Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4480
Type: doctoralThesis
Title: Monitoramento terapêutico do ácido micofenólico: validação de método e análise de interação com omeprazol
Author(s): Oliveira, Carmen Silvana Araujo de
Advisor: D'Avila, Domingos Otávio Lorenzoni
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Issue Date: 2012
Keywords: MEDICINA
NEFROLOGIA
NEFROPATIAS
RINS - TRANSPLANTE
MEDICAMENTOS - ACEITAÇÃO PELO PACIENTE
Abstract: Renal transplantation has been deemed the best treatment for patients with end stage renal disease. Mycophenolic acid is an immunosuppressant widely used in transplantation, acting as a potent, selective, non-competitive and reversible inhibitor of inosine monophosphate-dehydrogenase enzyme. Currently, two compounds are available: mycophenolate mofetil and mycophenolate sodium, both presenting with high rate of gastrointestinal complications. In clinical practice, patients are routinely prescribed with fixed doses, which can lead to drug exposure differences as great as 10 times. Therapeutic monitoring of Mycophenolic acid appears as a helping tool, useful for adjusting doses, individualizing therapy and promoting better understanding of drug interactions on the pharmacokinetics of Mycophenolic acid. Omeprazole is a widely prescribed drugs for transplanted patient, either as prophylaxis of gastric disorders or peptic ulcers therapy. However, literature data have hinted at a possible omeprazole interaction on Mycophenolic acid pharmacokinetics, by raising gastric pH and reducing its gastric absorption. The aim of the current study was to evaluate Mycophenolic acid levels in patients using mycophenolate mofetil or mycophenolate sodium with and without co-administration of omeprazole. The method for therapeutic drug monitoring of Mycophenolic acid seemed consistent with previously established validation parameters. There was no statistical difference in Mycophenolic acid levels of patients using either mycophenolate mofetil or mycophenolate sodium, with or without concomitant omeprazole; yet Mycophenolic acid plasma levels presented lower variance when omeprazole was concomitantly used, in both groups.
O transplante renal constitui-se no tratamento de escolha para pacientes com insuficiência renal crônica terminal. O ácido micofenólico é um imunossupressor muito empregado no transplante, que age como um potente, seletivo, não competitivo e reversível inibidor da enzima inosina-monofosfato desidrogenase. Atualmente, dois compostos estão disponíveis: o micofenolato de mofetila e o micofenolato sódico, ambos apresentando elevado índice de complicações gastrointestinais. Na prática clínica, os pacientes são rotineiramente prescritos com doses fixas padrão, o que pode levar a uma diferença de pelo menos 10 vezes na exposição à droga.O monitoramento terapêutico do ácido micofenólico surge como uma ferramenta de apoio clínico, auxiliando no ajuste de doses, na individualização da terapia, e promovendo maior entendimento quanto a interações medicamentosas na farmacocinética do ácido micofenólico. O omeprazol é um dos fármacos muito prescritos para pacientes transplantados, seja na profilaxia de distúrbios gástricos, seja no tratamento de úlceras pépticas. Entretanto, dados da literatura vêem apontando uma possível interação do omeprazol na farmacocinética do ácido micofenólico, por elevar o pH gástrico e diminuir sua absorção. Assim, o objetivo desse trabalho foi realizar a validação de método para monitoramento terapêutico do ácido micofenólico e realizar uma análise dos efeitos da coadministração de omeprazol nos níveis plasmáticos do ácido micofenólico em grupos de pacientes em uso de micofenolato mofetila ou micofenolato sódico. O método laboratorial desenvolvido e validado para monitoramento terapêutico do ácido micofenólico apresentou-se condizente com os parâmetros de validação descritos na literatura. A análise dos níveis de ácido micofenólico, quando co-administrado ou não omeprazol em pacientes em uso de micofenolato mofetila ou micofenolato sódico, não demonstrou diferença estatística, mas se observou que tanto o grupo micofenolato mofetila quanto o micofenolato sódico, em co-administração com omeprazol, apresentavam menor variância dos níveis plasmáticos de ácido micofenólico.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4480
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000449054-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo7,82 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.