Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/3658
Type: masterThesis
Title: A inclusão digital e sua contribução no cotidiano de idosos:possibilidade para uma concepção multidimensional de envelhecimento
Author(s): Nunes, Vivian Patrícia Caberlon
Advisor: Souza, Valdemarina Bidone de Azevedo e
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Issue Date: 2006
Keywords: GERONTOLOGIA
ENVELHECIMENTO
INCLUSÃO DIGITAL
IDOSOS
INFORMÁTICA - ASPECTOS SOCIAIS
INFORMÁTICA - ENSINO
APRENDIZAGEM - ASPECTOS SOCIAIS
Abstract: 
A necessidade do uso dos recursos da Informática vem crescendo diariamente de forma contínua e rápida. A linguagem da informática e o conhecimento sobre o computador passaram a ser símbolos da cultura contemporânea, independentemente da área de especialização e de faixa etária, influenciando na auto-valorização e no desenvolvimento de uma nova cidadania - social e solidária -. A pesquisa realizada teve como objetivo analisar a percepção de idosos sob a contribuição da inclusão digital em sua vida cotidiana e a mudança ocorrida em suas concepções de envelhecimento, após freqüentarem oficinas pedagógicas de inclusão digital, assumindo-se uma concepção de cotidiano construída a partir da complementaridade das idéias de Morin, (1998, 1999), Heller (1987), Stuart (2002) e Luckman e Berger (1987) em que fica evidente a importância das relações de autonomia/dependência na construção do sujeito/indivíduo e de sua relação com o mundo e a tecnologia. Nos estudos de Kachar (2003), Azevedo e Souza et al (2002 e 2004), Garcia e Lentini (2002), Garcia, Lentini e Gennaro (2002) e Diáz (2001) encontrou-se argumentos que corroboram a presença de potencial de constante aprendizagem em idosos e conseqüente inclusão digital. O estudo foi desenvolvido numa abordagem qualitativa/dialógica. Os dados foram coletados junto a 24 idosos que freqüentam há 6 meses oficinas pedagógicas de alfabetização digital, realizadas duas vezes por semana, com duração de uma hora, sob a coordenação do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Concepção de Envelhecimento do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica do Instituto de Geriatria e Gerontologia, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Durante o desenvolvimento das oficinas os idosos participavam nas segundasfeiras de atividades de língua espanhola e nas quartas-feiras de atividades que incluíam a aprendizagem do Word, Powerpoint e WWW/Internet, que foram aplicadas na elaboração de apresentações sobre envelhecimento em PowerPoint e na construção de homepage pelos idosos. Os dados foram coletados por observação participante e por entrevista coletiva, utilizando-se os princípios da dialógica de Morin (recursivo, hologramático e dialógico) na análise da realidade. A análise dos dados compreendeu: leitura exploratória global dos registros das observações participantes e das transcrições das entrevistas; leitura detalhada de cada material coletado; organização do material por unidades contextuais; identificação das unidades de significados e classificação em dimensões. Como principais contribuições da inclusão digital foi identificado que a experiência vivida nas oficinas pedagógicas é uma possibilidade de reconstrução da identidade do idoso como cidadão do mundo, como possuidor de capacidade para aprendizagem contínua e para lidar com situações e desafios diários relacionados ao uso da tecnologia, dando suporte para a reconstrução do conhecimento e a comunicação. Verificou-se que a inclusão digital contribuiu na capacitação de idosos para utilização de recursos informatizados (Word, PowerPoint, WWW/Internet), na produção intelectual (construção de materiais instrucionais sobre envelhecimento); auxiliou na sua integração com a família; na atualização da linguagem e na comunicação com o mundo, principalmente pelo reconhecimento do potencial do idoso para a aprendizagem da tecnologia e de uma nova linguagem, até então concebidas como prerrogativas dos mais jovens.O envelhecimento, constituindo tema transversal dos materiais instrucionais elaborados pelos idosos nas oficinas pedagógicas, possibilitou aos idosos perceberem que este processo é constituído de diferentes dimensões, indo além da biológica, o que possibilitou tecer e compreender a “arquitetura complexa” do fenômeno envelhecimento ao reconhecerem a presença das dimensões psicológica, social, cultural e educacional.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3658
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000386536-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo330,6 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.