Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/2954
Tipo: masterThesis
Título: O ensino de ciências e a pesquisa em sala de aula na perspectiva de pais e alunos
Autor(es): Delord, Gabriela Carolina Cattani
Orientador: Harres, João Batista Siqueira
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Fecha de Publicación: 2012
Palabras clave: EDUCAÇÃO
CIÊNCIAS - ENSINO
MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENSINO
RELAÇÃO FAMÍLIA-ESCOLA
PAIS E FILHOS
Resumen: Com o aumento da produção científica nas últimas décadas, em especial baseadas em práticas inovadoras, o resultado esperado seria que essas trouxessem mudanças para o Ensino de Ciências. Contudo, percebe-se que o ensino transmissivo e pouco inovador, ainda é predominante na maioria das escolas. De fato, as pesquisas acadêmicas ainda não modificaram em grande escala, a tradicional prática de ensino. Diversas pesquisas tentam identificar qual é a melhor forma de aprender ou como devemos ensinar em sala de aula, na grande maioria, objetivando um Ensino de Ciências contextualizado com a realidade dos alunos. A partir de consultas, em teses e dissertações foi constatado que para a realização de práticas inovadoras em sala de aula consideram-se, na maioria das vezes, apenas avaliações de pesquisadores e professores sobre essas, como se pais e alunos não fossem atores da Educação em Ciências. Esta dissertação de mestrado defende que para aprender Ciências com um viés contextualizado necessitamos partir do senso comum e dos problemas que surgem no cotidiano a partir do diálogo permanente com pais e alunos. Ainda, a dissertação caracteriza-se por investir em uma pesquisa qualitativa no qual, o instrumento de coleta de dados apresenta-se a partir do método de grupo focal e aplicação de questionários.Os sujeitos investigandos foram vinte e dois alunos de escolas municipais de Guaíba, cidade do Rio Grande do Sul e sessenta pais de alunos das respectivas escolas. Os sujeitos foram questionados sobre e como eles percebem a Educação em Ciências e como avaliam a prática metodológica do Educar pela Pesquisa em sala de aula. A partir da análise foi possível concluir que pais e alunos também podem ser atores das pesquisas científicas avaliando práticas inovadoras, sugerindo modelos de aulas e contextualizando o ensino conforme as vivências trazidas de fora para dentro da escola. Ainda, a partir do diálogo com as famílias podemos conhecer mais os alunos adaptando estes nas práticas escolares.
With the increase of scientific publications in recent decades, especially based on innovative practices, the result would be expected that these changes bring to the Teaching of Science. However, it is clear that the transmissive teaching is still prevalent in most schools. In fact, academic research has not changed on a large scale, the traditional practice of teaching. Several studies try to identify what is the best way to learn or how we teach in the classroom, in most cases, aiming at a science education that reflects the reality of the students. From desk research, theses and dissertations was found that for the realization of innovative practices in the classroom are considered, in most cases, only evaluations of researchers and teachers on these, as parents and students were not actors of Science Education. This dissertation argues that we need to learn science from common sense and the problems that arise in daily from the ongoing dialogue with parents and students. Still, the dissertation is characterized by investing in a qualitative study in which the instrument of data collection is presented from the method of focus groups and questionnaires.The subjects were investigating twenty-two students of municipal schools in Guaíba, Rio Grande do Sul and sixty parents of students in their schools. The subjects were asked about what they perceive Education in Science and how they evaluated the methodological practice of Education by Research in the classroom. From the analysis it was concluded that parents and students can also be actors of scientific research evaluating innovative practices, suggesting models of teaching and learning as contextualizing the experiences brought from outside the school. Still, from the dialogue with the families we know more students adapting this knowledge in school practices.
URI: http://hdl.handle.net/10923/2954
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000443352-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo975,88 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.