Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/7295
Type: masterThesis
Title: Translation and adaptation of columbia card task and affective and deliberative aspects of decision-making during development and crack use
Author(s): Schiavon, Bruno Kluwe
Advisor: Grassi-Oliveira, Rodrigo
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Issue Date: 2015
Keywords: PSICOLOGIA
PSICOLOGIA COGNITIVA
TOMADA DE DECISÕES
COMPORTAMENTO (PSICOLOGIA)
JULGAMENTO
Abstract: Tomar decisões adaptativas requer ponderação dos riscos e benefícios, e a capacidade de aprender de acordo com as mudanças do ambiente. Além disso, as escolhas do dia-a-dia podem ser influenciadas por fatores contextuais (por exemplo, exposição ao feedback) e fatores individuais (por exemplo, estágios de desenvolvimento e psicopatologias). Particularmente, duas condições específicas referentes aos estágios de desenvolvimento e psicopatologias têm sido amplamente relacionadas a alterações no processo de tomada de decisão e, consequentemente, aumento de comportamentos de risco: adolescência e dependência química. A dependência de cocaína tem sido relacionada déficits na tomada de decisão, uma vez que o uso contínuo e impulsivo da droga está relacionado com a diminuição do controle inibitório e aumento da sensibilização a recompensa, levando ao uso compulsivo da droga. Modelo de duplo-processamento sugerem que esse desequilíbrio leva a um aumento dos comportamentos de risco. A adolescência é um período de desenvolvimento marcado pelos comportamentos de risco, no qual as diferentes trajetórias de desenvolvimento e maturação de regiões do cérebro envolvidas em processos de motivação/recompensa e controle inibitório pode levar ao aumento desses comportamentos. Embora esforços estejam sendo feitos para elucidar como a desregulação entre o controle cognitivo e os sistemas de recompensa podem explicar os comportamentos de risco na adolescência e na dependência química, os mesmos têm sido realizados separadamente.Objetivos. A presente dissertação teve como objetivo investigar a relação de fatores contextuais (ou seja, contextos que instigam processos afetivos e contextos que instigam processos deliberativos) e os fatores individuais (dependência de cocaína e adolescência), no processo de tomada de decisão (ou seja, comportamentos de risco e uso de informações). Para atingir este objetivo, a dissertação é composta por dois estudos. O primeiro, com o objetivo de adaptar o Columbia Card Task (CCT) para Português do Brasil, seguindo as diretrizes nacionais e internacionais para tradução, e realizando um estudo piloto com 29 estudantes universitários. O segundo estudo teve como objetivo comparar o papel do feedback e do uso de informação explícita nos comportamentos de risco (processos afetivos) e uso da informação (processos deliberativos) em 27 usuárias de crack, 18 adolescentes do sexo feminino e um grupo controle composto por 20 mulheres adultas.Resultados. O primeiro estudo mostrou que o CCT foi devidamente adaptado para o Português do Brasil. O estudo piloto sugere que a manipulação do feedback entre as condições do CCT teve um efeito sobre os comportamentos de risco e uso das informações. O segundo estudo mostrou que as usuárias de crack não apresentam uso de informação em nenhuma das condições do CCT, apesar de que, durante a condição com feedback, o grupo de usuárias de crack não diferiu do grupo de adolescentes e adultos controles. Adolescentes usam a informação "probabilidade" para tomar decisões; contudo, adolescentes tomam escolhas mais arriscadas no CCT quando comparadas ao grupo controle, independente da exposição ao feedback. Conclusões. Nossos resultados sugerem que a versão Brasileira do CCT é um método versátil para a avaliação do processo de tomada de decisão afetiva e deliberativa sob risco, de acordo com diferentes cenários de manipulação de feedback. Além disso, o feedback tem um papel diferente na tomada de decisão dos usuários de crack do sexo feminino e adolescentes do sexo feminino.
Making adaptive decisions requires weighing risks and benefits and the ability to learn about an ever-changing environment. Ordinary choices ca be influenced by contextual factors (e. g. , feedback exposure, affective- or deliberative-based scenarios) and individual factors (e. g. , developmental stages and psychopathologies). Particularly, two specific conditions regarding developmental stages and psychopathologies have been extensively related to alterations in decision-making processes and consequently increased risk-taking behaviors: adolescence and drug addiction. Cocaine dependence has been related with poor decision-making, since continuous drug abuse shifts from controlled drug use (decreasing deliberative inhibitory control) to compulsive drug use (increasing the reward sensitization)—the dual-processing perspective—which opens a vulnerability window for risk-taking behaviors. Adolescence is a natural developmental period marked by risk-taking behavior, in which different developmental trajectories of brain regions involved in reward motivation and control processes may lead to adolescents’ increased risktaking. Although efforts have been made to elucidate how the dysregulation of cognitive control and of the reward-affective system leads to risk behavior in drug addiction and adolescents, it has been mostly performed separately. Objectives. The present dissertation aimed to (1) adapt the Columbia Card Task (CCT) to Brazilian Portuguese and (2) investigate the relation of contextual factors (affective- and deliberative-based contexts) and individual factors (drug addiction and adolescence) in decision-making processes (i. e. , risk-taking behavior and information use). To achieve this goal, this dissertation is composed of two studies.Methods: To translate and adapt the CCT we followed standardized guidelines and performed a pilot study with 29 university students. In the second study, we compare the role of feedback and the use of explicit information in risk-taking (affective process) and information use (deliberative process) in 27 female crack cocaine users (CU) and 18 female adolescents (AD) in comparison to 20 female adult controls (CG).Results. The first study showed that CCT was adequately adapted to Brazilian Portuguese. The pilot study suggests that manipulation of feedback among CCT conditions had an effect on the risk-taking index and information use. The second study showed that CU showed a lack of information use on both CCT conditions, despite the fact that during the delayed-feedback condition, CU did not differ from CG on risk-taking behavior. Adolescents mostly used the “probability” information; notwithstanding, they did not modulate their responses, making riskier choices in both delayed- and no-feedback conditions when compared to CG. Conclusions. Together, our results suggest that the Brazilian version of CCT performs well and is a versatile method for the assessment of affective and deliberative decision-making under risk according to different feedback manipulation scenarios. Moreover, the feedback plays a different role in the decision-making of female crack cocaine users and female adolescents.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7295
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000468445-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial1,35 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.