Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4224
Tipo: masterThesis
Título: A redução de proparoxítonos na fala do sul do Brasil
Autor(es): Chaves, Raquel Gomes
Orientador: Brescancini, Cláudia Regina
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: LINGUÍSTICA
SOCIOLINGUÍSTICA
DIALETOLOGIA
FONOLOGIA
FONÉTICA
VARIAÇÃO (LINGUÍSTICA)
Resumo: The current study takes as its purpose the description and analysis of the incidence of syncope (ó. cu. los – ó. clus; árvore - árve, sábado – sádo) and apocope (véspera –vésper; mínimo – míni) processes in proparoxytone vocables. The approached suppression phenomena are mentioned as conservative processes, inasmuch as they manifest themselves since the Latin language and they are present in Portuguese until nowadays. Most research focused on the analysis of the words stressed on the antepenultimate syllable in Brazilian Portuguese (CAIXETA, 1989; AMARAL, 1999; XIMENES, 2005; SILVA, 2006; LIMA, 2008; RAMOS, 2009) devoted mainly to the study of the action of syncope phenomenon, insofar as the incidence of the process on the referred accentual class has been reported since the Classical Latin. However, the manifestation of apocope in proparoxytone has been mentioned in a series of studies (CAIXETA, 1989; FERNANDES, 2007; ARAÚJO et al., 2008). This research, reasoned on the Labovian theoretical-methodological model of Variation Theory (LABOV, 1972, 1994), commits to a perceptual analysis of deletion phenomena, based on the investigation of 102 interviews granted by VARSUL database. The informants that constitute the sample present low education level and are from the Southern Region of Brazil – Paraná, Rio Grande do Sul and Santa Catarina. As the results suggest, the manifestation of the processes in proparoxytone vocables is essentially regulated by linguistic conditioners. Social factors, delimited as possible influencers of the processes, were not pointed as relevant to the suppression phenomena application. Furthermore, the incidence of the two processes obeyed the universal principles and the specific conditions of the Portuguese language: the syncope was only observed when the resyllabification process, incited by deletion, respected the phonological system of language (ó. cu. los – ó. clus) and the syllabic apocope, registered in greater numbers than the vocalic apocope, denoted that the phonological system was preserved even with the syllable elision, whereas the deletion does not incite a resyllabification process.
O presente estudo assume como propósito a descrição e análise da incidência dos processos de síncope (ó. cu. los – ó. clus; árvore - árve, sábado – sádo) e apócope (véspera – vésper; mínimo – míni) em vocábulos proparoxítonos. Os fenômenos de supressão abordados são mencionados como processos conservadores, visto que se manifestam desde o latim e encontram-se presentes no português até a atualidade. A maioria das pesquisas centrada na análise de palavras acentuadas na antepenúltima sílaba no português brasileiro (CAIXETA, 1989; AMARAL, 1999; XIMENES, 2005; SILVA, 2006; LIMA, 2008; RAMOS, 2009) dedicou-se essencialmente ao estudo da ação do fenômeno de síncope, visto que a incidência do processo na classe acentual referida tem sido relatada desde o latim clássico. No entanto, a manifestação de apócope em proparoxítonos tem sido mencionada em uma série de estudos (CAIXETA, 1989; FERNANDES, 2007; ARAÚJO et al., 2008). Esta pesquisa, fundamentada no modelo teórico-metodológico laboviano da Teoria da Variação (LABOV, 1972, 1994), compromete-se com uma análise de cunho perceptual dos fenômenos de apagamento, com base na investigação de 102 entrevistas concedidas pelo banco de dados VARSUL. Os informantes que constituem a amostra apresentam baixo grau de escolaridade e são habitantes da Região Sul do Brasil – Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Conforme os resultados sugerem, a manifestação dos processos em vocábulos proparoxítonos é regulada essencialmente por condicionares de ordem linguística. Os fatores de natureza social, delimitados como possíveis influenciadores dos processos, não foram apontados como relevantes à aplicação dos fenômenos de supressão. Além disso, a incidência dos dois processos obedeceu aos princípios universais e condições específicas da língua portuguesa: a síncope foi observada somente quando o processo de ressilabificação, incitado pelo apagamento, respeitou ao sistema fonológico da língua (ó. cu. los – ó. clus) e a apócope silábica (árvore – árvo), registrada em maior número do que a apócope vocálica (número – númer), indicou que, com a elisão da sílaba, o sistema fonológico é preservado, já que o apagamento não incita um processo de ressilabificação.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4224
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000431894-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,95 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.