Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5426
Tipo: masterThesis
Título: Assembleia de abelhas e efeito da distância de remanescentes florestais na produção de grãos e no valor econômico de Brassica napus (Hyola 420) no sul do Brasil
Autor(es): Oliveira, Rosana Halinski de
Orientador: Blochtein, Betina
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2013
Palavras-chave: ZOOLOGIA
FLORESTAS - RIO GRANDE DO SUL
ABELHAS
CANOLA - CULTIVO
POLINIZAÇÃO
Resumo: O serviço de polinização é fundamental para a manutenção da biodiversidade, alimentação humana e produção de biocombustíveis. Esse serviço é ameaçado pela necessidade de aumento da produção de grãos, a qual amplia áreas de semeadura provocando a degradação da vegetação e perda da biodiversidade. Assim, em certas culturas a estreita dependência de polinizadores está relacionada à qualidade dos habitats adjacentes. Estudos apontam que há declínio de polinizadores conforme aumenta a distância de remanescentes florestais, promovendo um decréscimo na produtividade. Brassica napus, popularmente conhecida como canola, se enquadra nesse cenário. Dessa maneira, o presente trabalho objetivou caracterizar a assembleia de abelhas em três classes de habitats e analisar o efeito de distâncias de remanescentes florestais na produção de grãos e no valor econômico de Brassica napus (Hyola 420) no Sul do Brasil. O estudo foi conduzido em quatro áreas agrícolas com canola, no município de Esmeralda, RS. A diversidade de abelhas foi amostrada com uso de pan traps em três classes de habitats: (1) lavoura de canola em floração; (2) remanescente florestal e (3) vegetação campestre. A fim de avaliar a produção de grãos com livre visitação de insetos a 25 m, 175 m e 325 m da borda de remanescentes florestais foram colhidas nas lavouras de canola 11 a 18 plantas. Para análise de produtividade, as plantas foram colhidas em parcelas de 225 m2 e extrapoladas para um hectare. Com os rendimentos projetados calculou-se o prejuízo total/lavoura pela diferença entre a parcela mais lucrativa (25 m) e a menos lucrativa (325 m). Foram coletadas 886 abelhas pertencentes a 87 espécies. Dentre as famílias coletadas, Apidae foi a mais abundante com 441 indivíduos, sendo 254 da espécie Apis mellifera, seguida de Halictidae, Andrenidae, Colletidae e Megachilidae.Nas três classes de habitats amostradas o maior número de indivíduos foi coletado na vegetação campestre (50%) seguido do interior da lavoura de canola em floração (47%) e do remanescente florestal (3%). Oito espécies foram registradas nas três classes de habitats, sendo quatro destas de abelhas sociais nativas. Além disso, foi observado que as espécies exclusivas à determinada classe de habitat foram raras, ou seja, representadas por um ou poucos indivíduos. Oito espécies foram exclusivas do interior da lavoura de canola, 51 da vegetação campestre e seis do remanescente florestal. A maioria das espécies raras exibe comportamento subsocial ou solitário, tamanho reduzido e habita locais abertos. Observou-se um decréscimo significativo na média de sementes por síliqua ao longo do gradiente borda-interior em todas as lavouras, exceto na lavoura quatro. Dessa forma, os remanescentes florestais apresentaram um importante papel no rendimento dos grãos, e, consequentemente no lucro, permitindo inferir que há perda na produtividade ao longo do gradiente, podendo se alterar em até 2760 kg/ha, o equivalente a R$ 113. 380,80. Nas projeções realizadas para as quatro lavouras estimou-se que se se a lavoura fosse formada somente parcelas a 325 m do remanescente florestal, o prejuízo teria sido de cerca de R$ 350 mil reais. Considerando-se que a fauna amostrada nos diferentes ambientes agrícolas é distinta e que a maioria das espécies de abelhas se apresenta como potencial agente polinizador para canola sugere-se a manutenção de habitats campestres e florestais nas proximidades das lavouras de canola. Essa prática pode fornecer subsídios para a permanência dos polinizadores na área, para que esses efetuem o serviço de polinização elevando a produção de grãos e o valor econômico associado a esse.
The pollination service is fundamental to the maintenance of biodiversity, human feeding and production of biofuels. This service is threatened by the need of increasing grain production, which enlarge seeding areas causing the degradation of vegetation and biodiversity loss. Thus, in certain crops the narrow dependence of pollinators is related to the quality of adjacent habitats. Studies point out that there is a decline of pollinators with the increase of the distance to forest fragments, promoting a decrease in productivity. Brassica napus, commonly known as canola, fits this scenario. Therefore, the present work aimed to characterize the assemblage of bees in three classes of habitats and analyze the effect of the distances from forest fragments in the grain production and economic value of Brassica napus (Hyola 420) in southern Brazil. The study was conducted in four agricultural areas with canola, in the town of Esmeralda, RS. The diversity of bees was sampled using pan traps in three classes of habitats: (1) canola field in bloom; (2) forest fragment; and (3) ruderal vegetation. In order to evaluate the production of grains by free visitation of insects at 25 m, 175 m and 325 m from the edge of the forest fragments 11 to 18 plants were harvested in the canola fields. For productivity analysis, the plants were harvested in plots of 225 m2 and extrapolated to one hectare. With the projected incomes it was calculated the total economic loss/field using the difference between the most profitable plot (25 m) and the least profitable one (325 m). It was collected 886 bees belonging to 87 species.Among the families collected, Apidae was the most abundant with 441 individuals, being 254 of the Apis melífera species, followed by Halictidae, Andrenidae, Colletidae and Megachilidae. In the three classes of habitats sampled the greatest number of individuals was collected in the ruderal vegetation (50%) followed by the canola field in bloom (47%) and the forest fragment (3%). Eight species were registered in the three classes of habitats, being four of them of native social bees. Besides, it was observed that the species exclusive to determine habitat class were rare, that is, represented by one or few individuals. Eight species were exclusive to the interior of the canola fields, 51 to the ruderal vegetation and six to the forest fragment. Most rare species exibits subsocial or social behavior, small size and inhabit open áreas. It was observed a significant decrease in the mean number of seeds per silique along the edge-interior gradient in all fields, except in the field four. Thus, the forest fragments presented an importante role in the grain yield, and, consequently in the profit, allowing to infer that there is a loss in the grain productivity along the gradiente, which can be altered in at most 2760 kg/ha, which is equivalent to R$ 113,380. 80. In the projections done for the four fields, it was stimated that if the field were formed only by plots of 325 m from the forest fragment, the economic loss would be of around R$ 350 thousand. Considering that the sampled fauna in the different agricultural environments is distinct and that most species of bees are potential pollinators agents of canola, it is suggested the maintenance of ruderal and forest areas nearby canola fields. This practice can provide resources to the permanence of pollinators in the area, so that they can perform the pollination service raising the grain productivity and the economic value associated to this.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5426
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000448422-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,36 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.