Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/441
Tipo: masterThesis
Título: Microscopia eletrônica de varredura e análise microbiológica de canais de dentes bovinos infectados pelo E. faecalis e submetidos à terapia fotodinâmica
Autor(es): Kufner, Janaína Guzzo Zechin
Orientador: Figueiredo, José Antonio Poli de
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Fecha de Publicación: 2011
Palabras clave: ODONTOLOGIA
ENDODONTIA
MICROSCOPIA ELETRÔNICA
TRATAMENTO DE CANAL RADICULAR
BACTÉRIAS
Resumen: O objetivo deste estudo foi testar a influência da utilização da fibra óptica e de diferentes tempos de pré-irradiação (PIT) na terapia fotodinâmica com LED, na desinfecção de canais radiculares de dentes bovinos infectados, in vitro, com Enterococcus faecalis. Cento e vinte dentes bovinos foram inoculados com E. faecalis, permanecendo em cultivo por 60 dias. Os dentes foram divididos em seis grupos (n=20): Grupo 1- água destilada; Grupo 2- 1 minuto PIT/sem fibra óptica; Grupo 3- 1 minuto PIT/fibra óptica; Grupo 4- 5 minutos PIT/sem fibra óptica; Grupo 5 - 5 minutos/com fibra óptica; Grupo 6 –hipoclorito de sódio 2%. Foram realizados testes microbiológicos e análise em SEM. A análise microbiológica mostrou que o grupo 6 obteve os melhores resultados, com diferença estatística entre este e os grupos 1, 2, 3, 4 e 5. A análise da microscopia eletrônica de varredura, nos três terços da parede do canal mostrou os melhores resultados para o grupo 6 (com diferença estatisticamente significativa com os grupos 1, 3, 4 e 5) e o grupo 2, entre os grupos da terapia fotodinâmica. Na área de túbulos expostos, no terço apical os grupos com melhores resultados foram os grupos 1 e 3; no terço médio grupos 6 e 2; e no terço cervical grupos 6 e 3. Não foi encontrada diferença na desinfecção dos canais radiculares quando a fibra óptica foi usada na aplicação da terapia fotodinâmica. Esta não pode ser usada de forma isolada na desinfecção dos canais radiculares, o seu valor pode estar na complementação da desinfecção obtida por outros protocolos de limpeza.
This study evaluated the use of optic fiber and different pre-irradiation times (PIT) in phototherapy with LED for the root canal disinfection of bovine teeth infected in vitro with Enterococcus faecalis. One hundred twenty bovine teeth were inoculated with E. faecalis and incubated for 60 days. The teeth were divided into six groups (n=20): Group 1 – distilled water; Group 2 – 1 minute PIT and no optic fiber; Group 3 – 1 minute PIT and optic fiber; Group 4 – 5 minute PIT and no optic fiber; Group 5 – 5 minutes PIT and optic fiber; Group 6 – 2% sodium hypochlorite. Specimens were evaluated using microbiological tests and SEM analysis. Microbiological analysis revealed that group 6 had the best results and there were statistically significant differences between this group and groups 1, 2, 3, 4 and 5, there were no statistically significant differences between groups 1, 2, 3, 4 and 5. SEM analysis of canal wall, in the three thirds, revealed group 6 had the best results (there were statistically significant differences between this group and groups 1, 3, 4 and 5) and group 2 had the best results between groups of photodynamic therapy. In exposed tubules, group 1 had the best results in the apical, and group 3 had the best results between groups of photodynamic therapy. Group 6 had the best results in the middle and coronal third, and between groups of photodynamic group 2 had the best results in the middle third and group 3 in the coronal third. No differences in disinfection of root canals were found when optic fiber were used for photodynamic therapy. Photodynamic therapy should not be used alone in the disinfection of root canals, but it may be valuable as a complement for disinfection performed using different cleaning methods.
URI: http://hdl.handle.net/10923/441
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000431351-0.pdfTexto Completo2,87 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.