Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/417
Tipo: masterThesis
Título: Avaliação in vitro das forças geradas por cadeias elásticas e molas fechadas de NiTi
Autor(es): Porto, Janise Bizarro Pereira
Orientador: Lima, Eduardo Martinelli Santayana de
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Fecha de Publicación: 2009
Palabras clave: ODONTOLOGIA
ORTODONTIA
ORTOPEDIA FACIAL
MALOCLUSÃO
RETRAÇÃO (ODONTOLOGIA)
DENTIÇÃO
RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS
Resumen: The aim of this in vitro study was to access the strength produced by the nickel titanium closed-coil springs from three different comercial brands (American Orthodontics®, TP orthodontics® and Morelli®) as well as elastomeric chains from two brands available in the market (American Orthodontics® – Memory Chain e Morelli® – conventional) when submitted to 50% and 100% distensions from initial length and then check their strength behavior within time. Both strength values were measured within five intervals of initial 3, 4, 6 and 9 weeks. The sample included 240 nickel titanium closed-coil springs and 80 of the elastomeric chains segments were divided into 16 groups according to the type of material, either nickel titanium closed-coil spring or elastomeric chains, commercial brand and distension submitted. Each group had 20 samples, distended in 50% or 100% from initial length and were kept distended on steel plates immersed in artificial salive solution at the steady temperature of 37ºC. The strength developed by the samples was assessed through a tension test carried out by a mechanic essay machine Emic DL2000® at a 0,5mm/minute speed. The results were submitted to statistical ANOVA and Tukey tests. The NiTi closed coil springs and elastomeric chains distended 50% of the initial length showed initial force between 126. 3 and 267. 5 gf and between 192. 6 and 267. 8 gf, respectively; in the end of nine weeks the average strength was between 131. 7 and 263 gf for the NiTi closed coil springs and between 123. 7 and 141. 3 gf for elastomeric chains. Distension of 100% of initial length of the average initial force produced by the NiTi closed coil springs was between 214. 3 and 451. 5 gf and elastomeric chains between 306. 6 and 380. 5 gf, after nine weeks of average strength remained between 196. 7 and 397. 3 gf for the NiTi closed coil springs and between 179. 4 and 189. 3 gf for elastomeric chains. Such results indicated.
O objetivo do presente estudo foi avaliar, in vitro, as forças produzidas pelas molas fechadas de níquel-titânio de três marcas comerciais diferentes (American Orthodontics®, TP orthodontics® e Morelli®) e cadeias elásticas de duas marcas disponíveis comercialmente (American Orthodontics® – Memory Chain e Morelli® – convencional) quando submetidas a distensões de 50% e 100% do comprimento inicial e verificar o comportamento destas forças ao longo do tempo. As forças foram aferidas em cinco intervalos de tempo: inicial, 3, 4, 6 e 9 semanas. Para tanto 240 molas fechadas de níquel-titânio e 80 segmentos de cadeias elásticas foram divididos em 16 grupos de acordo com o tipo de material, mola fechada de níqueltitânio ou cadeia elástica, marca comercial e distensão submetida. Para cada grupo 20 amostras foram distendidas em 50% ou 100% do comprimento inicial e assim mantidas em placas de aço e imersas em solução de saliva artificial à temperatura constante de 37ºC. As forças desenvolvidas pelas amostras foram aferidas através de um teste de tração realizado por uma máquina de ensaio mecânico Emic DL2000® à velocidade de 0,5mm/minuto. Os resultados foram submetidos a testes estatísticos ANOVA e Tukey. As molas fechadas de NiTi e cadeias elásticas distendidas 50% do comprimento inicial apresentaram força inicial entre 126,3 e 267,5 gf e entre 192,6 e 267,8 gf, respectivamente; ao final de 9 semanas a média de força ficou entre 131,7 e 263 gf para as molas fechadas e entre 123,7 e 141,3 gf para as cadeias elásticas. Na distensão de 100% do comprimento inicial a média de força inicial apresentada pelas molas fechadas de NiTi ficou entre 214,3 e 451,5 gf e para as cadeias elásticas entre 306,6 e 380,5 gf; após 9 semanas a média de força permaneceu entre 196,7 e 397,3 gf para as molas fechadas de NiTi e entre 179,4 e 189,3 gf para as cadeias elásticas. Os resultados indicaram que tanto as molas fechadas de níquel-titânio como as cadeias elásticas desenvolveram forças iniciais maiores e maior taxa de degradação da força ao longo do tempo quando distendidas 100% do comprimento inicial quando comparadas a distensão de 50%. As molas fechadas de NiTi apresentaram menores percentuais de degradação da força do que as cadeias elásticas nas duas distensões avaliadas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/417
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000424760-0.pdfTexto Completo9,17 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.