Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5353
Tipo: masterThesis
Título: Atividades de vôo e representatividade de sexos e castas em favos de melipona bicolor schencki gribodo, 1893 (apidae; meliponini) em ambiente natural, no sul do Brasil: uma abordagem sazonal
Autor(es): Ferreira Junior, Ney Telles
Orientador: Blochtein, Betina
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2008
Palavras-chave: ZOOLOGIA
ABELHAS
ESPÉCIES - EXTINÇÃO
ECOLOGIA
Resumo: Melipona bicolor schencki occurs in southern Brazil and high elevations of southeastern Brazil. It is vulnerable to extinction in Rio Grande do Sul and has good potential for meliponiculture, but knowledge about its ecology is currently limited. The flight activities and the production of combs and brood cells were studied from November/2006 until October/2007 for five polyginous colonies, maintained at CPCNPró- Mata, in São Francisco de Paula, RS. In each month, we sampled one emerging comb per colony and assessed the proportion and spatial distribution of the individuals of each sex and caste. We sampled the ingress of pollen, nectar/water and resin/mud and analyzed the influence of time of the day, temperature, relative humidity, atmospheric pressure, light intensity and wind speed on flight activity. Flights were more intense in the spring (2100) and summer (2333), and were reduced in the fall (612) and winter (1104). Nectar/water ingress was proportionally higher than that of pollen, followed by building materials. This situation occurred in the four seasons, but with variation in intensity. In the spring, the activities occurred over 14 hours, with progressive reduction of hours of activity in the other seasons, reaching the minimum of 8 hours in winter. The meteorological factors analyzed in combination presented 40. 2% of influence on the flight activities of the bees. This result indicates that other factors, not sampled in this research, like the colony needs governed by physiologic factors and availability of floral resources, strongly influence the intensity of resource collection by the bees. Brood analysis revealed that combs presented more brood cells in spring and summer, although variation in the number of combs over the four seasons was not significant. Workers (79. 7%), queens (15. 6%) and drones (4. 7%) were produced in all months sampled. Analysis of spatial distribution indicated that there is no clear predominance of a given sex or caste in a specific comb area, contrary to others species of Melipona.
Melipona bicolor schencki ocorre no Sul e em regiões de altitude elevada no Sudeste do Brasil. É considerada vulnerável a extinção no Rio Grande do Sul onde há carência de estudos sobre a sua ecologia. Cinco colônias poligínicas de M. b. schencki, mantidas no CPCN Pró-Mata, em São Francisco de Paula, RS, foram estudadas sazonalmente, durante o período de novembro/2006 a outubro/2007, quanto as atividades de vôo e a produção de favos e células de cria. Mensalmente analisou-se um favo maduro por colônia, verificando-se a proporção e distribuição espacial de sexos e castas dos indivíduos. Amostrou-se o ingresso de pólen, néctar/água e resina/barro e analisou-se a influência do horário, temperatura, umidade relativa, pressão atmosférica, luminosidade e velocidade do vento sobre o vôo. Os vôos foram mais intensos na primavera (2100) e verão (2333), tendo-se reduzido no outono (612) e inverno (1104). Considerando-se os materiais transportados pelas abelhas, o ingresso de néctar/água foi proporcionalmente maior, seguido de pólen e de materiais de construção. Esta situação ocorreu similarmente nas quatro estações do ano, porém com variações de intensidade. A amplitude diária de vôo foi de 14 horas na primavera, reduzindo-se progressivamente nas demais estações.A análise conjunta dos fatores meteorológicos indicou uma influência de 40,2% sobre as atividades de vôo das abelhas. Este resultado sugere que outros fatores, não mensurados neste estudo, exercem forte influência sobre a intensidade de coleta de recursos. Quanto à avaliação da cria, na primavera e verão os favos apresentaram maior número de células, embora o número de favos tenha permanecido sem variação significativa nas quatro estações. Operárias (79,7%), rainhas (15,6%) e machos (4,7%) foram produzidos em todos os meses avaliados. A análise da distribuição espacial indicou não haver predominância de determinado sexo ou casta em áreas específicas dos favos, diferentemente de outras espécies do gênero.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5353
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000402062-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo347,69 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.