Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4625
Tipo: masterThesis
Título: Anormalidades na coluna lombar em atletas adolescentes do remo
Autor(es): Maurer, Marvin Nessi
Orientador: Baldisserotto, Matteo
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança
Data de Publicação: 2009
Palavras-chave: MEDICINA
COLUNA VERTEBRAL
ESPECTROSCOPIA DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
TRAUMATISMOS EM ATLETAS
ESPORTES
REMO (ESPORTE)
ADOLESCENTES
Resumo: PURPOSE: This study evaluated lumbar spine injuries of asymptomatic adolescent rowers using magnetic resonance imaging (MRI). METHODS This cross-sectional study evaluated 44 asymptomatic adolescent boys distributed in two groups of 22 rowers and 22 control subjects. All participants and their legal guardians signed an informed consent term. The study was approved by the Ethics in Research Committee of the institution where it was conducted. All the exams were performed using a 0. 35-Tesla open-field MRI unit and evaluated by 2 experienced radiologists blinded to study groups. Each MRI scan was analyzed for the presence of disk degeneration or dehydration, herniated or bulging disk, pedicle stress reaction and spondylolysis. The Student t test or the Fisher exact test were used for statistical analyses. RESULTS: Nine rowers (40. 9%) had at least one MRI abnormality in lumbar spine, whereas in the control group only 2 participants (9. 1%) had at least one MRI abnormality (p=0. 03). The prevalence of pedicle stress reaction was much greater in the group of rowers, and was found in 5 participants (22,7%), whereas the same abnormality was not found in any scan in the control group (p=0. 048). The analysis of other isolated findings did not reveal any statistically significant difference between groups. CONCLUSION: Pedicle stress reaction is a prevalent injury of the lumbar spine of highperformance rowers. MRI detected lumbar injuries at an early stage in asymptomatic rowers.
OBJETIVO: o objetivo deste estudo foi avaliar por ressonância magnética [1] a coluna lombar de atletas adolescentes assintomáticos praticantes de remo. MATERIAL E MÉTODOS: estudo transversal que avaliou 44 indivíduos adolescentes assintomáticos do sexo masculino distribuídos igualmente em dois grupos, 22 remadores e 22 controles. Foi obtido consentimento informado de todos os participantes e de seus responsáveis legais. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. Todos os exames foram realizados em um aparelho de RM de campo aberto de 0. 35T e avaliados de maneira cegada por 2 radiologistas capacitados. Foi investigada presença de degeneração/desidratação discal, hérnia ou abaulamento discal, reação de estresse do pedículo e espondilólise. Foram utilizados o teste t de Student ou teste de Exato de Fisher para os cálculos estatísticos. RESULTADOS: No grupo de atletas, 9 (40,9%) apresentaram pelo menos uma alteração na coluna lombo-sacra pela RM, enquanto que no grupo controle apenas 2 indivíduos (9,1%) demonstraram pelo menos uma anormalidade (p=0. 03). A prevalência de reação de estresse no pedículo foi significativamente maior no grupo de atletas, ocorrendo em 5 indivíduos (22,7%), enquanto que no grupo controle esta anormalidade não foi detectada em nenhuma coluna (p=0,048). Com relação aos demais achados isolados nosso estudo não demonstrou uma diferença estatisticamente significativa entre os grupos. CONCLUSÃO: A reação de estresse do pedículo é uma lesão prevalente na coluna lombar de atletas de alto nível técnico praticantes de remo. A RM mostrou capacidade de detectar lesões precoces na coluna lombar de remadores assintomáticos.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4625
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000421227-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,02 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.