Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/7535
Type: masterThesis
Title: Saberes etnomatemáticos na formação de professores indígenas do curso de licenciatura intercultural na Amazônia
Author(s): Santos, Jonatha Daniel dos
Advisor: Lara, Isabel Cristina Machado de
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática
Issue Date: 2015
Keywords: ETNOMATEMÁTICA
PROFESSORES - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
ÍNDIOS - AMAZÔNIA
MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENSINO
LICENCIATURA INTERCULTURAL
Abstract: This study aims to analyze how the practices and etnomatemáticos knowledge expressed by the Indians of the Amazon are thought in the training of indigenous teachers. The theoretical framework underlying this research consisted of two pillars: power relations, knowledge and governmentality, based on studies of Foucault (2008, 1979, 2005, 2011), Fischer (2012), Veiga-Neto (2011), Larrosa ( 2011), among others; Ethnomatematics, based on D'Ambrosio (2002, 2009, 2010, 2012), Knijnik (1996, 2006, 2012) and Paul Gerdes (1991, 2002, 2010). The subjects of academic research in Intercultural Basic Education Bachelor's Degree opting for axis Natural Sciences and Mathematics Intercultural. These individuals represent the ethnic groups: Surui-Paiter, Hawk Ikolen, Oro Win, Cinta Larga and Oro Waje. Currently all are teachers of their communities in the early years and the end of elementary school. However, just who complete the course will work on training who have chosen. To compose the empirical material were carried out narrative interviews during the month of February and March 2014. On such narratives carried out a genealogical discourse analysis covering aspects such as: the Amazon indigenous practices are addressed in teacher training / indigenous participants this research; the concepts of Ethnomatematics that are present in the formation process of these / the teachers / as; the implications of Ethnomatematics for your school practices. The interviews show that the etnomatemáticos knowledge of indigenous peoples of Rondônia participants of this thesis, are constituted as of governance mechanism and contraconduta in teacher education of indigenous teachers students with regard to mathematical knowledge of these people and their discussion with students in the school indigenous. However, reports indicate that the Ethnomatematics has been working in this space as a contraconduta strategy, since the teachers / students are indigenous (and has constituted) in the State, another way to lead and drive the other ( students of Indian schools) through their teaching practices. Such practices are in accordance with their training in Intercultural Bachelor of that during the course deepen the academic discussion on indigenous knowledge and its functionality in school, reframing their knowledge among younger people falling into the classrooms and it appropriated to meet such knowledge through the teaching practice of the indigenous teacher.
Este estudo tem o objetivo de analisar como as práticas e os saberes etnomatemáticos expressos pelos indígenas da Amazônia são pensados na formação dos professores indígenas. Os aportes teóricos que fundamentam essa pesquisa foram constituídos por dois pilares: relações de poder, saber e governamentalidade, fundamentados nos estudos de Foucault (2008, 1979, 2005, 2011), Fischer (2012), Veiga-Neto (2011), Larrosa (2011), entre outros; Etnomatemática, com base em D‟ Ambrosio (2002, 2009, 2010, 2012), Knijnik (1996, 2006, 2012) e Paulo Gerdes (1991, 2002, 2010). Participaram como sujeitos de pesquisa acadêmicos do curso de Licenciatura em Educação Básica Intercultural que optaram pelo eixo Ciências da Natureza e Matemática Intercultural. Tais sujeitos representam as etnias: Suruí-Paiter, Gavião Ikolen, Oro Win, Cinta Larga e Oro Waje. Atualmente todos são professores de suas comunidades, nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental. No entanto, assim que concluírem o curso atuarão nas áreas de formação que optaram. Para compor o material empírico foram realizadas entrevistas narrativas durante o mês de fevereiro e março de 2014. Sobre tais narrativas realiza-se uma análise genealógica do discurso considerando aspectos como: o tratamento dado às práticas de indígenas da Amazônia durante a formação dos professores indígenas participantes dessa pesquisa; os conceitos de Etnomatemática que estão presentes no processo de formação desses professores; as implicações da Etnomatemática para as suas práticas escolares. As análises apontam que os saberes etnomatemáticos dos povos indígenas, participantes desta dissertação, se constituem enquanto mecanismo de governamento e contraconduta na formação docente dos estudantes professores indígenas no que se refere aos saberes matemáticos desses povos, bem como sua discussão com os estudantes no espaço da escola indígena. No entanto, os relatos indicam que a Etnomatemática vem funcionando nesse espaço como uma estratégia de contraconduta, uma vez que os professores/estudantes indígenas constituem em relação ao Estado, outro modo de conduzir-se e de conduzir o outro (estudantes das escolas indígenas) por meio de suas práticas docentes. Tais práticas estão em função de sua formação no Curso de Licenciatura Intercultural que, durante o curso, aprofundam a discussão acadêmica em torno dos saberes indígenas e sua funcionalidade na escola, na ressignificação de seus saberes junto aos mais jovens que se inserem nas salas de aula e dela se apropriam para conhecer tais saberes por meio da prática docente do professor indígena.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7535
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000474253-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,21 MBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.