Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5028
Type: doctoralThesis
Title: Através dos olhos, das mãos e da boca: a ressignificação da vida após a aposentadoria por invalidez permanente
Author(s): Witczak, Marcus Vinicius Castro
Advisor: Guareschi, Pedrinho A.
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2009
Keywords: PSICOLOGIA SOCIAL
APOSENTADORIA - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
TRABALHO - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
ACIDENTES DE TRABALHO
APOSENTADORIA POR INVALIDEZ
REPRESENTAÇÃO SOCIAL
TRABALHADORES - SAÚDE
Abstract: Esta tese de doutorado tem por temática a aposentadoria por invalidez permanente decorrente do acidente do trabalho e se propõe entender como as pessoas assim se ressignificam e quais são os mecanismos utilizados. Esse estudo se justifica plenamente pelo número crescente de acidentes do trabalho em nosso país. Dados do Ministério da Previdência Social apontam que durante o ano de 2007 ocorreram mais de 650 mil acidentes do trabalho no Brasil, um aumento de 27,5% em relação ao ano anterior. Situa-se teoricamente dentro da Psicologia Social Crítica, mais especificamente, no campo de análise das representações sociais (MOSCOVICI, 2003). A tese a ser defendida é que a ressignificação do sujeito aposentado por invalidez decorrente de acidente do trabalho somente é possível através da produção de uma consciência crítica que rompa com a centralidade do conceito de trabalho. Está dividida em três seções: a primeira intitula-se “Do fechar e abrir os olhos: seria possível uma vida sem trabalho?”. Nela são apresentados, articulados e discutidos os principais conceitos teóricos que fundamentam este estudo. A segunda, “Pensando pela boca - a narrativa e a produção de significados em aposentados por invalidez decorrente de acidente do trabalho”, apresenta a articulação entre a entrevista narrativa (BAUER & GASKELL, 2002) e os triângulos de significação (GUARESCHI, 2004; MARKOVÁ, 2006; JOVCHELOVITCH, 2008) como possibilidade metodológica e apresenta dois casos empíricos. A terceira, “Entre o consumo e o descarte: quando o corpo fala”, insere as questões do corpo a esta discussão e as possibilidades de ressignificação a partir deste.Nas considerações finais aparecem as conclusões que se chegou a respeito de como a ressignificação da vida após a aposentadoria por invalidez permanente decorrente do acidente do trabalho passa, necessariamente, pelo Outro, pela comunidade e pela produção de uma consciência crítica.
This doctor’s thesis focuses on permanent disability retirement and seeks to understand how the disabled reassign meaning to their lives and what devices they use. The growing number of occupational accidents in our country justifies this study. According to data from the Ministry of Social Welfare, in 2007 there were more than 650 thousand work-related accidents in Brazil, a 27. 5% increase from the previous year. This paper is within the theoretical framework of Critical Social Psychology, more specifically, in the field of social representation analyses (MOSCOVICI, 2003). The thesis being defended is that the reassignment of meaning by the subject that has retired because of a workrelated disability is possible only through the production of a critical consciousness that breaks away from the centrality of the concept of work. This work is divided in three sections: The first is titled “Closing and reopening the eyes: would life without work be possible?” in which the main theoretical concepts that provide the foundation for this study are presented, connected and discussed. The second section – “Thinking through speech – the narrative and the production of meaning by retirees due to occupational accident disability” shows the correlation between the narrative interview (BAUER & GASKELL, 2002) and the signification triangles (GUARESCHI, 2004; MARKOVÁ, 2006; JOVCHELOVITCH, 2008) as a methodological possibility and presents two empirical cases. The third section – “When the body speaks”, brings up questions related to the body into the discussion and its possibility of providing resignification. The final considerations demonstrate how the reassignment of meaning to life after an occupational accident and the resulting permanent disability retirement passes necessarily through the Other, the community, and the production of a critical consciousness.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5028
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000417948-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo688,37 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.