Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/5440
Tipo: doctoralThesis
Título: Diversidade genética de Hoplias Malabaricus (Block, 1794) (Ostariophysi, Characiformes, Erythrinidae) no Rio Grande do Sul (Brasil)
Autor(es): Maria, Luciane
Orientador: Glock, Luiz
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Data de Publicação: 2006
Palavras-chave: ZOOLOGIA
ICTIOLOGIA
PEIXES DE ÁGUA DOCE
Resumo: Embora a região neotropical seja considerada como a mais rica em número de espécies de peixes de água doce do mundo, poucos estudos objetivaram a compreensão da diversidade genética em espécies de ampla distribuição. Analisadas sob uma perspectiva de variação genética, estas espécies podem ser ótimos modelos para compreensão da relação histórica entre as bacias hidrográficas. Com o objetivo de determinar os padrões característicos da variação genética nas populações de H. malabaricus nas bacias hidrográficas do Rio Grande do Sul e bacias vizinhas, foram utilizados marcadores genéticos moleculares (RAPD=136 amostras e Seqüenciamento SNPs= 48 amostras) e definidos três clados entre as populações: o primeiro com animais da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai -BHRU (exceto Alto Uruguai) e um ponto da Argentina; o segundo, com animais da Bacia Hidrográfica da Lagoa dos Patos-BHLP e Bacia Hidrográfica do Rio Tramandaí-BHRT e o terceiro clado com os animais do Alto Uruguai, BHLP e BHRT. As amostras do litoral brasileiro, que foram incluídas com o intuito de estabelecer comparações, fizeram um grupo à parte, com exceção das amostras de São Paulo e Paraná que constituíram o segundo clado. Em relação à metodologia utilizada, verificou-se que ambas mostraram uma semelhança nos resultados obtidos, porém o Seqüenciamento mostrou-se mais sensível na elaboração dos agrupamentos.
Although the neotropical region is considered the richest in number of freshwater fish species in the world, few studies have attempted to understand genetic diversity in widely distributed species. From the perspective of genetic variation, these species may be excellent models to understand the historical relationship between the river basins. Molecular genetic markers were used to determine the characteristic patterns of genetic variation in the populations of H. malabaricus in the hydrographic basins of Rio Grande do Sul and neighboring basins (RAPD= 136 samples and SNPs= 48 samples), and three clades were defined among the populations: the first with animals from the Uruguay River basin – BHRU (except for the Upper Uruguay) and a point in Argentina; the second with animals in the Patos Lagoon –BHLP Hydrographic Basin, and the Tramandaí River-BHRT Basin, and the third clade with the animals of the Upper Uruguay, BHLP and BHRT. The Brazilian coast samples, included for comparison, were a separate group, except for the samples from São Paulo and Paraná, which were the second clade. As to the methodology used, it was found that both achieved similar results, but the SNPs proved more sensitive in forming the groups.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5440
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000397838-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,16 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.