Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7502
Tipo: doctoralThesis
Título: Fatores associados à perda do excesso de peso em obesos mórbidos submetidos ao by-pass gástrico em “y de roux” ao longo de sessenta meses
Autor(es): Barhouch, Anália Santiago
Orientador: Motin, Cláudio Corá
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Medicina e Ciências da Saúde
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: MEDICINA
CIRURGIA BARIÁTRICA
OBESIDADE MÓRBIDA
PERDA DE PESO
ÍNDICE DE MASSA CORPORAL
Resumen: Introduction: The objective of this study was to analyze the factors associated with variability of body mass index (BMI) and percentage of excess weight loss (%EWL) of patients undergoing Roux-en-Y gastric by-pass (RYGB) throughout 60 months. The following factors were analyzed: gender, age, surgical access (laparotomy vs. laparoscopy), preoperative BMI, waist circumference (WC), type 2 diabetes mellitus (T2DM), high blood pressure, and dyslipidemia. Material and Methods: Retrospective cohort study using a convenience sample of 2,070 patients of both gender, aged 18 to 65 years, undergoing RYGB between 2000 and 2013. Patients were divided into quartiles according to the distribution of minimum BMI and maximum %EWL. Follow-up lasted 60 months. Results: The four most significant factors in terms of variation of BMI over 60 months in descending order were preoperative BMI, preoperative WC, surgical access, and age. Regarding %EWL, the most important factors were surgical access, preoperative BMI, preoperative WC, and age (p<0. 001). After 36, 48, and 60 months, approximately 50% of patients had BMI>30 kg/m². As for %EWL, we found that 17% of patients had %EWL <50% and 40 % of patients had between 50% to 75% %EWL and 24 % of patients had %EWL above 75% to 90% and 19% of patients had %EWL above 90%.Conclusion: There was a more significant decrease in BMI and %EWL in the first 6 months, followed by a gradual increase in both outcomes. Considering the association with BMI and %EWL, the most important factors were: pre-operatory BMI and waist circumference, surgical approach and age. Further studies are needed to better understand the role of these factors, including their role as possible event predictors.
Introdução: O objetivo desse estudo foi analisar os fatores associados à variabilidade do IMC e do %PEP no pós-operatório de pacientes submetidos by-pass gástrico em” Y de Roux” (RYGB) ao longo de 60 meses, avaliando o impacto dos seguintes fatores: gênero, idade, acesso cirúrgico (laparotomia vs. laparoscopia), IMC pré-operatório, circunferência abdominal (CA), diabetes mellitus tipo 2 (DM2), hipertensão arterial (HAS) e dislipidemia. Materiais e Métodos: Realizamos um estudo de coorte retrospectivo, utilizando uma amostra de conveniência de 2070 pacientes de ambos os gêneros entre 18 a 65 anos submetidos ao RYGB nos anos de 2000 a 2013. Os pacientes foram divididos em quartis conforme a distribuição do IMC mínimo e do %PEP máximo, observados ao longo do período de 60 meses. Resultados: Os quatro fatores que se destacaram em ordem decrescente na variação do IMC ao longo de 60 meses foram: IMC pré-operatório/circunferência abdominal pré-operatória, acesso cirúrgico e idade. Para o %PEP os fatores que mais se destacaram foram acesso cirúrgico, IMC pré-operatório/circunferência abdominal pré-operatória e idade, todos com P<0,001. Após 36, 48 e 60 meses, aproximadamente, 50% dos individuos apresentaram IMC>30kg/m². Quanto ao %PEP, aos 60 meses observou-se que aproximadamente 17% dos individuos apresentaram %PEP<50%, 40% dos indivíduos alcançaram entre 50% e 75% do %PEP, 24% dos individuos apresentaram %PEP acima de 75% a 90% e 19% dos individuos atingiram mais de 90% da perda do excesso do peso. Conclusão: Aos 60 meses de acompanhamento, observamos que a queda do IMC e do %PEP foram mais acentuadas nos primeiros seis meses, seguidas de um reganho gradual para ambos os desfechos. Na associação com o IMC e o %PEP, os fatores de maior relevância foram: IMC e circunferência abdominal pré-operatórios, acesso cirúrgico e idade. Investigações futuras serão necessárias para melhor elucidar o papel desses fatores e inclusive avaliar sua contribuição como possíveis preditores de desfecho.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7502
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000473097-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,92 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.