Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3592
Tipo: masterThesis
Título: Eletroestimulação do nervo tibial no tratamento da incontinência urinária de urgência em idosas
Autor(es): Schreiner, Lucas
Orientador: Silva Filho, Irênio Gomes da
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: GERIATRIA
GERONTOLOGIA
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
ENVELHECIMENTO
IDOSOS
INCONTINÊNCIA URINÁRIA
TERAPIA POR ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA
QUALIDADE DE VIDA
MULHERES - TERCEIRA IDADE
Resumo: The frequency of urinary incontinence increases with age, especially in women. Due to the disability that causes and the risks and complications of surgical treatments, it is important to develop non-invasive management strategies for the elderly population. The aim of this study was to examine the efficacy of transcutaneous electrical tibial nerve stimulation to treat urgency urinary incontinence in older women. The study design was a randomized clinical trial conducted in 51 elderly women (> 60 years) with urgency urinary incontinence. All were treated with 12 weeks of bladder retraining and pelvic floor muscle exercises, while 25 were randomly selected to receive electrical stimulation also. The cases were evaluated by the 3-day bladder diary, the Kings Health Questionnaire (Incontinence Quality of Life scale), International Consultation on Incontinence Questionnaire – Short Form (ICIQ-SF) and clinical data. The study population had a mean age of 68 years, about half lived with a partner, 61% had previous treatment, and 76,5% had associated stress incontinence. These characteristics and measures of urinary loss and quality of life prior to treatment were similar in the groups. Both groups showed significant improvement in ICIQ-SF, in most areas of the Incontinence Quality of life scale, and in urgency incontinence on bladder diary. However, there was a greater improvement in the group treated with electrical stimulation. The areas of the incontinence quality of life scale that showed significant differences between groups were: incontinence impact, role limitations, physical limitations, emotions, sleep/energy, and severity measures. It was seen in our study that transcutaneous tibial electrical nerve stimulation is efficient to treat urinary urge incontinence in older women. This therapy should be considered a good alternative in the treatment of elderly.
A freqüência de incontinência urinária feminina aumenta com a idade. Devido à incapacidade que provoca e os riscos e complicações do tratamento cirúrgico, é de grande importância o desenvolvimento de estratégias terapêuticas não-invasivas, especialmente para a população idosa. O objetivo deste estudo foi examinar a eficácia da eletroestimulação transcutânea do nervo tibial para o tratamento de incontinência urinária de urgência em idosas. Foi realizado um ensaio clínico randomizado com 51 mulheres idosas (> 60 anos) com incontinência urinária por urgência. Todas foram tratadas com 12 semanas de retreinamento vesical e exercícios de reforço da musculatura do assoalho pélvico, sendo que 25 foram selecionados aleatoriamente para receber também a estimulação elétrica. Os casos foram avaliados pelo diário miccional de 3 dias, o Kings Health Questionnaire (escala de qualidade de vida relacionada a incontinência), o International Consultation on Incontinence Questionnaire – Short Form (ICIQ-SF) e dados clínicos. A população em estudo tinha uma idade média de 68 anos, cerca de metade tinha parceiro, 61% tiveram tratamento prévio e 76,5% tinham incontinência aos esforços associada. As características clínicas, o número de perdas urinárias e a qualidade de vida antes do tratamento foram semelhantes entre os grupos. Ambos os grupos apresentaram melhora significativa no ICIQ-SF, na maioria dos domínios do Kings Health Questionnaire, e na urge-incontinência relatada no diário miccional. No entanto, houve melhora significativamente superior no grupo tratado com eletroestimulação. Os domínios do Kings Health Questionnaire que apresentaram diferenças significativas entre os grupos foram: impacto da incontinência, limitações nas atividades diárias, limitações físicas, emoções, sono/energia, e medidas de gravidade. Foi observado em nosso estudo que a eletroestimulação transcutânea do nervo tibial é eficaz no tratamento da incontinência urinária de urgência em mulheres idosas. Esta terapêutica deve ser considerada uma boa alternativa no tratamento de idosas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3592
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000413472-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo840,65 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.