Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/4946
Tipo: masterThesis
Título: Respostas ao teste contos de fadas em crianças com e sem vivência de abuso sexual
Autor(es): Pacheco, Maria Luiza Leal
Orientador: Werlang, Blanca Susana Guevara
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: PSICOLOGIA
VIOLÊNCIA SEXUAL - CRIANÇAS
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
CONTOS DE FADA - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
Resumo: O abuso sexual é um tipo de violência intrafamiliar que envolve contato ou interação entre uma criança e outra pessoa em estágio psicossexual mais avançado do desenvolvimento, no qual a criança é usada para obter estimulação sexual. Esse ato abusivo implica em atividades sexuais que envolvem contato físico (atos penetrantes) ou atos como voyeurismo e exibicionismo. O abuso sexual pode provocar respostas desadaptativas no comportamento infantil, configurando um fenômeno complexo que precisa ser melhor compreendido como forma de conhecer e definir intervenções adequadas na clínica psicológica infantil com o objetivo de ações de prevenção. Em função disso, foram elaboradas nesta Dissertação três seções de estudo: duas teóricas e uma empírica. A primeira seção, de cunho teórico, explana os possíveis impactos do abuso sexual intrafamiliar no psiquismo infantil, as configurações familiares que podem evidenciar risco para abuso sexual e aspectos relacionados à notificação e à denúncia que acionarão o sistema de enfrentamento dessa violência. Abordam-se, também, aspectos relativos à violação da lei do incesto desencadeada na relação abusiva de pessoas da mesma família sob o ponto de vista da teoria psicanalítica. A segunda seção, empírica, contempla um estudo quantitativo de tipo transversal para identificar semelhanças e diferenças nas respostas ao Teste dos Contos de Fadas (TCF) de crianças entre 06 e 11 anos, com e sem vivência de abuso sexual intrafamiliar, relacionadas aos componentes de personalidade Impulsos e Estados Emocionais. Participaram do estudo 64 crianças, sendo que 32 sofreram abuso sexual intrafamiliar (G1) e 32 não apresentaram essa vivência traumática (G2).As crianças foram localizadas no Centro de Referência Especializada de Assistência Social – CREAS e em escolas públicas da cidade de Santa Maria – RS. Com a finalidade de obter dados que caracterizassem os participantes, foi utilizada uma Ficha de Dados Sociodemográficos e o Inventário de Comportamento da Infância e Adolescência (CBCL). Para excluir casos com suspeita de comprometimento intelectual, foi administrado o Teste Matrizes Progressivas Coloridas de Raven. Os dados obtidos na Ficha de Dados Pessoais e Sociodemográficos, no Teste Raven e no CBCL foram analisados através de técnicas de estatística descritiva. A análise das verbalizações das crianças ao TCF foi elaborada com base nas variáveis do Sistema de Categorização de Respostas do próprio instrumento. Foi realizado levantamento de frequências e porcentagens dos tipos de conteúdos para impulsos e estados emocionais, para a comparação entre grupos foi utilizado o Teste Exato de Fisher. Os resultados mostram haver associação significativa em três das variáveis do componente Impulsos e em dez das variáveis do componente Estados Emocionais e o tipo de grupo G1 e G2. A terceira e última seção reflete sobre o abuso sexual infantil praticado na esfera privada da família, expondo, com base na literatura, como ocorreu a implantação dos serviços públicos de enfrentamento da violência sexual contra crianças no Brasil.
Sexual abuse is a kind of inner-family violence that involves contact or interaction between a child and another person in a psychosexual level in a more advanced development, in which child is used to obtain sexual stimulation. This abusive act presupposes sexual activities that involve physical contact (penetration acts) or voyeurism and exhibitionism. Sexual abuse can arouse non-adaptable answers in children’s behavior, formulating a complex phenomenon that needs to be better understood as a way to be aware and able to define adequate interventions in the child psychological clinic intending to prevent actions. Based on that, in this essay three sessions of study were elaborated: two of theoretical foundation and one of empirical foundation. The first session, with a theoretical feature, describes the possible impacts of an inner-family sexual abuse in a child psyche, family configurations that can put into evidence sexual abuse risk and details related to the notification and accusation which will put in action the faceoff system of this violence. It also mentions, the details related to incest law violation as a consequence of an abusive relation of people from a same family according to the psychoanalytical point of view. The second session, the empirical one, examines a quantitative study to identify similarities and differences founded on the Fairy Tale Test (TCF in Portuguese) answered by children aged 6 to 11 years old, that have or not inner-family sexual abuse experience, related to the components of personality Impulse and Emotional States. The study has involved 64 children, half of them have suffered inner-family sexual abuse(G1), and the other 32 have not had this traumatic experience(G2). The group of children was located at the Reference Center of Specialized Social Assistance – (CREAS in Portuguese) and in public schools in Santa Maria, a Brazilian city in Rio Grande do Sul.In order to obtain data that characterize the participants, it was used a Socio-demographic Data Questionnaire and an Adolescence and Childhood Behavior Checklist (CBCL). Intending to exclude cases that have a suspicion of intellectual impairment, it was used Raven’s Coloured Progressive Matrices Test. The obtained data in the Personal Information and Socio-demographic Questionnaires, and the result of Raven’s Test and CBCL were analyzed using statiscal and descriptive techniques. The analysis of children verbalizations in the TCF was elaborated based on the Answer Categorization System of the instrument. It was realized an overview of the frequency and percentage from the kind of issues to impulse and emotional states, in order to make a comparison among the groups it was used the Fisher's exact test. The results show that there is a significant association among the majority of the variables from the components Impulse and in ten variables from the Emotional States component and in the kind of group G1 and G2. The third and last section reflects on child sexual abuse carried out inside the family relationship, it is revealed, based on literature, how public services of protection to children sexual abuse in Brazil were established.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4946
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000430846-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,03 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.