Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/4981
Tipo: doctoralThesis
Título: A interação família-escola frente aos problemas de comportamento da criança: uma parceria possível?
Autor(es): Silveira, Luiza Maria de Oliveira Braga
Orientador: Wagner, Adriana
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Fecha de Publicación: 2007
Palabras clave: PSICOLOGIA INFANTIL
RELAÇÃO FAMÍLIA-ESCOLA
CRIANÇAS - SOCIALIZAÇÃO
COMPORTAMENTO (PSICOLOGIA)
CRIANÇAS - EDUCAÇÃO
Resumen: A presente tese de Doutorado analisa as continuidades e descontinuidades da relação famíliaescola frente aos problemas de comportamento da criança, investigando as práticas educativas parentais e escolares e as explicações que as sustentam, bem como a existência de ações conjuntas frente ao problema. O trabalho é constituído por três artigos que se apóiam no referencial ecológico-sistêmico. O primeiro artigo apresenta uma discussão acerca da etiologia dos problemas de comportamento na infância sob três perspectivas teóricas distintas, ressaltando a importância de entendê-los face a complexidade dos contextos de socialização da criança, tais como a família e a escola. No segundo artigo realizou-se quatro estudos de caso, entrevistando pais e professores de crianças, em idade escolar, que apresentavam problemas de comportamento na escola. Nesses casos, verificou-se que a interação famíliaescola é permeada por três elementos (eixos): entendimento do problema de comportamento da criança, as práticas educativas utilizadas e as orientações e/ou dinâmica da escola. Observou-se que a ambivalência quanto ao entendimento do problema de comportamento da criança atravessa-se às práticas educativas utilizadas por pais e professores, assim como estas mostram-se descontínuas e pouco conhecidas, tanto pela família em relação à escola, como o contrário. Esses resultados apontaram também para uma delimitação rígida das fronteiras família-escola, que parece associar-se à dificuldades na comunicação entre os sistemas. A família mostrou-se submissa ao saber da escola, isentando-se de críticas e questionamentos acerca da função educativa e orientações da escola, especialmente na esfera familiar. Evidenciou-se também, que há uma carência de modelos integrativos família-escola.No segundo estudo, onde se comparou as práticas educativas de pais e professores em doze situações específicas, observou-se maior heterogeneidade das práticas na família do que na escola, onde estas se mostraram, predominantemente, de caráter indutivo. A diferença heterogeneidade X homogeneidade das práticas educativas no contexto familiar X escolar pode ser explicada pela distinta natureza da relação e da função educativa de pais e professores. O pouco conhecimento da família a respeito do contexto e das práticas educativas escolares sinaliza a delimitação rígida de fronteiras entre estes sistemas, o que reforça a submissão da família aos conhecimentos e orientações da escola. Evidenciou-se que as ações conjuntas apontadas pelos participantes reforçam o caráter orientador e curativo da escola perante a família. A família aparece guiada pela escola e assim, pouco se permite questionar a respeito dos conhecimentos que possui e da realidade escolar que é experienciada pelos filhos. A importância de uma interação família-escola que promova a integração dos contextos de socialização das crianças, assim como permita a definição de papéis e funções educativas de forma clara, mostrou-se urgente.
This Doctoral research analyses the family-school relationship and its continuity and discontinuity at child behavior problem, investigating the parenting and scholar practices and the explanations who sustained them. Also were verified if family and school planned joined activities in face of child behavior problems. This work is composed by three articles had as backup an ecological contextual perspective. Initially, it showed a discussion through the etiology of child behavior problem at three theoric perspectives, indicating the importance of comprehend them in face of socialization contexts complexity, like family and school. There were utilized two distinct qualitative methodologies, study of cases and content analysis, to understand family-school interaction and their elements. At the first research were realized four study of cases, answering parents and teachers of scholar age child that presented behavior problem at school. In these cases, were verified that family-school interaction is linked with three elements: child behavior problem comprehension, child-rearing practices and the school orientations. Were observed that child behavior problem comprehension influence the teachers and parents’ child-rearing practices, as well as, them were unknown and discontinuous form family and school each other. These results pointed also rigid boundaries at family and school that seem to associate with communication difficulties between the systems. The family showed it self submitted to scholar knowledge, not criticizing nor questioning through the educative and orientation function of the school, especially at familiar sphere. Even was evidenced that were a lack of integrative familyschool models. In the second study, were compared the educative practices between teachers and parents’ child at twelve situations, observing more heterogeneity in the family’s educative practices. At school the educative practices focused on the inductive character.The difference between heterogeneity X homogeneity of educative practices at family X school context may be explained by the distinct nature of educative functions of parents and teachers. The few family knowledge about the context and the educative practices school, revealed the rigid boundaries between the systems, reinforcing the family submission toward school ideas and orientations. It was showed that the joint activities related by the participants also reinforce the supremacy of school orientations. The family seemed to be guide by the school and not questioning its knowledge nor the school reality experienced by the child. The importance of family-school interaction who promotes an integration at the socialization child contexts, as well as allowing clear educative functions, was showed as urgent.
URI: http://hdl.handle.net/10923/4981
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000392660-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo563,24 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.