Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3696
Tipo: masterThesis
Título: Determinação dos pontos de corte de parâmetros antropométricos de obesidade e obesidade central para síndrome metabólica e risco cardiovascular em idosos da atenção básica
Autor(es): Rosemberg, Laura Schlatter
Orientador: Schwanke, Carla Helena Augustin
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Data de Publicação: 2013
Palavras-chave: GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
IDOSOS
SÍNDROME METABÓLICA
ANTROPOMETRIA
CARDIOPATIAS
FATORES DE RISCO
Resumo: Introduction : Anthropometry is a simple and effective method to identify excess body fat and, therefore, individuals with higher risk for cardiovascular disease (CVD), in addition to being one of the diagnostic criteria for metabolic syndrome (MetS). During the course of aging, body composition changes occur, however, for most anthropometric measurements, no specific cut-off points have been determined for this age group, which are fundamental for prevention and management of CVD risk factors, especially in basic attention. Objective : to determine optimal cut-off points for anthropometric measurements [body mass index (BMI), waist circumference (WC), waist-to-height ratio (WHtR) and waist-to-hip ratio (WHR)] for MetS and CVD in elderly served by the family health strategy. Methods : descriptive and analytical cross-sectional study, which evaluated 518 elderly, from 30 Family Health Strategy units from Porto Alegre, participants of the Epidemiological and Clinical Study of Elderly Served by the participants of seniors served by the Family Health Strategy of Porto Alegre (EMISUS). In anthropometric assessment were obtained the BMI, WC (obtained at the midpoint between the last rib and iliac crest), WHtR and WHR. For the diagnosis of MetS, we used the revised NCEP-ATPIII. To determine the risk of cardiovascular disease, we used the Framingham risk score. The cut-off points of anthropometric measurements were obtained from the construction of the ROC curves using the software SPSS (for analyses, individuals classified as intermediate and high risk were grouped together).Results : most of the sample was composed of 326 women (62. 9%). The average age was 68. 25±6. 7 years (60-100 years). It was possible to establish the diagnosis for MetS in 469 individuals, being classified as suffering from MetS 334 individuals (71,2%). It was possible to determine the risk of CVD on 362 individuals, of who 186 were classified as low risk (51. 4%), 144 as intermediate risk (39. 8%) and 32 as high risk (8. 8%). Considering MetS, the cut-off points with discriminatory power relevance were BMI≥26. 8kg/m² for the total sample, ≥25. 2kg/m² for men and ≥27. 8kg/m² for women. For WC, the values were ≥93. 7cm for the general population, ≥94. 8cm for men and ≥91. 7cm for women. For WHtR, found values of ≥0. 59 for the total population, ≥0. 57 for men and ≥0. 61 for women. In relation to the WHR, the values were ≥0. 95 to total population, ≥0. 99 for men and ≥0. 93 for women. To determine the risk of CVD, the most significant values were BMI ≥27. 8kg/m² for the general population, WC ≥93. 7cm for men, WHtR ≥0. 57 for men and WHR ≥ 0. 96 for the total population. Conclusion : for discrimination of SM, the areas under the curve of anthropometric parameters were representative, both in the total sample as between the genders. As for the discrimination of CVD risk intermediate/high, areas below the curve of BMI and WHR were representative only in the total sample, and of WC and WHtR only in men.
Introdução : a antropometria é um método simples e eficaz de identificar excesso de gordura corporal e, assim, indivíduos com maior risco cardiovascular (RCV), além de ser um dos critérios diagnósticos de síndrome metabólica (SM). Ao longo do envelhecimento, ocorrem alterações de composição corporal, contudo, para a maioria dos parâmetros antropométricos, ainda não foram estabelecidos pontos de corte específicos para esta faixa etária, os quais são fundamentais para prevenção e manejo dos fatores de RCV, especialmente na atenção básica. Objetivo : determinar pontos de corte de parâmetros antropométricos [índice de massa corporal (IMC), circunferência da cintura (CC), relação cintura/altura (RCA) e relação cintura/quadril (RCQ)] para SM e RCV em idosos atendidos pela Estratégia Saúde da Família.Métodos : estudo transversal, descritivo e analítico, no qual foram avaliados 518 idosos, provenientes de 30 Estratégias Saúde da Família de Porto Alegre, participantes do Estudo Epidemiológico e Clínico dos Idosos Atendidos pela Estratégia Saúde da Família do Município de Porto Alegre (EMISUS). Na avaliação antropométrica, foram obtidos o IMC, CC (obtida no ponto médio entre a última costela e a crista ilíaca), RCA e RCQ. Para o diagnóstico de SM, foi utilizado o critério NCEP-ATPIII revisado. Para determinação do risco cardiovascular, utilizou-se o Escore de Risco de Framingham. Os valores de ponto de corte dos parâmetros antropométricos foram obtidos a partir da construção de curvas ROC pelo programa SPSS (para as análises, os indivíduos classificados como risco intermediário e alto foram agrupados).Resultados : A maioria da amostra foi composta por 326 mulheres (62,9%). A média da idade foi 68,25±6,7 anos (60-100 anos). Foi possível estabelecer o diagnóstico de SM em 469 indivíduos, sendo classificados como portadores de SM 334 indivíduos (71,2%). Foi possível determinar o RCV em 362 indivíduos, dos quais 186 foram classificados como risco baixo (51,4%), 144 risco intermediário (39,8%) e 32 risco alto (8,8%). Considerando a SM, os pontos de corte com poder discriminante relevante foram IMC≥26,8kg/m² para a amostra total, ≥25,2kg/m² para homens e ≥27,8kg/m² para mulheres. Para CC, os valores foram ≥93,7cm para a população geral, ≥94,8cm para homens e ≥91,7cm para mulheres. Para RCA, encontramos valores de ≥0,59 para a população total, ≥0,57 para homens e ≥0,61 para mulheres. Em relação a RCQ, os valores foram ≥0,95 para população total, ≥0,99 para homens e ≥0,93 para mulheres. Para determinar o RCV, os valores mais significantes foram IMC ≥27,8kg/m² para a população geral, CC ≥93,7cm para homens, RCA ≥0,57 para homens e RCQ ≥0,96 para a população total. Conclusão : para discriminação de SM, as áreas abaixo da curva dos parâmetros antropométricos se mostraram representativas, tanto na amostra total quanto entre os sexos. Já para a discriminação de RCV intermediário/alto, as áreas abaixo da curva do IMC e da RCQ se mostraram representativas somente na amostra total e da CC e da RCA, somente no sexo masculino.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3696
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000448864-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,92 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.