Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/4974
Type: masterThesis
Title: O adoecimento da pele: um estudo de qualidade de vida, estresse e localização da lesão dermatológica
Author(s): Ludwig, Martha Wallig Brusius
Advisor: Oliveira, Margareth da Silva
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2007
Keywords: PSICOLOGIA CLÍNICA
DERMATOLOGIA
DERMATOPATIAS
QUALIDADE DE VIDA
ESTRESSE (PSICOLOGIA)
DOENTES - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
Abstract: As doenças de pele têm sido estudadas por diversos autores em todo o mundo, em vista do significativo impacto psicossocial que trazem na vida do paciente. Aspectos como qualidade de vida, ansiedade, depressão e estresse são algumas das temáticas encontradas na literatura em relação à pele. A partir disto, a presente dissertação consta de um projeto de pesquisa que foi desenvolvido e que deu origem a uma revisão teórica e a dois estudos. A revisão teórica discute os aspectos de qualidade de vida, estresse e localização da lesão em pacientes dermatológicos, bem como a necessidade de um atendimento integrado médico e psicológico a esses pacientes. Os objetivos do projeto foram respondidos através de dois estudos empíricos, sendo que o primeiro aborda os resultados da pesquisa em relação à qualidade de vida e à localização da lesão dermatológica, e o segundo, os resultados referentes ao estresse ao local da lesão na pele. Tratou-se de estudo transversal, descritivo, de associação, comparando 2 grupos: 141 pacientes com lesões dermatológicas em rosto e/ou mãos e 64 com lesões em outras partes do corpo. Participaram 205 sujeitos, adultos, portadores de dermatose não maligna, em atendimento nos ambulatórios de dermatologia do Hospital São Lucas da PUCRS e do Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre. Os instrumentos usados foram o Questionário Genérico de Qualidade de Vida- SF-36 “The Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey” e o Dermatology Life quality Index (DLQI-BRA), Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp- ISSL (Lipp, 2000), fichas de dados sócio-demográficos e de localização da lesão dermatológica. A análise de dados foi através da Estatística Descritiva, dos testes Mann-Whitney, de Kruskal-Wallis e Qui-Quadrado. Foi usado o nível de significância de 5%.Os dados foram computados e analisados no Programa SPSS 11. 5, e as análises de Comparações (método de Dunn) e Comparações Student-Newman-Keuls (SNK) foram realizadas através do Software BioEstat 4. 0. O projeto de pesquisa obteve aprovação dos Comitês de Ética em Pesquisa do Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre e do Hospital São Lucas PUCRS. A participação dos pacientes foi voluntária e mediante assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Em relação à qualidade de vida, não foram encontradas diferenças significativas entre os dois grupos, sendo o número de associações entre SF-36 e DLQI-BRA muito superior no grupo com lesões em rosto e/ou mãos. Quando da divisão da amostra em cinco grupos de localização da lesão dermatológica, foram encontradas diferenças significativas na qualidade de vida específica, entre o grupo com lesões somente em rosto e/ou mãos e o grupo com lesões generalizadas (rosto e mãos e outras partes). Em relação ao estresse, percebe-se que grande parte dos pacientes apresenta sintomas de estresse, está na fase de resistência e apresenta sintomatologia predominante psicológica. Verificou-se que não há evidência de associação entre os resultados do ISSL e o local da lesão, ou seja, são independentes Entre os dois grupos de localização da lesão, não foram encontradas diferenças significativas quanto ao estresse. Através dos resultados pode-se inferir que independente da localização da lesão no corpo, o sentimento de exposição e os prejuízos a que fica submetido o paciente dermatológico são semelhantes. Relações interpessoais em geral, bem como relações mais íntimas, amorosas, são situações que implicam o despir-se, sendo impossível esconder as lesões.A doença de pele, ao que parece, provoca sentimento de exposição e constrangimento, independente do lugar do corpo acometido, pois quando nos aproximamos de alguém mais intimamente, estamos nos expondo. Levando em consideração que o sistema nervoso e a pele têm a mesma origem, estando, pois em estreita ligação, pode-se ressaltar o quanto o estresse na fase de resistência determina uma piora na dermatose e o quanto se deveria propor trabalhos e intervenções para atingir múltiplas variáveis no tratamento. É preciso intervir além da superfície da pele, e buscar alcançar também o psiquismo e o comportamento.
Skin diseases have been studied by several authors all over the world regarding the significant psychosocial impact they bring about the life of the patient. Aspects such as the quality of life, anxiety, depression and stress are some of the themes found in the literature concerning the skin. Hence, the present dissertation is made up by a research project that was developed and that originated three articles. The theoretical paper discusses the aspects of the quality of life, stress and the site of the lesion in dermatological patients as well as the need of integrated medical and psychological care provided to these patients. The goals of the project were achieved through two empirical articles, the first one approaching the results of the research regarding the quality of life and the site of the dermatological lesion, and the second, the results referring to the stress in the site of the skin lesion. It was a descriptive, association-based cross-study, comparing 2 groups: 141 patients with dermatological lesions on the face and/or hands and 64 with lesions in other parts of the body. 205 adult subjects, non-malignant dermatosis patients, provided health care by the dermatology clinics of the “Hospital São Lucas da PUCRS” and the “Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre” participated. The instruments used were “The Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey” SF-36 Generic Life Quality Questionnaire and the Dermatology Life Quality Index (DLQI-BRA), Lipp- ISSL Stress Symptom Inventory for Adults (Lipp, 2000), and socio-demographical and lesion site data files. Data analysis was made through Descriptive Statistics, Mann- Whitney, Kruskal-Wallis and Chi squared tests. A significance level of 5% was applied. The data were computed and analyzed on the SPSS 11. 5 Program, and the Comparisons Analysis (Dunn method), and Student-Newman-Keuls (SNK) comparisons were carried out through the BioEstat 4. 0 Package.The research project obtained approval by the Ethics Committee of the “Complexo Hospitalar Santa Casa de Porto Alegre” and the “Hospital São Lucas PUCRS”. Patients volunteered to participate upon signing a Term of Free and Clear Consentment. Concerning the quality of life, no significant differences were found between the two groups, being the number of associations between SF-36 and DLQI-BRA much higher in the group with lesions on the face and/or hands. As for the division of the sample into five groups regarding the site of the dermatological lesion, significant differences were found in the specific quality of life between the group with lesions on the face and/or hands only and the group with generalized lesions (face and hands and other parts). In relation to stress, it is clear that great part of the patients show stress symptoms, finds itself in the resistance phase and has a predominantly psychological symptomatology. No evidence of association between the ISSL results and the site of the lesion was found, i. e. , they are independent. Between the two groups of lesion sites, no significant differences were found regarding stress. Through the results, it might be inferred that independently from the site of the lesion in the body, the feeling of exposure and the damages to which the dermatological patient is submitted to are similar. Interpersonal relations in general as well as more intimate, love relations, are situations that imply undressing, which makes it impossible to hide the lesions. Skin disease, it seems, brings about a feeling of exposure and embarrassment no matter the affected part of the body, because when we are more intimately close to someone, we are exposing ourselves.Taking into consideration that the nervous system and the skin have the same origin, being, thus, closely linked, one may emphasize how much the stress in the resistance phase determines a worsening of the dermatosis, and how much work and interventions should be proposed in order to achieve multiple variables in the treatment. Intervening beyond the skin surface, and seeking to reach also the psychical habitus and the behavior are required.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4974
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000390590-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,71 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.