Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5430
Tipo: masterThesis
Título: Mecanismo de interação magnética dos ovos de Schistosoma spp. e características biológicas da cepa Esteio, Rio Grande do Sul
Autor(es): Maurer, Rafael Lucyk
Orientador: Graeff-Teixeira, Carlos
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2012
Palavras-chave: ZOOLOGIA
BIOLOGIA MOLECULAR
PARASITOLOGIA
TREMATÓDEOS
PARASITOS
GENÉTICA POPULACIONAL
ESQUISTOSSOMOSE
Resumo: A transmissão autóctone da esquistossomose no município de Esteio, Rio Grande do Sul foi confirmada pela primeira vez em 1998, constituindo o foco mais meridional das Américas. Embora não tenham sido detectadas diferenças morfológicas do parasito em estudo prévio, a abordagem das características biológicas neste trabalho evidenciou algumas peculiaridades, tais como a baixa infectividade do miracídios e a alta taxa de infecção unissexual por machos, que podem ter importância para uma melhor compreensão da dinâmica de transmissão no foco de Esteio e adequação das medidas de controle. O estudo epidemiológico do foco conduziu ao desenvolvimento de um método de diagnóstico, Helmintex, mais sensível que os métodos coprológicos clássicos para detectar o baixo número de ovos eliminados nas fezes dos pacientes. O método utiliza a interação magnética com microesferas paramagnéticas para o isolamento dos ovos. O mecanismo de interação dos ovos com o campo magnético poderia estar relacionado com a presença de ferro na casca do ovo. O Schistosoma mansoni ingere grande quantidade de sangue e necessita de rota metabólica especializada para eliminação do ferro. O objetivo do trabalho foi investigar a presença de ferro na casca do ovo por análise por espectroscopia por dispersão de energia.Os resultados possibilitaram a identificação do elemento químico ferro presente no ovo, além de pequenas estruturas cristalinas, provavelmente magnetita. A presença de estruturas com propriedades magnéticas suscetíveis de magnetização foram motivo para caracterização magnética dos ovos de Schistosoma com o encontro de comportamento ferromagnético e paramagnético. Também foram analisados ovos de outros helmintos para verificar se diferenças composicionais dos ovos estavam associadas a diferentes grupos taxonômicos e tipos de habitat. Os achados estimulam novas investigações sobre a rota metabólica envolvendo o ferro, desenvolvimento de novas modalidades de tratamento e recursos diagnósticos.
The autochthonous transmission of schistosomiasis in Rio Grande do Sul was confirmed for the first time in 1998, establishing the southernmost focus in Americas. Although no morphological differences were detected in a previous study, the investigation of biological characteristics of the parasite in the current study showed some peculiarities that may be relevant for a better understanding of transmission dynamics in the Esteio focus and adequacy of control measures. The epidemiological study of this focus led to the development of a diagnostic method, Helmintex, more sensitive than the traditional methods for detecting small number of eggs shed in the patients’ feces. In this method eggs are isolated through magnetic interaction with paramagnetic beads and this mechanism could be related to the presence of iron in the eggshell. Schistosoma mansoni worms ingest large amounts of blood and requires specialized metabolic pathway for iron elimination. When analyzed by energy dispersive spectroscopy iron and small crystal structures probably magnetite were identified in the eggshell.The presence of structures with potentially magnetizing properties led to the magnetic characterization of Schistosoma eggs and demonstration of ferromagnetic and paramagnetic behavior. Eggs were also analyzed to see if other helminth eggs compositional differences were related to different taxonomic groups and habitat types. These findings stimulate further research on the metabolic pathway involving iron, development of new treatment modalities and diagnostic tools.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5430
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000438925-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,52 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.