Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/5791
Type: doctoralThesis
Title: Influências interlinguísticas na fala e na escrita de crianças bilíngues falantes do português e do Hunsrückisch: consoantes oclusivas, fricativas e róticas
Author(s): Martins, Rosemari Lorenz
Advisor: Brescancini, Cláudia Regina
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Issue Date: 2013
Keywords: LINGUÍSTICA
FONOLOGIA - CRIANÇAS
BILINGUISMO - CRIANÇAS
AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM
ORTOGRAFIA
CONSOANTES
FALA
ESCRITA
Abstract: This thesis has as its central theme the inter-linguistics influences, by phoneticphonological order, involving plosive, fricative and rhotic consonants of Brazilian Portuguese (BP) in speech and writing of by bilingual children, speakers of Hunsrückisch (HR) and BP, in the rural and urban areas of the town of Morro Reuter/RS in the acquisition phase of writing. Two research questions have emerged from this theme: (i) to what extent does the child in the writing acquisition phase draw on their own speech when writing? (ii) Is bilingualism the only cause for exchanges in their orthographic exchanges analyzed in bilingual children? In order to contribute to the discussion on these issues, it has been established as a general objective to investigate the trading of plosive, fricative and rhotic consonants in the speech and writing of bilingual children based on the processes of: a) voicing process, b) devoicing process, c) neutralization, and d) potentiation. The aim is also to identify the role of linguistic contexts and the influence of years of education, sex and area of residence of respondents (rural and urban) in each case. Therefore, we investigated the speech and writing of 36 bilingual children, in the 1st, 2nd and 3rd year of elementary school in the city of Morro Reuter/RS, the speech of their parents and grandparents. Beside this, we investigated also the writing of 36 monolingual children, in the 1st, 2nd and 3rd year of elementary school in the city of Novo Hamburgo/RS. The analysis of the speech and writing samples showed that the most frequent exchange processes, both in speech and writing, are neutralization and devoicing process. The analysis also showed that the exchange processes analyzed in both language modalities are the same, thus indicating that children in the acquisition phase draw to a certain extent on speech when initializing writing. The highest exchange percentages in all the processes in the writing sample combined with the fact the same processes have also been found on the writing sample of monolingual children, who don’t exchange in speech, suggests, however, that the exchanges in writing may be also related to the strategies which are used by kids in order to acquire writing. After all, this analysis showed that the respondents from rural area exchange more than the respondents from urban area, because their social network are a little more dense and multiplexing than the social network of the respondents from urban area, which is a little more weak and less multiplex. Regarding the phonetic-phonological processes studied, we noted that the processes of voicing process, devoicing process and neutralization in speech may result from inter-linguistics influences of HR on BP. However, the exchanges in writing may also happen duo to difficulties related to orthography and to other difficulties related to the process of writing acquisition.
Esta tese tem como tema central as influências interlinguísticas que envolvem consoantes oclusivas, fricaticas e róticas do português brasileiro (PB) na fala e na escrita de crianças bilíngues, falantes do Hunsrückisch (HR) e do PB, em fase de aquisição da escrita, das zonas rural e urbana da cidade de Morro Reuter/RS. Desse tema decorreram duas questões de pesquisa: (i) em que medida a criança em fase de aquisição da escrita apoia-se em sua própria fala ao escrever? (ii) o bilinguismo é a única causa para as trocas ortográficas verificadas entre crianças bilíngues? Para contribuir com a discussão relativa a essas questões, estabeleceu-se como objetivo geral investigar as trocas relativas às consoantes oclusivas, fricativas e róticas na fala e na escrita de crianças bilíngues a partir dos processos de a)sonorização, b)dessonorização, c)neutralização e d)potencialização. Pretendeu-se, também, identificar o papel de contextos linguísticos e a influência do tempo de escolaridade, do sexo e da zona de moradia dos informantes (rural e urbana) em cada um dos processos. Para tanto, investigou-se a fala e a escrita de 36 crianças bilíngues, do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental da cidade de Morro Reuter/RS, a fala de pais e avós das crianças bilíngues investigadas e, ainda, a escrita de 36 crianças monolíngues, também do 1º, 2º e 3º anos da cidade de Novo Hamburgo/RS.A análise das amostras de fala e de escrita mostrou que os processos de troca mais frequentes, tanto na fala quanto na escrita, são a neutralização e a dessonorização. Mostrou também que os processos de trocas verificados nas duas modalidades da língua são os mesmos, o que indica que as crianças em fase de aquisição buscam, em certa medida, apoio na oralidade em sua escrita inicial. Os percentuais de trocas mais elevados em todos os processos na amostra de escrita aliados ao fato de os mesmos processos terem sido encontrados também na amostra de escrita das crianças monolíngues, que não fazem trocas na fala, sugere, contudo, que as trocas realizadas na escrita podem estar relacionadas também às estratégias que as crianças utilizam para apropriar-se da escrita. No que tange aos processos fonéticos-fonológicos estudados, verificou-se que os processos de sonorização, dessonorização e neutralização na fala resultam, possivelmente, de influências interlinguísticas do HR no PB.Já as trocas realizadas na escrita podem decorrer também de dificuldades relacionadas à ortografia e a outras dificuldades relacionadas ao processo de aquisição da escrita. No que diz respeito aos contextos linguísticos e sociais que condicionam as trocas de fonemas e grafemas, os resultados da pesquisa indicam que os contextos são diferentes para cada um dos processos e também para cada uma das modalidades da língua. Além disso, foi possível verificarque as redes sociais estabelecidas pelas crianças são relevantes para a compreensão do fenômeno das trocas, pois essa análise mostrou que os informantes da zona rural, que apresentam redes mais densas e multiplexas, realizam mais trocas do que os da zona urbana, cuja rede estabelecida é um pouco mais frouxa e menos multiplexa.
URI: http://hdl.handle.net/10923/5791
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000457489-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo5,24 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.