Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4698
Tipo: masterThesis
Título: Mecanismos de inibição da asma por exposição a antígenos parasitários e bacterianos em camundongos
Autor(es): Barbosa, Gustavo Leivas
Orientador: Pitrez, Paulo Márcio Condessa
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança
Data de Publicação: 2008
Palavras-chave: MEDICINA
EPIDEMIOLOGIA
ASMA
Resumo: Introduction: Helminths and bacteria have shown to inhibit asthma and atopy. The mechanisms involved (Th1/Th2 imbalance and Treg immune response) are not fully understood. The aim of this study is to analyze the distinct mechanisms involved in the inhibition of atopic asthma in animals exposed to helminths and bacterial products. Methods: adult and female C57BL/6 wild type (wt) and C57BL/6 IL-10-/- (IL-10 deficient mice) were used. Allergic pulmonary inflammation was induced with sensitization and challenge of airways with ovalbumin (OVA). Four experimental groups were used: 2 groups (C57BL/6 wt and C57BL/6 IL-10-/-) immunized a protein extract of A. costariscensis, one group immunized with E. coli lysate (C57BL/6 wt) and one control group. Immunization was performed 7 days prior to OVA protocol. Cellular counts in bronchoalveolar lavage (BAL), eosinophilic peroxidase (EPO) activity in lung tissue and cytokine production (IL5 and IFN-g) in BAL and spleen cell cultures were performed in the end of protocol. Results: Eosinophil counts, IL-5 levels in BAL and EPO in lung tissue were significantly lower from parasite extract and E. coli lysate groups, including the group of IL10 deficient mice, when compared to the control group (p=0. 017, p<0. 001 and p<0. 001, respectively). Neutrophils are increased in BAL of parasite extract groups (p=0. 04). Levels of IFN-g in BAL were reduced only in E. coli lysate groups (p<0. 001). In systemic immune response (spleen cell cultures), IL-5 levels were significantly reduced only in the parasite extract groups (p<0. 001) and IFN-g levels were not different between the groups. Conclusions: Inhibition of atopic asthma through exposition of different pathogens has distinct mechanisms. Moreover, A. costariscensis extract increases neutrophilic inflammation in the lungs and IL-10 seems not to play a role in the inhibitory effect of pulmonary allergic response.
Introdução: Helmintos e bactérias parecem inibir o desenvolvimento de asma atópica. Os mecanismos envolvidos (balanço Th-1/Th-2 e atividade Treg) ainda não são bem compreendidos neste processo. O objetivo do presente estudo é analisar os distintos mecanismos envolvidos na inibição da asma atópica em animais expostos à helmintos e lisado bacteriano. Métodos: Fêmeas adultas de camundongos C57BL/6 e C57BL/6 IL-10(-/-)(camundongo deficiente de IL-10) foram usadas. Inflamação pulmonar alérgica foi induzida com sensibilizações intraperitoneais e desafios das vias aéreas com ovalbumina (OVA). Foram usados 4 grupos experimentais: 2 grupos (C57BL/6 e C57BL/6 IL-10(-/-)) que receberam extrato de A. costariscencis, 1 grupo que recebeu lisado de E. coli e um grupo controle. Imunizações fora realizadas 7 dias antes do protocolo de OVA. Ao final do protocolo foram realizadas contagens de células no lavado broncoalveolar (LBA), ensaio de peroxidase eosinofílica (EPO) em tecido pulmonar e análises de citocinas (IL-5 e IFN-γ) no LBA e no sobrenadante de cultura de esplenócitos. Resultados: Contagem de eosinófilos, atividade de EPO e os níveis de IL-5 no LBA foram reduzidos nos animais que receberam extrato do parasito e E. coli quando comparado ao grupo controle (p=0,017, p<0,001 e p<0,001, respectivamente). O número de neutrófilos no LBA foi maior nos animais dos grupos que receberam extrato do parasita (p=0. 04). Os níveis de IFN- γ foram reduzidos somente nos animais que receberam lisado de E. coli (p<0,001). Na resposta imune sistêmica (cultura de esplenócitos), os níveis de IL-5 foram significativamente menores nos animais que receberam extrato (p<0. 001) e os níveis de IFN-γ não mostraram diferença entre os grupos. Conclusões: A inibição da asma atópica por diferentes patógenos tem mecanismos distintos. Além disto, o extrato de A. costaricensis aumentou a inflamação neutrofílica nos pulmões e a IL-10 não é responsável pelo efeito inibitório na resposta pulmonar alérgica.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4698
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000407288-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,78 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.