Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3724
Tipo: masterThesis
Título: Associação de tontura e desequilíbrio com síndrome metabólica em idosos atendidos em um ambulatório geriátrico universitário
Autor(es): Bastos, Carina Corrêa
Orientador: Schwanke, Carla Helena Augustin
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: MEDICINA
GERONTOLOGIA BIOMÉDICA
ENVELHECIMENTO
SAÚDE DO IDOSO
SÍNDROME METABÓLICA
AMBULATÓRIO HOSPITALAR
TONTURA
Resumo: Introduction: Aging collaborates for the appearance of diseases, being the most prevalent those of vestibular origin, cardiovascular, sensorial and metabolic alterations. Among the metabolic diseases, the metabolic syndrome was studied in this research, which englobes a complex group of cardiovascular risk factors. Objective: verify the occurrence of dizziness and disequilibrium and its association with metabolic syndrome (MetS) among senior patients of the geriatric clinic at the São Lucas Hospital, PUCRS. Methods: Transversal descriptive analytic study with eighty one elders aged 60 and over who had their first appointment or second one for evaluation of the treatment at the geriatric clinic from November 2009 to August 2010. The following procedures were carried out: a questionnaire, a clinical functional protocol, Timed up and Go Test, Berg Balance Scale, otological inspection, vestibular evaluation through vectoeletronystagmography, tonal and vocal audiometry and imittance measurements. In the statistical analysis, frequencies, means and std. deviation, Fisher's Exact Test, Student´s T-test, Chi-square test, Pearson correlation index were used. Data were stored in ACESS and analyzed with the SPSS program version 17. 0.Results: Out of the patients evaluated, 55,6% referred dizziness, which 42,2% mentioned disequilibrium and 40% rotatory dizziness; 50,6% had the diagnosis of MetS. There was a significant association between dizziness and familiar income (p=0,045),dizziness and school education (p= 0,01), and also between Berg Balance Scale and the individuals with and without the diagnosis of MetS (p=0,025). There was also a negative significant correlation between Berg punctuation and waist circumference value (p=0,032). Conclusion: 55,6% of the patients that presented dizziness had the diagnosis of MetS, what makes possible the association between those factors.
Introdução : o envelhecimento favorece o aparecimento de diversas doenças como as cardiovasculares, metabólicas, sensoriais e vestibulares. Entre as doenças metabólicas, será abordada neste estudo a síndrome metabólica que se caracteriza por um complexo transtorno que engloba um conjunto de fatores de risco cardiovascular. Objetivo : verificar a ocorrência de tontura e desequilíbrio e sua associação com síndrome metabólica (SM) em idosos atendidos no ambulatório do Serviço de Geriatria do Hospital São Lucas da PUCRS.Métodos : estudo transversal, descritivo analítico com 80 idosos com idade igual ou superior a 60 anos, os quais estiveram em primeira consulta ou retorno no ambulatório de Geriatria de novembro de 2009 a agosto de 2010. Os instrumentos utilizados foram um questionário geral, um protocolo clínico funcional, as escalas de equilíbrio de Berg e o teste funcional de TUGT, avaliação otoneurológica, a realização de vectoeletronistagmografia, audiometria tonal e vocal e imitanciometria. Na análise estatística, foram utilizadas frequências, médias e desvios- padrões, teste exato de Fisher, teste t de Student, teste do qui-quadrado e o coeficiente de correlação de Pearson. Os dados foram digitados em um banco desenvolvido em ACCESS e analisados através do pacote estatístico SPSS versão 17.Resultados : no presente estudo, observou-se uma prevalência de relato de tontura de 55,6%; 42,2% referiam desequilíbrio, 40% relatavam tontura do tipo rotatória; 50,6% tinham o diagnóstico de SM; foi significativa a associação de tontura com renda familiar (p=0,045) e com escolaridade (p= 0,01), bem como a associação entre a escala de equilíbrio Berg e os indivíduos com e sem o diagnóstico de SM (p=0,025). Observou-se uma correlação negativa estatisticamente significante entre a pontuação da Berg e o valor da circunferência abdominal (p=0,032). Conclusão: dos idosos avaliados, 55,6% dos que apresentavam tontura foram diagnosticados como portadores de SM, sendo possível a associação entre esses fatores.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3724
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000430428-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,84 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.