Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/4788
Tipo: masterThesis
Título: História de vida e escolha conjugal em mulheres que sofrem violência doméstica
Autor(es): Lima, Gabriela Quadros de
Orientador: Werlang, Blanca Susana Guevara
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Fecha de Publicación: 2010
Palabras clave: PSICOLOGIA CLÍNICA
RELAÇÃO HOMEM-MULHER
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
VIOLÊNCIA - MULHERES
Resumen: The domestic violence is considered a public health issue and a violation of the human rights. The importance of studying this issue is found both in the psychic suffering that engenders as the effects that produces in the familiar people, because what is observed, it is the perpetuation of the violence across generations. Investigating the dynamic that contribute significantly in the establishment of the romantic relationships in which result the violence against woman it seems crucial to find ways to end this adversity. This dissertation aims to study the influence of the life history in the women’s marital choice who suffer domestic violence. It is composed of three sections. The first section is a theoretical one and it had as an objective to address the contributions of psychoanalysis about marital choice and its psychic effects. It was considered the possibility of this choice represent an imprisonment in repetitive patterns of relationship or to make possible the acquisition/transformation of the internal resources capable to move the subject to the marital happiness/satisfaction and, also, personal. The second section, empirical (developed from qualitative methodological assumption), presents the study which responds to the research project and 12 women participated. All women responded to a Personal and Sociodemographics Data Sheet and to a Semi-Structured Interview guided by three main areas: a) the history of life of the participant; b) the marital choices; and c) the violence situation lived currently and the search for help. The findings were analyzed by the Content Analysis Method and interpreted with the psychoanalysis assumptions. They were identified register units that resulted in three final categories (illustrated with vignettes of the participant’s statement): a) violence experiences and helplessness in life history: the daily excess; b) the loving choices: the disillusion in the repetition scenario and c) search to the independence: possibility of “Transform-Action”. The aspects addressed allow comprehending the domestic violence as a life history marked by traumatic experiences that move these women, through the repetition compulsion, to the marital choice in which promote a violent scenario. It is proposed an expression Transform- Action as an alternative of the understanding of a possibility to the end the violence, because it is believed that when you name the excess that invaded the psyche of these women, it becomes easier to integrate the psychic excitations and then to free themselves of the repetition compulsion circuit. It is understood that the resources and strategies of prevention for the domestic violence should consider in an imperative way the relevance of offering to these women who are victim of this phenomenon a listening space in which witnesses to the suffering of these women and to offer a relationship based in the respect and care, perhaps never lived by these women. The third and last theoretical section examines the support network which is available to assist these women who are victim of violence and the last section also talks about the historical emergence, as well as it is identified the actual situation of the support network in the country.
A violência doméstica é considerada um problema de saúde pública e uma violação dos direitos humanos. A importância de estudar esta temática encontra-se tanto no sofrimento psíquico que esta engendra como nos efeitos que produz nas pessoas próximas, pois o que se observa é a perpetuação da violência ao longo das gerações. Investigar a dinâmica que contribui expressivamente no estabelecimento de relações amorosas que resultam na violência contra a mulher parece crucial para a busca de formas de cessação desta adversidade. Esta dissertação tem como objetivo estudar a influência da história de vida na escolha conjugal de mulheres que sofrem violência doméstica. É composta por três seções. A primeira seção é de cunho teórico e teve como objetivo abordar as contribuições da Psicanálise no que se refere à escolha conjugal e aos efeitos psíquicos que dela decorrem. Considerou-se a possibilidade de esta escolha representar um aprisionamento em padrões repetitivos de relacionamento ou possibilitar a aquisição/transformação de recursos internos capazes de mover o indivíduo para a felicidade/satisfação conjugal e, também, pessoal. A segunda seção, empírica (desenvolvida a partir de pressupostos metodológicos qualitativos), apresenta o estudo que responde ao projeto de pesquisa e que foi realizado com a participação de 12 mulheres. Todas as mulheres responderam a uma Ficha de Dados Pessoais e Sociodemográficos e a uma Entrevista Semiestruturada norteada por três grandes eixos: a) a história de vida da participante; b) as escolhas conjugais; e c) a situação de violência vivenciada atualmente e a busca de ajuda. Os achados foram analisados pelo método de Análise de Conteúdo e interpretados com pressupostos da teoria psicanalítica. Foram identificadas unidades de registro que resultaram em três categorias finais (ilustradas com vinhetas das falas dos participantes): a) experiências de violência e desamparo na história de vida: o excesso no cotidiano; b) escolhas amorosas: a desilusão no cenário da repetição e c) busca pela independência: possibilidade de “Transforma-Ação”. Os aspectos abordados permitem compreender a violência doméstica como resultante de uma história de vida marcada por vivências traumáticas que move estas mulheres, através da compulsão à repetição, para a realização de escolhas conjugais que propiciam um cenário violento. Propõe-se a expressão Transforma-Ação como uma alternativa de compreensão de uma possibilidade de cessação da violência, pois se acredita que, ao nomear o excesso que invadiu o psiquismo dessas mulheres, fica mais fácil integrar as excitações psíquicas e, assim, libertar-se do circuito da compulsão à repetição. Entende-se que os recursos e estratégias de prevenção da violência doméstica devem considerar de forma imperiosa a relevância de oferecer às mulheres vítimas de tal fenômeno um espaço de escuta que testemunhe os seus sofrimentos e ofereça uma relação pautada pelo respeito e acolhimento, talvez nunca antes vivenciados por elas. A terceira e última seção, teórica, examina a rede de apoio disponível para a assistência às mulheres vítimas de violência e discorre a respeito do histórico de seu surgimento, assim como identifica o panorama atual da rede de apoio no país.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4788
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000421569-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo737,05 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.