Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/514
Registro Completo de Metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorBurnett Junior, Luiz Henriquept_BR
dc.contributor.authorMelara, Rafaelpt_BR
dc.date.accessioned2011-12-27T14:14:28Z-
dc.date.available2011-12-27T14:14:28Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10923/514-
dc.description.abstractThis study aimed to evaluate, in vitro, the bond strength of adhesive systems Adper Scotchbond SE (3M/ESPE) and Adper Scotchbond Multi-Purpose (3M/ESPE) to dentin treated or not with an experimental acid solution. The occlusal surface of twenty sound human molars was removed to obtain a flat dentin area. The teeth were divided into four groups according to the type of adhesive system used and whether the experimental solution was used or not. In groups Adper Scotchbond SE Control and Scotchbond Multi-Purpose Control, the adhesive system was applied according to the manufacturer's instructions. In group Adper Scotchbond SE Experimental, an experimental solution was applied previously to the adhesive system, and in group Adper Scotchbond Multi¬Purpose Experimental, the phosphoric acid 37% was replaced by the application of experimental solution. After applying the adhesive system, a block of composite resin (Z350 - 3M/ESPE), with approximately 6 mm in height was made. After, the teeth were stored in distilled water for 24 h in a culture oven at 37°C. Thereafter, the teeth were sectioned in the direction "x" and "y" to obtain sticks with adhesive area of approximately 1. 0 mm2. Sixteen sticks by group were tested in a microtensile testing machine (EMIC DL-2000) at a speed of 0. 5 mm/min. After the microtensile test, the sticks were evaluated by SEM, to establish the predominant pattern of failure by fractography. According to the analysis of variance two-way there was no statistically significant difference in bond strength values among the four groups. The predominant type of failure observed in SEM was cohesive in the adhesive, followed by cohesive in the hybrid layer. SEM analysis showed that the experimental solution was able to remove the smear layer exposing dentin tubules. Based on these results we conclude that the use of experimental solution in combination with the adhesive systems was able to promote values of bond strength similar to the technique of application as recommended by the manufacturers, and this experimental acid solution was able to obtain a conditioning of dentin surface similar to that obtained with 37% phosphoric acid.en_US
dc.description.abstractEste estudo teve por objetivo avaliar, in vitro, a resistência de união dos sistemas adesivos Adper Scotchbond SE (3M/ESPE) e Adper Scotchbond Multi-Uso (3M/ESPE) à superfície dentinária tratada ou não com uma solução ácida experimental. A superfície oclusal de vinte terceiros molares humanos hígidos foi removida para a obtenção de uma área plana de dentina. Os dentes foram divididos em 4 grupos, de acordo com o tipo de sistema adesivo usado e aplicação ou não da solução experimental. Nos grupos Adper Scotchbond SE Controle e Adper Scotchbond Multi-Uso Controle, o sistema adesivo foi aplicado de acordo com as instruções do fabricante. No grupo Adper Scotchbond SE Experimental foi aplicada a solução experimental previamente ao sistema adesivo, e no grupo Adper Scotchbond Multi-Uso Experimental, o condicionamento com ácido fosfórico a 37% foi substituído pela aplicação da solução experimental. Após a aplicação do sistema adesivo, um bloco de resina composta (Z350 - 3M/ESPE), com aproximadamente 6 mm de altura, foi confeccionado, sendo os dentes armazenados em água destilada por 24 h em uma estufa de cultura a 37°C. Decorrido este período, os dentes foram seccionados nos sentido “x” e “y” a fim de obter palitos com área adesiva de aproximadamente 1,0 mm2. Dezesseis palitos por grupo foram submetidos ao teste de microtração em uma máquina de ensaios (EMIC DL-2000), a uma velocidade de 0,5 mm/min. Após o teste de microtração, os palitos foram avaliados em microscopia eletrônica de varredura, para estabelecimento do padrão predominante de falha, por meio de fractografia. De acordo com a análise de variância segundo duas vias não houve diferença estatisticamente significativa nos valores de resistência de união entre os quatro grupos, para os fatores adesivos e tratamentos de superfície. O tipo de falha predominante observado em MEV foi coesiva em adesivo, seguido de coesiva em camada híbrida.A análise em MEV mostrou que a solução experimental foi capaz de remover a smear layer expondo túbulos dentinários. Com base nos resultados encontrados é possível concluir que o uso da solução experimental contendo um inibidor de metaloproteinases, em associação aos sistemas adesivos estudados, foi capaz de promover valores de resistência de união 3 semelhantes à técnica de aplicação recomendada pelos fabricantes; e que essa solução ácida experimental foi capaz de obter um padrão de condicionamento de superfície dentinária semelhante ao obtido com o ácido fosfórico a 37%.pt_BR
dc.language.isoPortuguêspt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.subjectODONTOLOGIApt_BR
dc.subjectMATERIAIS DENTÁRIOSpt_BR
dc.subjectADESIVOS DENTÁRIOSpt_BR
dc.subjectDENTÍSTICApt_BR
dc.titleAvaliação da aplicação de uma solução ácida experimental na resistência de união de sistemas adesivospt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.degree.grantorPontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sulpt_BR
dc.degree.departmentFaculdade de Odontologiapt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.degree.levelMestradopt_BR
dc.degree.date2010pt_BR
dc.publisher.placePorto Alegrept_BR
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000430098-0.pdfTexto Completo127,9 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.