Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3710
Tipo: masterThesis
Título: O ensino com o uso de recursos informatizados na aprendizagem da língua espanhola por idosos
Autor(es): Wehmeyer, Cláudia de Oliveira Tacques
Orientador: Souza, Valdemarina Bidone de Azevedo e
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Data de Publicação: 2006
Palavras-chave: GERIATRIA
GERONTOLOGIA
ENVELHECIMENTO
IDOSOS
LÍNGUAS - APRENDIZAGEM
ESPANHOL - ENSINO
INFORMÁTICA - ENSINO
INCLUSÃO DIGITAL
ENSINO ATRAVÉS DE COMPUTADOR
Resumo: The research was conducted in a qualitative approach, of intervention, aiming for understanding and explanation of reality. The study’s main question was the following: What is the potential of teaching Spanish associated with the use of computer resources? The objectives were to analyze the potential of computer-assisted teaching of the language in the learning process of the elderly and the main aspects which make evident its acquisition by them; and identify the main difficulties and possibilities they have as students. A group of 40 elders, who were engaged in pedagogic digital inclusion workshops and opted to learn Spanish voluntarily, participated in the research. Activities were laid out in a way to challenge the groups to learn the language, familiarize itself with technology-based teaching and elaborate materials that made learning evident. Data was collected by means of participating observation and analysis of the group’s performance. Discursive interpretative analysis was used in the manipulation of the data. It was noticed the didactic activities of the language, mediated by the computer, required procedures and methods adequate for the elders, to allow them to organize and produce mental schemas and establish a relationship with previous knowledge, so that there would be acquisition of new knowledge and interaction with what they already knew. There are many tools available to make teaching and learning processes more motivating and to allow information to be more comprehensive, but by choosing more simplified methods, we perceived the elders acknowledged their development and were motivated to proceed. The main difficulties we had to overcome during the workshops ranged from the nomenclature of the icons, use of the mouse, tools and rearrangement of activities – when lack of interest concerning some of the challenges presented was observed – to the mastering of the foreign language they were learning. We went through many stages of creation and self-knowledge; feelings of happiness, achievement; frustration and impotence were experienced; discoveries and surprises happened, when the pupils were asked to produce. The research also showed stereotypes of the incompetence of the elderly to learn a language or use a computer are questionable. They seem to need more time than younger people, but they are not incapable of dominating the machine or learning a language.
A pesquisa foi desenvolvida em uma abordagem qualitativa, de intervenção, buscando-se a compreensão e a explicação da realidade. A questão norteadora foi: Qual o potencial de um ensino de língua espanhola associado ao uso de recursos informatizados? E como objetivos analisar o potencial de um ensino de língua espanhola associado ao uso de recursos informáticos na aprendizagem de idosos; analisar os principais aspectos que evidenciam a apropriaçao da língua espanhola por idosos; identificar as principais dificuldades e possibilidades dos idosos na aprendizagem da língua espanhola. Na pesquisa participaram 40 idosos que freqüentam oficinas pedagógicas de inclusão digital, que voluntariamente optaram por aprender sobre língua espanhola. As atividades foram propostas de forma a desafiar os grupos a aprenderem o idioma, a se familiarizarem com um ensino que utiliza a tecnologia e a elaborarem materiais que evidenciassem a aprendizagem. Os dados foram coletados por meio de observação participante e análise da produção dos idosos. Utilizou-se análise discursiva interpretativa no tratamento dos dados. Percebeu-se que as atividades didáticas da Língua Espanhola, mediadas pelo computador, requeriam procedimentos e método adequados aos idosos, para que pudessem organizar e produzir esquemas mentais e estabelecer relação com os conhecimentos prévios, de modo que houvesse aquisição de novo conhecimento e interação com o que já conheciam. Muitas são as ferramentas disponíveis para tornar os processos de ensino e aprendizagem mais motivadores e permitir que a informação seja mais abrangente, mas ao optarmos por usos mais simplificados, percebemos que os idosos denotavam seu crescimento e se motivavam a continuar. As principais dificuldades que tivemos que superar ao longo das oficinas, desde a nomenclatura dos ícones, a utilização do mouse e a reorientação das atividades ao constatarmos a desmotivação em relação a determinados desafios propostos, das ferramentas até o domínio da língua estrangeira que estavam aprendendo. Passamos por vários processos de criação e autoconhecimento, sentimentos de alegria, conquista, frustração e impotência afloraram, descobertas e surpresas foram permitidas nestas oficinas, quando solicitávamos aos idosos-alunos, que produzissem. Nesta pesquisa comprovou-se também que estereótipos sobre a incompetência dos idosos de que não conseguem ou não podem aprender um idioma e a usar o computador são questionáveis. Eles parecem necessitar de mais tempo para aprender que uma pessoa mais jovem levaria para concluir uma tarefa, mas não estão impedidos de dominar a máquina ou aprender um idioma.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3710
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000401981-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo477,6 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.