Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/2896
Tipo: masterThesis
Título: O “gigante do alto da bronze”: um estudo sobre o espaço e arquitetura escolar do Colégio Elementar Fernando Gomes em Porto Alegre/RS (1913 – 1930)
Autor(es): Ermel, Tatiane de Freitas
Orientador: Bastos, Maria Helena Câmara
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
CONSTRUÇÕES ESCOLARES
ARQUITETURA - ESCOLAS
ESCOLAS - PORTO ALEGRE - HISTÓRIA
ESCOLAS - PLANEJAMENTO
BRASIL - HISTÓRIA - REPÚBLICA, 1889-1930
Resumo: O estudo analisa o espaço e a arquitetura escolar do Colégio Elementar Fernando Gomes, construído em Porto Alegre em 1913, com o projeto do engenheiro Affonso Hébert. Examina questões referentes à inadequação dos espaços adaptados para a escola primária e a necessidade de construção de prédios escolares, estabelecendo uma relação com o planejamento e construção visual das cidades, no início da Primeira República no Brasil. O objetivo principal consiste em acompanhar o período de construção do Colégio Elementar Fernando Gomes (1913-1922) relacionando-o com os projetos de reformas da cidade de Porto Alegre. Foi realizada uma busca sobre outras aquisições, construções e reformas de prédios escolares por parte do Governo do Estado, a fim de inventariar o conjunto dos espaços escolares em Porto Alegre, assim como do interior do Estado. A pesquisa documental analisa os Relatórios de Obras Públicas e Relatórios da Instrução Pública. Utiliza como corpus empírico fontes iconográficas e periódicos de época. Podemos constatar que a construção do prédio do Colégio Elementar Fernando Gomes inaugura no Rio Grande do Sul uma nova concepção de espaço e arquitetura escolar para a escola primária, que além de seu aspecto funcional, ou seja, para receber um número elevado de alunos, incorpora uma série de significados simbólicos, alinhados ao ideal republicano. A melhora visual da Capital do Estado era de grande importância e a construção de prédios escolares uma das principais propagandas do regime instaurado com o advento da República.
The study analyses the space and the scholastic architecture of the Colégio Elementar Fernando Gomes, built in 1913, Porto Alegre, drafted by the engineer Affonso Hébert. It examines issues regarding the inadequacy of the spaces adapted for Primary Schools and a need to build school buildings, establishing a relation between the cities planning and its visual construction aspects at the beginning of the first republic in Brazil. The main objective consisted in following the construction period of the Colégio Elementar Fernando Gomes (1913-1922) relating it to the reform projects of the city of Porto Alegre. An assessment was done by the state government of other purchases, constructions and renovations of school buildings to inventory its school space in Porto Alegre as well as the country side. The documented research analyses the reports on Public Works and its documents of implementation, using investigative iconographic sources and journals of the period as input. We can be certain that the construction of the building of the Colégio Elementar Fernando Gomes inaugurated in Rio Grande do Sul a new concept of space and schoolastic architecture for the primary School that beyond its functional aspect, in other words, to be able to house an elevated number of students, incorporates a series of symbolic meanings, aligned with the republican ideal. The visual improvement of the State Capitol was of great importance and the construction of school buildings was one of the main propagandas the regime introduced with the advent of the Republic.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2896
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000431032-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo8,28 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.