Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2751
Tipo: doctoralThesis
Título: A alfabetização de jovens e adultos como movimento: um recorte na genealogia do MOVA
Autor(es): Borges, Liana da Silva
Orientador: Pereira, Marcos Villela
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: EDUCAÇÃO POPULAR
EDUCAÇÃO DE ADULTOS
ALFABETIZAÇÃO
MOVIMENTO DE ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Resumo: A presente Tese reflete o percurso da alfabetização de jovens e adultos a partir do recorte temporal que abrange o final da década de 1950 até o ano de 2002. Como este período se caracteriza pela complexidade de experiências de alfabetização de jovens e adultos, tornou-se necessário estudar causas e conseqüências apoiadas em contextos sociohistóricos relativos às estratégias que o país vinha encontrando para atingir os níveis de alfabetismo e de escolarização pretendidos. Para realizar este estudo foram eleitos dois movimentos de alfabetização que tiveram e/ou têm importância na busca da superação do analfabetismo: O Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL) e o Movimento de Alfabetização de adultos de São Paulo (MOVA-SP). Ambos foram abordados tendo em vista suas estruturas de funcionamento, princípios, objetivos e metas que, em certa medida, traduzem dois campos divergentes em termos de concepção e de práticas de alfabetização. O MOBRAL, com características assistenciais e voltado para uma visão de alfabetização compensatória, desenvolveu um sistema de educação que marcou a vida de milhões de brasileiros por mais de quinze anos, tendo atingido a totalidade do território nacional. O MOVA-SP, com caráter libertador, assumiu a alfabetização como parte da construção de sujeitos capazes de mudar os rumos de suas vidas e do país, na direção da superação dos processos de exclusão e de alargamento das igualdades socioeconômicas. As análises, foram ancoradas em material publicado em livros, documentos, pesquisas acadêmicas e a partir dos depoimentos de pessoas-chave: Arlindo Corrêa Lopes (ex-presidente do MOBRAL), Carlos Rodrigues Brandão (MEB e MOVAs), Pedro Pontual (MOVA-SP), Moacir Gadotti (MOVA-SP), Ana Maria Freire e Osmar Fávero (MEB).Para o estudo, foram elencadas as seguintes categorias: conceito de parceria, concepção de alfabetização, formação de educadores e material didático. No decurso da reflexão, derivações surgiram das categorias originalmente formuladas, suscitando três dispositivos de análise: temporalidade, abrangência e imaginário. Chegou-se à conclusão de que somente o desvelamento da natureza política e epistemológica desses movimentos ou de outros programas de alfabetização de jovens e adultos/EJA, assegurarão bases adequadas para erguermos Políticas Públicas de Estado duradouras e eficazes, condição para que possamos desfrutar de um Brasil alfabetizado.
This present thesis has discussed the course of literacy of young and adults from a temporal cutoff that covers the end of 50’s until 2002. As this period was characterized by the complexity of experiences of literacy of young and adults, it became necessary to study the causes and consequences based on social-historical contexts related to the strategies that the country was finding for reaching literacy levels and intended schooling. In order to realize this study, two movements of literacy were elected which had and/or has had relevance in searching for overcoming illiteracy: The Brazilian Movement of Literacy (MOBRAL) and the Movement of Literacy of adults in Sao Paulo (MOVA-SP). Both were addressed since their working structures, principles, objectives and goals that, in a certain way, have translated two diverged fields in terms of conception and literacy practices. MOBRAL, with its care characteristics and compensatory literacy vision, developed a system of education which marked the lives of millions of Brazilians for more than fifteen years, having reached the totality of the national territory. MOVA-SP, with a liberation feature, assumed the literacy as part of the subjects’ construction able to change the path of their lives and country, towards surpassing the exclusion processes and enlarging social-economical equalities. The analyses, supported by material published in books, documents and academic researches, were carried out through key people’s testimonies: Arlindo Corrêa Lopes (ex-president of MOBRAL), Carlos Rodrigues Brandão (MEB), Moacir Gadotti (MOVA-SP), Ana Maria Freire and Osmar Fávero (MEB).For this study, the following categories were listed: partnership concept, literacy concept, educators’ formation and didactic material. During the discussion, some derivations arose from the originally formulated categories, causing three analysis features: temporality, coverage and imaginary. We concluded that only an unveiling of the political and epistemological nature from these movements and from other programs will be able to assure adequate bases for raising State Public Policies which may be lasting and effective, a condition that will make possible to enjoy a literate Brazil.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2751
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000416196-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo465,85 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.