Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4735
Tipo: masterThesis
Título: Determinação da pressão arterial pelo Método do “flush” em recém-nascidos: estudo comparativo com métodos Doppler, oscilométrico e Oximetria de pulso
Autor(es): Ribeiro, Manoel Antonio da Silva
Orientador: Fiori, Renato Machado
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Pediatria e Saúde da Criança
Data de Publicação: 2008
Palavras-chave: MEDICINA
PEDIATRIA
RECÉM-NASCIDO
PRESSÃO SANGUÍNEA
HIPOTENSÃO
DIAGNÓSTICO CLÍNICO
Resumo: BACKGROUND: There are few studies, none blinded, on noninvasive blood pressure (BP) measurements in infants with the flush and pulse oximetry methods. Doppler ultrasound has been considered the standard technique for noninvasive BP in infants. OBJECTIVE: To compare blood pressure determined by the flush, pulse oximetry and oscillometry methods with that measured by Doppler ultrasound. METHODS: Blood pressure measurements were sequentially obtained in healthy full-term, stable preterm, and critically ill infants. All measurements were videotaped, edited separately, codified, and independently analyzed by three neonatologists. RESULTS: A total of 57 measurements were performed in 44 newborns infants. The flush method and oximetry showed better correlation with Doppler ultrasound than oscillometry (correlation coefficient of 0. 89, 0. 85 and 0. 71, respectively, P<0. 01). The mean difference±SD and CI95% regarding the measurements taken by the Doppler ultrasound was – 5. 2±7. 9 (-21. 1 to 10. 7) mmHg for the flush method, 0. 4±8. 9 (-17. 5 to 18. 2) mmHg for pulse oximetry, and 6. 4±16. 1 (-25. 8 to 8. 6) mmHg for oscillometry. The flush showed better sensitivity than both oximetry and oscillometry methods for hypotension diagnosis (P< 0. 002). CONCLUSIONS: The flush and pulse oximetry methods are reliable and appropriate techniques to measure BP in newborns in NICU, and the flush seems more accurate to detect hypotension than the oscillometric method.
INTRODUÇÃO: Há poucos estudos, e nenhum com cegamento, sobre o uso do método do “flush” e da oximetria de pulso na verificação da pressão arterial em recém-nascidos. O método do Doppler é considerado padrão para aferição não-invasiva da pressão arterial em neonatologia. OBJETIVO: Comparar as medidas de pressão arterial determinadas pelo método do "flush", da oximetria de pulso e da oscilometria com o Doppler. MÉTODOS: Foram realizadas medidas de pressão arterial em recém-nascidos a termo normais, prematuros estáveis e recém-nascidos doentes. Todas as medidas foram filmadas, editadas separadamente, codificadas e analisadas por três neonatologistas independentes. RESULTADOS: Realizou-se 57 medidas por cada método. Os métodos do “flush” e da oximetria de pulso mostraram melhor coeficiente de correlação com o Doppler do que a oscilometria (respectivamente, 0,89, 0,85 e 0,71; P<0,01). A diferença média entre as medidas, seus respectivos desvios padrões e o IC95% quando comparados com Doppler foram: -5,2±7,9 (-21,1 a 10,7) mmHg com o método do “flush”; 0,4±8,9 (-17,5 a 18,2) mmHg com a oximetria de pulso e 6,4±16,1 (-25,8 a 8,6) mmHg com a oscilometria. O método do “flush” mostrou ser mais sensível do que o da oximetria e o da oscilometria para o diagnóstico de hipotensão arterial (P<0,002). CONCLUSÕES: Os métodos do “flush” e da oximetria de pulso são mais precisos e confiáveis para medir a pressão arterial de recém-nascidos, sendo que o método do “flush” parece ser mais preciso para detectar hipotensão que o método de oscilométrico.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4735
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000400854-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo4,04 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.