Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5052
Tipo: masterThesis
Título: Implicações no processo de hospitalização no cotidiano e nas relações familiares do idoso
Autor(es): Andreatta, Ana Paula Fabbris
Orientador: Bulla, Leonia Capaverde
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Data de Publicação: 2011
Palavras-chave: SERVIÇO SOCIAL
ENVELHECIMENTO
HOSPITALIZAÇÃO
IDOSOS
FAMÍLIA
Resumo: A presente pesquisa, realizada em dois hospitais de Porto Alegre, tem por objetivo investigar quais as implicações dp processo de hospitalização na vida dos sujeitos entrevistados (15 idosos e 15 familiares). Para isso foram construídos dois formulários distintos, um para o idoso e o outro para o familiar. Durante a coleta de dados realizaram-se questionamentos referentes ao processo de hospitalização, adoecimento, período pós¬hospitalar, saúde, velhice e suporte social. A proposta investigativa foi submetida à Comissão Científica da Faculdade de Serviço Social e ao Comitê de Ética em Pesquisa da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Considerando a complexidade que envolve o processo de hospitalização do idoso, optou-se pela realização de um estudo que possibilitasse o desocultamento desta realidade. O referencial dialético-crítico orientou toda a construção do projeto de pesquisa e a sistematização dos resultados obtidos. As categorias do método utilizadas para a análise e interpretação dos dados foram: historicidade, contradição e totalidade. As categorias explicativas da realidade eleitas foram: hospitalização, envelhecimento populacional, família, independência e dependência. Durante o processo de interpretação dos resultados emergiram as seguintes categorias empíricas: adoecimento, perspectivas de vida e saúde. A partir dos depoimentos dos sujeitos do estudo constata-se a centralidade do adoecimento no cotidiano dos idosos entrevistados que, em sua maioria, possuem uma visão bastante negativa sobre a velhice.A centralidade do adoecimento também contribui para a ausência de expectativa de vida dos sujeitos. Sobre as características dos idosos entrevistados 67% já permaneceram internados diversas vezes na mesma instituição. No que se refere à faixa etária 46% possuem de oitenta e um a noventa anos. Em decorrência da viuvez, a maioria vive com os filhos. Em virtude desta realidade, mais da metade dos familiares entrevistados são filhos dos idosos. Os sujeitos do estudo também apresentam uma escolaridade baixa, possuindo a maioria o Ensino Fundamental incompleto. Quanto às relações familiares 87,1% dos entrevistados consideram-nas satisfatórias. Ainda no que se refere à família, ressalta-se o desconhecimento dos familiares sobre a existência da Política Nacional do Idoso e do Estatuto do Idoso, assim como de iniciativas destinadas a idosos dependentes e semidependentes, além de hospitais e instituições de longa permanência.
This survey, conducted in two hospitals in Porto Alegre, aims to investigate the implications of the admission process in the life of the interviewed subjects (15 elderly and 15 family members). For that was constructed two distinct forms, one for the elderly and their relatives. During the data collection took place questions regarding the process of hospitalization, illness, post-hospital care, health, aging and social support. The research proposal was submitted to the Scientific Committee of the Faculty of Social Work and the Ethics Committee in Research of the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul Considering the complexity involved in the process of hospitalization of the elderly, we chose to conduct a study that would enable the unveiling of this reality. The referential dialectic-critical directed all project construction and to systematize the search results. The categories of the method used for analysis and interpretation of data were: historicity, contradictions and all. The explanatory categories of reality elected were: hospitalization, population aging, family, independence and dependence. During the process of interpreting the results yielded the following empirical categories: illness, health and life prospects. Based on the reports of the subjects noted the centrality of the illness in everyday life of elderly respondents who, in their majority, have a rather negative about old age. The centrality of the illness also contributes to the lack of expectation of life of individuals. On the characteristics of elderly respondents 67% have stayed in the hospital several times in the same institution. With regard to the age group 46% have eighty-one to ninety.As a result of widowhood, the majority live with their children. Given this reality, more than half the children are interviewed relatives of the elderly. The subjects also have a low education, having most the Elementary School. Family relations 87. 1% of respondents consider them satisfactory. Yet when it comes to family, highlights the ignorance of the families on the existence of the National Policy for the Elderly and the Elderly, as well as initiatives for the frail elderly and semidependent, besides hospitals and long-term institutions.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5052
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000430143-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo760,46 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.