Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5401
Tipo: masterThesis
Título: Seqüestro e variação geográfica dos alcalóides na defesa química de Melanophryniscus simplex (Caramaschi e Cruz, 2002) (Anura, Bufonidae)
Autor(es): Colombo, Patrick
Orientador: Grant, Taran
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: ZOOLOGIA
HERPETOLOGIA
ANFÍBIOS - SÃO FRANCISCO DE PAULA (RS)
ANUROS
Resumo: O sapo-de-barriga-vermelha Melanophryniscus simplex (Caramaschi e Cruz 2002), é um anfíbio anuro da família Bufonidae que ocorre na região do planalto das araucárias, no sul do Brasil. Sabe-se que as espécies deste gênero possuem alcalóides como parte de sua defesa química contra predadores e organismos patogênicos. Possivelmente estas toxinas têm origem de artrópodes que contem alcalóides e são itens da dieta destes pequenos sapos. Estudos têm demonstrado uma grande variação geográfica nos perfis de alcalóides da pele de Melanophryniscus, esta variação pode, aparentemente, estar relacionada com mudanças na disponibilidade de presas e, possivelmente, com a dieta destes sapos. Mesmo com a existência de estudos sobre a defesa química de algumas espécies de Melanophryniscus, ainda existem uma série de lacunas importantes sobre este aspecto da história natural para este gênero.O presente estudo é o primeiro depois de uma década a ser realizado com uma espécie que ocorre no Brasil e trará uma base para o entendimento sobre o seqüestro de alcalóides, a variação geográfica e ambiental destes alcalóides de Melanoprhyniscus simplex. A tese está estruturada em quatro artigos. O primeiro artigo apresenta dados sobre a variação geográfica e individual de Melanophryniscus simplex, abordando estes aspectos de maneira mais ecológica do que tradicionalmente tem sido feito em trabalhos que tratam deste tema em anuros que contém alcalóides. O segundo artigo traz informações inéditas sobre a composição de alcalóides de invertebrados em diferentes microambientes e em sapos, aqui são testadas as relações de composição de alcalóides nestes microambientes em diferentes áreas, comparando invertebrados e sapos. O terceiro artigo é sobre um aspecto da variação individual da diversidade e da composição de alcalóides em Melanophryniscus, aqui é testada a diferença da diversidade e composição de alcalóides entre sexos de M. simplex.Este estudo ainda não havia sido realizado para as espécies de Melanophryniscus. O quarto artigo mostra informações que ainda não haviam sido reportadas para nenhum anuro que contém alcalóides. Neste artigo é demonstrada a presença de alcalóides em músculo, fígado e ovos de Melanoprhyniscus simplex.
Red bellied toads of the genus Melanophryniscus occur in southern South America and represent one of several lineages of anurans with the ability to sequester defensive alkaloids from a diet of alkaloid-containing arthropods and are presumably used as a chemical defense against predators, parasites and pathogens. The alkaloid diversity present in alkaloid-containing frogs may vary geographically among populations as well as among individuals of the same population. This variation appears to be associated with differences in the availability of alkaloid-containing arthropods at different locations. Aspects of chemical defense in alkaloid containg frogs has been well documented in dendrobatid and mantellid frogs, but less so in Melanophryniscus. Herein we show new data about chemical defense in Melanophrynicus. This thesis is organized in four articles. In the first arfticle we present data on the geographic and individual variation of Melanoprhyniscus simplex.The second show new information about the environmental distribuition of the alkaloids of M. simplex, comparing samples os soil invertebrates and frogs. The third paper brings some data about the variation on alkaloid diversity between females and males of M. simplex. And the fourth article presents new information about the presence of alkaloids in non-integumentary tissues of alkaloid-containg frogs.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5401
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000438996-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,8 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.