Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4183
Tipo: masterThesis
Título: Processos inferenciais na publicidade: o politicamente (in)correto
Autor(es): Schwertner, Raquel Schütz
Orientador: Costa, Jorge Campos da
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: LINGUÍSTICA
LINGUÍSTICA APLICADA
LINGUÍSTICA DO TEXTO
PUBLICIDADE - LINGUAGEM
TEORIA DA RELEVÂNCIA (LINGUÍSTICA)
INFERÊNCIA
Resumo: This paper aims to verify the consistency of the Relevance Theory from Sperber e Wilson (1986; 1995), which seeks to explain how human communication processes occur through a pragmatic-cognitive approach, in which information is mentally represented and inferentially processed. In this model, are taken into consideration not only the information explicitly transmitted or present in the discourse, but also those that are implicit, as well as the intention of the speaker, the context in which communication occurs and the listener’s world knowledge. To illustrate how human inferentially processes occur, 11 pieces of advertising were selected, all of them having some prejudice or discriminatory reference. This choice is due to the fact that advertising language is, in general, rich in implicit, leading the reader to retrieve information and to make inferences, in order to achieve the meaning intended by the advertiser. Moreover, it is assumed that sensitive issues, which would be considered an offense to the politically correct if explicited, are still implicitly addressed and recovered by inferentially processes. As these ideas are not linguistically expressed, it is possible the argument that their use was not intentional, and the interpretation that was achieved by the consumer is not the one that was intended by the advertiser – resource often use by advertising agencies. Thus, it is considered that the selected pieces of advertising allow illustrating the conceptual architecture of the Relevance Theory, especially in regards to the inferential processing of information and the non-demonstrative character of the inferences.
Este trabalho tem por objetivo verificar a consistência da Teoria da Relevância de Sperber e Wilson (1986; 1995), que busca explicar de que forma ocorrem os processos comunicacionais humanos através de uma abordagem pragmático-cognitiva, na qual as informações são mentalmente representadas e inferencialmente processadas. Nesse modelo, são levadas em consideração não apenas as informações transmitidas de forma explícita ou presentes no discurso, mas também aquelas de caráter implícito, além da intencionalidade do falante, do contexto em que ocorre a comunicação, e do conhecimento de mundo do interlocutor. Para exemplificar de que forma ocorre o processamento inferencial humano, foram selecionadas 11 peças publicitárias, todas elas contendo alguma marca preconceituosa. Essa escolha deve-se ao fato de a linguagem publicitária ser, de modo geral, rica em implícitos, levando o leitor a recuperar informações subentendidas e a construir inferências, de modo a chegar à interpretação. Além disso, assume-se que assuntos delicados, que seriam considerados uma ofensa ao politicamente correto se explicitados, continuam as ser abordados de forma implícita e recuperados através de processos inferenciais. Como tais ideias não são linguisticamente expressas, é possível argumentar que o uso das mesmas não foi intencional, e que a interpretação recuperada pelo consumidor não foi a pretendida pelo anunciante – recurso muitas vezes utilizado pelas agências de publicidade. Dessa forma, considera-se que as peças publicitárias selecionadas permitem ilustrar a arquitetura conceitual da Teoria da Relevância, em especial no que se refere ao processamento inferencial da informação e ao caráter não-demonstrativo das inferências realizadas.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4183
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000446894-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo5,23 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.