Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7307
Tipo: masterThesis
Título: A comunicação em Charles Horton Cooley: circunstâncias, ideias e discussão
Autor(es): Baptista, Iuri Yudi Furukita
Orientador: Rüdiger, Francisco Ricardo
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: COMUNICAÇÃO SOCIAL
COMUNICAÇÃO DE MASSA
TEORIA DA COMUNICAÇÃO
PRAGMATISMO
COOLEY, CHARLES HORTON - CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO
Resumen: Inserindo-seno campo da história das teorias da comunicação, esta dissertação é uma pesquisa documental da contribuição deixada pelosociólogo estadunidense Charles Horton Cooley. Publicada nas primeiras décadas do século XX, sua obra é uma das pioneiras a tratar a comunicação como um objeto de estudo distinguível no campo sociológico, versando tanto sobre sua instância simbólica e individual, quanto sua instância técnica e social. A dissertação resultante da pesquisa observou o contexto histórico e teórico para elencar, compor, analisar e discutir os conceitos e características da comunicação apresentados por Cooley. Partindo da apreciação feita por Hans-Joaquim Schubert, identifica-se na teoria social do sociólogo estadunidense a epistemologia pragmática que correlaciona os conhecimentos subjetivo, objetivo e social através de símbolos significativos. Cooley atribui à comunicação o papel de fundamentodo conhecimento, do indivíduo (self) eda sociedade; primeiro por atribuir-lhe a produção dos significados simbólicos, segundo pora responsabilizar pelo desenvolvimentodo sujeito do conhecimento,terceiro por ela fazer a sociabilidade aflorar da própria natureza humana.
Inside the field ofthe history of communication theories, this dissertation proposes a documental research of the Americansociologist Charles Horton Cooley. Published mainly in the first decades of the twentieth century, his work is one of the first to address the communication media as a distinguishable object of study in the sociological field, dealing both with its symbolic and private instance, as its technical and public instance. The dissertation observes the theoretical context to lecture, write, analyze and discuss the concepts and characteristics of the communication presented by Cooley. Based on the analysis made by Hans-Joachim Schubert, it is identified in Cooley’s social theory the pragmatic vision that correlates the subjective, objective and social knowledgethrough meaningful symbols. What follows, then, is that Cooley gave to communication the role of the knowledge, the individual (self) andthe societyfoundation; first forits role in the production of symbolic meanings, second for developing the subject of knowledge, third for making the sociability to spring out of the human nature.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7307
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000469261-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo964,06 kBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.