Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3775
Tipo: masterThesis
Título: Estudando a cerâmica pintada da tradição Tupiguarani: a coleção Itapiranga, Santa Catarina
Autor(es): Oliveira, Kelly de
Orientador: Santos, Maria Cristina dos
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Data de Publicação: 2008
Palavras-chave: TUPIGUARANI - ARQUEOLOGIA
REGIONALISMO - RIO GRANDE DO SUL
COMUNICAÇÃO VISUAL
CERÂMICA - HISTÓRIA
ARTES DECORATIVAS
CULTURA
Resumo: A presente dissertação apresenta o estudo de uma coleção de cerâmica pintada Tupiguarani, proveniente da região de Itapiranga, SC. O objetivo do trabalho é demonstrar, a partir da análise da decoração cerâmica, que o modo normativo como os motivos decorativos são construídos, podem indicar a existência de uma tradição cultural, que demonstra uma tendência à prescritividade mas que essa tradição cultural não é tão rígida, assinalando que ela também pode ser performativa em determinadas ocasiões. Nesse sentido, a cultura material é um bom indicador para se verificar tal possibilidade. Para tanto, os motivos decorativos analisados nessa coleção, foram comparados com outras duas coleções, Florianópolis, SC e Candelária, RS. A comparação demonstrou que, além deles serem bastante similares, havia algumas variações, muito sutis, na construção dos motivos. Cogita-se a possibilidade de que tais variações representem parcialidades étnicas entre os grupos de uma mesma tradição cultural, afastadas regionalmente. Para expressar isso se usou, neste estudo, a expressão “regionalismos culturais”. No entanto, para que se possam apontar os regionalismos culturais, antes é preciso compreender como as manifestações artísticas, dentro das sociedades indígenas funcionam, verificando a relação da comunidade indígena com a arte. Acredita-se que seja possível relacionar a arte da confecção e da decoração cerâmica como uma espécie de comunicação não-verbal, ou uma linguagem visual iconográfica, capaz de informar sobre como a sociedade pensa, age e compreende o mundo em sua volta.
The present dissertation shows the study of a painted ceramic collection related to the Tupiguarani archaeological tradition, proceeding from Itapiranga region, SC. The aim of this research is to demonstrate, from the analysis of ceramic decoration, that the normative way by which the decorative motifs are designed can indicate the existence of a cultural tradition that represents its tendency to prescriptivity but, however, this cultural tradition is not too rigid, being performative in certain occasions. Therein, the study of material culture can be a good indicator in order to verify this possibility. In such case, the decorative motifs of painted ceramic from this collection have been compared to two other collections, from Florianópolis, SC and Candelária, RS. The comparisons demonstrated that beyond the similarities, some subtle variations appear in the design of the motifs. In this way, there is a possibility that these variations represent ethnic partialities by groups of a same cultural tradition, regionally separated. To express this, we used in this study the term “cultural regionalism”. However, in order to point out these cultural regionalisms it is necessary, previously, to understand how the artistic manifestation works within indigenous societies, throughout the relationships between indigenous community and art. It is believed that it is possible to relate the art of manufacturing and decorating ceramics as a type of non verbal communication, or a visual iconographic language, capable to inform about how society think, act and understand the world around itself.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3775
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000399151-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo9,91 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.