Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/3896
Tipo: doctoralThesis
Título: Cultura e afrodescendência: organizações negras e suas estratégias educacionais em Porto Alegre (1872-2002)
Autor(es): Pereira, Lúcia Regina Brito
Orientador: Bakos, Margaret Marchiori
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Fecha de Publicación: 2007
Palabras clave: HISTÓRIA
NEGROS - RIO GRANDE DO SUL - HISTÓRIA
IDENTIDADE CULTURAL
ORGANIZAÇÕES - BRASIL
EDUCAÇÃO
Resumen: Esta pesquisa investiga e interpreta a construção de estratégias educacionais por afrodescendentes implementadas por várias organizações negras em Porto Alegre, RS, a partir dos finais do século XIX, ao longo da Primeira República, Estado Novo e respectivas redemocratizações, até o ano de 2002. Ao longo desse período, as organizações negras tiveram diferentes configurações, de acordo com seus contextos, suas formas de composição e suas reivindicações surgem a partir das condições, ou falta delas, advindas da sociedade mais abrangente. Essas organizações ¾ de cunho religioso, de ajuda mútua, cultural ou, na perspectiva atual, de organizações não-governamentais ¾ encerraram em si uma característica comum que se traduz na preservação da identidade e nas reivindicações para o estabelecimento de condições dignas de sobrevivência aos afrodescendentes. Devido à ausência de documentação da trajetória histórico-educacional da população negra, nos meios oficiais de divulgação, estatísticas, historiografia tradicional, esta investigação visa registrar esta história através de publicações específicas e de relatos de pessoas de referência, os quais permitem recuperar um perfil da atuação dessas organizações e fixar a memória daquilo que diz respeito a suas construções e reivindicações históricas e educacionais.
This research investigates and interprets the construction of educational strategies by afro-descendents implemented by several afro organizations in Porto Alegre, RS, from the end of the XIX century, over the First Republic, the New State and the respective redemocratizing processes until the year 2002. Over this period, the afro organizations had different configurations according to their contexts, their forms of composition and their claims arise from the conditions or from their lack, coming from a broader society. Such organizations, either of religious nature, mutual aid, cultural or, under the current perspective, of non-governmental organizations, comprise a common feature that is translated into the preservation of the identity and into the claims for the establishment of fair survival conditions for the afro-descendents. Due to the absence of documentation of the historicaleducational trajectory of the afro population in the official means of divulgation, statistics and in the traditional historiography, this investigation aims at registering this history through specific publications and reports from reference people, what allows recovering the performance profile of these organizations and setting the memory of what respects their constructions and historical and educational claims.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3896
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000415813-Texto+Completo+Parte+A-1.pdfTexto Completo Parte A20,34 MBAdobe PDFAbrir
Ver
000415813-Texto+Completo+Parte+B-2.pdfTexto Completo Parte B20,11 MBAdobe PDFAbrir
Ver
000415813-Texto+Completo+Parte+C-3.pdfTexto Completo Parte C7,6 MBAdobe PDFAbrir
Ver
000415813-Texto+Completo+Parte+D-4.pdfTexto Completo Parte D18,54 MBAdobe PDFAbrir
Ver
000415813-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo7,75 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.