative perspective for the infantile survival in the Rio Grande do Sul, through a quanti-qualitative research, raising depositions of superior level technician of the Health Department of the state of Rio Grande do Sul, that work with health actions to infancy, by means of a questionnaire, answered by thirty technicians, and of interviews carried through with nine technician, selected among those who work on these actions. The analysis content of the collected data generated four categories: reflections on professional trajectories in the Health Department and the importance of related Continued Education and university degree; advances in the questions of infantile public health in the Rio Grande do Sul in the last decades through the historical rescue of the professionals in Public Health of the Rio Grande do Sul Health Department, in a perspective of Education for the health; a reflexive look of the Rio Grande do Sul Health Departament technicians on the actions of Health end Education for the health in the past, generating pieces of critcism on what we could have advanced more; vision of the Rio Grande do Sul Health Departament technicians in rethinking the public politcs in Health and Education for infancy in the state as basic strategy for the success of the actions on Public Health.The conclusions had been the following ones; it was prioritized in the state of Rio Grande do Sul, in relation to the directed policies of Public Health to infancy, actions that had as focus attention the prevalent illnesses, model this was depleted for the favorable evolution on infantile health conditions; it is necessary a revision on the professional courses syllabuses for those who act in the area of Public Health, as well as the necessity of implementation of activities for Continued Education for the current technicians; the exchanges on different governments harmed the advances of Public Health actions, mainly those of long term related to the Education in a general way and to the Education for the Health in a specific way; it lacked greater integration among the different levels of performance in the Healt Department and the cities, as well as, greater participation in the taking of decisions at local level. In accordance with the advance of the current conditions of infantile health in the Rio Grande do Sul, the following recommendations are made: contemplate the knowledge of the reality and the participation of the local level in the elaboration of the health policies; value health condition in relation to the presence of ilness; incorporate educative actions to the directed actions of public health for infancy, through intersection actions that favor the increase on the access and yhe progression, in terms of years attented, in formal education for the women; propitiate the development of Social Education actions, in a general way, and Education for the Health, in a specific way.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2670
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000397405-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo638,32 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.