Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3694
Tipo: doctoralThesis
Título: Estudo sobre os fatores associados à depressão em idosos da comunidade de Barra Funda – RS, Brasil
Autor(es): Rosa, Patrícia Viana da
Orientador: De Carli, Geraldo Attilio
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Data de Publicação: 2007
Palavras-chave: GERIATRIA
GERONTOLOGIA
ENVELHECIMENTO
ESPIRITUALIDADE
DEPRESSÃO
Resumo: INTRODUÇÃO: O envelhecimento é uma realidade devido às mudanças relacionadas à fecundidade e à longevidade da população. Esta condição conduz a modificações demográficas e epidemiológicas que alteram o perfil de saúde da população. O aparecimento de doenças crônico-degenerativas provoca alterações no perfil de morbidade dos idosos. A depressão é uma destas condições crônicas, recorrente e associada à limitação funcional, comprometendo o bem-estar do idoso. Trata-se de uma morbidade de difícil mensuração, tendo suas causas variando desde fatores psicossociais, genéticos e biológicos. OBJETIVO: A proposta deste estudo consistiu em identificar os fatores associados à depressão em idosos do município de Barra Funda (RS). Buscou-se, ainda, investigar a relação entre o apoio social, a resiliência e a espiritualidade com a depressão nesta população. MÉTODO: O estudo realizado foi observacional com delineamento transversal. A população do estudo constituiu-se de idosos do município de Barra Funda (RS), contando com 218 sujeitos (88 homens e 130 mulheres). Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionários para obtenção dos dados demográficos e epidemiológicos, Índice de Barthel e Escala de Lawton para a avaliação da capacidade funcional, Mini-Exame de Estado Mental para a capacidade cognitiva, e o Inventário de Depressão de Beck para a identificação da depressão. Foram avaliados também: o apoio social, a espiritualidade e a resiliência com escalas específicas para tais fins. Os dados foram analisados utilizando-se o SPSS versão 11,5.Adotou-se um índice de significância de 5%. As associações entre as variáveis quantitativas foram verificadas por meio do Coeficiente de Correlação de Pearson e entre as variáveis categóricas o Teste do Qui-Quadrado. As variáveis associadas à depressão foram identificadas por meio da regressão múltipla com o método passo a passo (stepwise). RESULTADOS: A caracterização dos sujeitos indicou um predomínio da população idosa rural no gênero feminino, com uma média de 69,71 (± 7,86) anos. Na condição de viúvo foi encontrado predomínio de mulheres. A avaliação subjetiva da condição de saúde apontou a maioria considerando seu estado de saúde como muito bom. Os resultados das escalas demonstram uma máxima capacidade funcional em 59% dos idosos, comprometimento cognitivo em 25% e prevalência de indícios de depressão de 2,3%. A análise de regressão linear múltipla indicou como variáveis significativas para explicar a variação da depressão a resiliência, o bem-estar religioso, o bemestar espiritual, a idade, o local de residência e o estado civil. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo indicam que os idosos desta comunidade eram em sua maioria procedentes de área rural, com descendência declarada de imigrantes italianos e apresentaram baixa prevalência de depressão. Este fato atribui-se ao elevado bem-estar espiritual, à satisfação com o apoio social e com as relações familiares e, principalmente, pela resiliência.
INTRODUCTION: Aging is a reality due to the changes related to the population’s fertility and longevity. This condition leads to demographic and epidemiological modifications, which alter the population’s health profile. The appearance of chronicdegenerative diseases causes alterations in elderly people’s morbidity profile. Depression is one of these chronic recurring conditions associated to functional limitation, and which compromises the well being of the elderly. It is a hardly measured morbidity that has various causes such as psychosocial, genetic and biological factors. PURPOSE: The purpose of this study consisted in identifying the factors associated to depression in elderly people in the borough of Barra Funda (RS) – Brazil. It also searched to investigate the relationship among social support, resilience and spirituality with depression in this population. METHODOLOGY: The study was observational with transversal outlining. Elderly people from the borough of Barra Funda (RS) – Brazil, totaling 218 people (88 men and 130 women), constituted the study group. The following instruments were used: questionnaires to obtain demographic and epidemiological data, the Barthel Index and the Lawton Scale for the evaluation of functional capacity, Mini Exam of Mental State for the cognitive capacity, and the Beck Depression Inventory for the identification of the depression itself. The social support, spirituality and resilience were also evaluated using scales that were specific for each one. The data were analyzed using the SPSS version 11. 5.A significance index of 5% was adopted. The associations between the quantitative variables were checked by using the Pearson Correlation Coefficient, and between the categorical variables the Chi-Square Test was used. The variables associated to depression were identified with the use of multiple regression with the stepwise method. RESULTS: The characteristics of the study group indicated a predominance of a rural female elderly population, being on average 69. 71 (± 7. 86) years old. In the widowhood condition, the predominance was female. The subjective evaluation of the health condition pointed the majority as being in very good health conditions. The scale results showed the maximum functional capacity in 59% of the elderly people, cognitive damage in 25% and prevalence of depression indications in 2. 3%. The analysis of multiple linear regression indicated the resilience, the religious well being, the spiritual well being, the age, the dwelling and the marital status as meaningful variables to explain the variation of depression. CONCLUSION: The results of this study indicate that the elderly people from that community were in the majority from the countryside, of stated Italian Immigrants descent and presenting low prevalence of depression. This fact is attributed to the high spiritual state, the satisfaction with the social support and with the family relations, but mainly resilience.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3694
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000398250-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,83 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.