Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3853
Tipo: masterThesis
Título: Em busca de uma “arqueologia brasileira”: Universidade do Paraná, décadas de 1950 a 1970
Autor(es): Ceccon, Roseli Santos
Orientador: Kern, Arno Alvarez
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: ARQUEOLOGIA - PARANÁ
CIÊNCIA - HISTÓRIA
UFPR - HISTÓRIA
Resumo: This research aims appreciate the development of archaeological thinking in the State of Parana. Considering the historicity of science and the contexts of production of ideas, this study sought to understand the mechanisms and strategies implemented by Jose Loureiro Fernandes to promote improvement courses at the University do Parana, in the decades from 1950 to 1970. To propose of organize the ideas in time and space, this study was divided in four chapters. In the first two, treating the introduction and the development of archeology science in Parana, we attempted to map the main information in the field produced in the State until the 1950s, either by private collectors and travelers, whether for “self-educated” at Museu Paranaense institution. From the observation of Loureiro Fernandes about the destruction of archaeological sites, and without attendance of techniques and theories for appropriate action, and also due to the decline of the activities of the Museum, figured out the transfer of activities to the scope of the University of Parana in the early 1950s. With low financial resources some research was conducted, followed by students who took contact with models and methods of excavation. From the documents examined, there was observed the goal political-pedagogical by Loureiro Fernandes along with development agencies, and with contacts and international travels, took more clearly his project of promoting regular courses to training university students interested in archaeological research. With the creation of CEPA in 1956, some of these courses were analyzed, promoted by the French couple Joseph and Annette Laming Emperaire, Wesley Hurt, the American couple Clifford Evans and Betty Meggers, and other Brazilian teachers. As a result of the courses, students were trained to deal with archaeological issues in Brazil, theories were discussed and tested, terminologies created, methodologies improved, and at all, finally, a mixture of views of science provided a own repertoire, currently seen by many of those students as important for the development of Brazilian archeology, at that time was in almost amateur stage.
Esta dissertação teve por objetivo compreender o desenvolvimento do pensamento arqueológico no Estado do Paraná. Considerando a historicidade da ciência e os contextos de produção de ideias, tal estudo buscou entender os mecanismos e estratégias levadas a cabo por José Loureiro Fernandes para promover cursos de aperfeiçoamento na Universidade do Paraná, nas décadas de 1950 a 1970. A fim de organizar as ideias no tempo e no espaço, a dissertação foi dividida em quatro capítulos. Nos dois primeiros, de forma introdutória e sobre o desenvolvimento da ciência paranaense, buscou-se mapear as principais informações no campo da arqueologia paranaense produzidas até a década de 1950, seja por viajantes e colecionadores particulares, seja por “autodidatas” no Museu Paranaense. A partir da constatação de Loureiro Fernandes da destruição de sítios arqueológicos e, havendo carência de técnicas e teorias para uma intervenção adequada e, ainda, devido ao declínio das atividades do Museu, notou-se a transferência das atividades para o âmbito da Universidade do Paraná no início da década de 1950. Com poucos recursos financeiros algumas pesquisas foram realizadas, acompanhadas por estudantes que tomavam contato com modelos e métodos de escavação. Da documentação analisada, observou-se o intenso empenho políticopedagógico de Loureiro Fernandes junto aos órgãos de fomento, e entre contatos e viagem internacionais, tomava forma mais clara seu projeto de promover cursos regulares para capacitar estudantes universitários interessados na pesquisa arqueológica. Com a criação do CEPA em 1956, alguns destes cursos foram analisados, como os promovidos pelo casal francês Joseph Emperaire e Annette Laming, Wesley Hurt, o casal norte-americano Clifford Evans e Betty Meggers, e outros professores brasileiros. Como resultado dos cursos, alunos foram capacitados para enfrentar os problemas arqueológicos brasileiros, teorias foram discutidas e testadas, terminologias criadas, metodologias aperfeiçoadas, enfim, da mistura de visões de ciência propiciou-se um repertório próprio, visto atualmente por muitos daqueles alunos como de suma importância para o desenvolvimento da arqueologia brasileira, que naquela época encontrava-se em fase quase amadora.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3853
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000431027-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo4,42 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.