Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/3943
Tipo: masterThesis
Título: Os negros, a constituição de espaços para os seus e o entrelaçamento desses espaços: associações e identidades negras em Pelotas (1820-1943)
Autor(es): Silva, Fernanda Oliveira da
Orientador: Bakos, Margaret Marchiori
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em História
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: HISTÓRIA
NEGROS - RIO GRANDE DO SUL - HISTÓRIA
NEGROS - BRASIL - HISTÓRIA SOCIAL
PELOTAS (RS) - HISTÓRIA
IDENTIDADE SOCIAL
Resumo: The central problem of this thesis is to analyze the associations of Afro-Brazilians in Pelotas that allowed the constitution of a positive black identity, perceived in direct relation to the national and international relacional context they experienced. To approach this problem the forms of collective black resistance in different relational contexts were identified. We also identified the effort to construct a network of the different associations, which was based on racial identity mediated by the search for social distinction. In the post-abolition period, these actors wanted citizenship in a very racially prejudiced society. The study concentrates on the town of São Francisco de Paula, which later became the city of Pelotas, located in the far south of Rio Grande do Sul, between 1829 and 1943. This period includes the time of slavery — in which we discovered the existence of three black religious brotherhoods, followed by the maintenance of associations involved in efforts to liberate slaves. However, the principal focus is on the post-abolition period, which is the context of the second and third chapters. This thesis highlights the emergence of associations which cultivates racial identity as a response to the discriminatory society of Pelotas. Among these associations, we emphasize the emergence of Afro-Brazilian social clubs and their collaborative activities, with central emphasis on the Frente Negra Pelotense and the search for a common racial identity among local blacks. In this manner, it was possible to analyze how the black associations dialogued with national and local doctrines and political activities, and how they developed alternative forms of integration in which they maintained their racial identity. It was also possible to map the interwoven leadership of local Black associations. This interweaving leads to the interpretation of a social movement network that had been developing since the last decade of the 19th century. The research uses various kinds of documents, such as travelers’ accounts; registers of associations; minutes of association meetings; newspaper articles; statutes of associations, as well as data provided by other studies focused on the city of Pelotas.
O problema central dessa dissertação é analisar as associações negras pelotenses que permitiram a constituição de uma identidade negra positiva percebida em relação direta com o contexto relacional vivenciado em âmbito nacional e internacional. Ao abordarmos essa questão atentamos para as formas de resistência das coletividades negras em diferentes contextos relacionais. Destacamos ainda a busca por um entrelaçamento entre diferentes associações tendo como ponto em comum a identificação racial mediada pela busca por uma posição social diferenciada. Diretamente vinculado ao período do pós-Abolição almejava-se a cidadania em uma sociedade ainda muito preconceituosa racialmente. A delimitação espacial focaliza o estudo na então Vila de São Francisco de Paula a qual posteriormente foi elevada a cidade de Pelotas, localizada no extremo sul do Rio Grande do Sul, entre os anos de 1829 a 1943. O recorte cronológico de nossa pesquisa engloba desde o espaço de tempo em que se mantinham as relações escravistas. Porém, nosso enfoque maior esteve centrado no período do pós-Abolição, o qual é o pano de fundo do segundo e terceiro capítulos. Destaca-se, então, o surgimento de associações em que a identidade racial aflorou em virtude da sociedade discriminatória vivenciada em Pelotas. Dentre estas associações destacamos o surgimento dos clubes sociais negros e suas atividades em conjunto, com ênfase para o surgimento da Frente Negra Pelotense e a busca por uma identidade racial que fosse comungada por todo o grupo negro local. Dessa forma, foi possível analisar como as associações negras estavam dialogando com doutrinas e medidas políticas nacionais e locais e desenvolvendo formas alternativas de integração em que mantinham sua identidade racial, sendo possível ainda efetuar um mapeamento das lideranças negras envolvidas no associativismo negro local. Esse entrelaçamento se encaminha para a interpretação de uma rede de movimento social que já vinha desenvolvendo-se desde a última década do século XIX. A pesquisa utiliza-se de fontes documentais diversas, como relatos de viajantes; registros de associações; livros de atas; artigos de jornais; estatutos de associações, além de dados referidos por outros estudos centrados na cidade de Pelotas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/3943
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000430526-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo11 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.