Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/6652
Tipo: masterThesis
Título: Comparação e associação de marcadores inflamatórios, do metabolismo redox e gasto calórico entre idosos com e sem déficit cognitivo
Autor(es): Nogueira, Guilherme Marcos
Orientador: Gottlieb, Maria Gabriela Valle
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Fecha de Publicación: 2014
Palabras clave: MEDICINA
GERONTOLOGIA
GERIATRIA
COGNIÇÃO
INFLAMAÇÃO
ATIVIDADES MOTORAS
EXERCÍCIOS FÍSICOS - IDOSOS
Resumen: Introdução: o declínio cognitivo (DC) possui uma etiologia multifatorial. Alguns estudos têm sugerido que a inflamação, o estresse oxidativo e a atividade física estão associados ao DC. Todavia, as evidências desta temática ainda são controversas.Objetivo: comparar e verificar a associação de marcadores inflamatórios, do metabolismo redox e gasto calórico entre idosos com e sem déficit cognitivo atendido pela Estratégia Saúde da Família do Município de Porto Alegre.Métodos: estudo transversal. A amostragem foi composta de 424 idosos (224 com função cognitiva normal e 220 com déficit cognitivo) pacientes da Estratégia de Saúde da Família em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. As variáveis investigadas foram: sociodemografia, marcadores bioquímicos, inflamatórios (PCR-us, IL-6) e oxidativos (TBARS, AOPP e FRAP), gasto energético e função cognitiva. Os instrumentos utilizados foram os seguintes: para a avaliação de atividade física foi utilizado o Minnesota Leisure Time Physical Activity Questionnaire e para a mensuração de gasto calórico (METs) foi utilizado o Compêndio de atividades físicas: classificação de custos energéticos de atividades físicas humanas, sendo utilizados para análise final os valores convertidos em Kcal. Para a avaliação de habilidade cognitiva foi aplicada uma bateira de instrumentos neuropsiquiátricos.Resultados: diferenças estatísticas significativas não foram observadas entre os grupos com relação aos marcadores bioquímicos (exceto para o HDL-C, p=0,006), inflamatórios, oxidativos e poder antioxidante investigados. Foram encontradas diferenças estatísticas na idade (p=0,002), IL-6 (p=0,020) e tempo gasto em atividades físicas (< 0,001) com relação ao gasto calórico dos idosos. Nenhuma associação foi encontrada entre gasto calórico e cognição (p=0,282). Para tanto, quando considerado o tratamento estatístico pela regressão logística, este estudo evidenciou associação do déficit cognitivo apenas com idade e HDL-C.Conclusões: os resultados sugerem que os marcadores bioquímicos (exceto o HDL-C), inflamatórios e oxidativos e o gasto calórico investigado não estão associados com déficit cognitivo nos idosos. Somente a idade e o HDL-C foram associados ao déficit cognitivo nesta amostragem.
Introduction: the cognitive decline (DC) has a multifactorial etiology. Some studies have suggested that inflammation, oxidative stress and physical activity are associated with the DC. However, evidence of this issue are still controversial.Objective: to compare and verify the association of inflammatory, redox metabolism markers and caloric expenditure between older people with and without cognitive deficit assisted by the Family Health Strategy of the municipality of Porto Alegre.Methods: Cross-sectional study. The sample consisted of 424 older adults (224 with normal cognitive function and 220 with cognitive impairment) patients of the Family Health Program in Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brazil. The variables investigated were: sociodemografia, biochemical markers, inflammatory (CRP, IL - 6) and oxidation (TBARS, AOPP and FRAP), energy expenditure and cognitive function. The instruments used were the following: for the assessment of physical activity was used the Minnesota Leisure Time Physical Activity Questionnaire and the measurement of energy expenditure (METs) Compendium of physical activities was used: classification of energy costs of human physical activities, and used for final analysis of the converted values in Kcal. For the assessment of cognitive ability Bateira one of neuropsychiatric instruments was applied.Results: significant statistical differences were observed between the groups with respect to biochemical, (except to HDL-C, p=0,006) inflammatory, oxidative and antioxidant power markers investigated. Statistical differences were found in age (p=0,002), IL-6 (p=0,020) and time spent in physical activity (< 0. 001) with respect to energy expenditure in the elderly. No association was found between caloric expenditure and cognition (p=0,282). To do so, when considering the statistical treatment using logistic regression, this study showed only association of cognitive impairment with age and HDL-C.Conclusions: the results suggest that biochemical (except to HDL-C), inflammatory, oxidative, antioxidant power markers and energy expenditure are not associated with cognitive deficits in the older individuals. Only age and HDL-C were associated with cognitive impairment in this sample.
URI: http://hdl.handle.net/10923/6652
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000458730-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,22 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.