Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10923/7744
Type: doctoralThesis
Title: Educação e sustentabilidade: novos princípios para o mercado em uma reserva extrativista
Author(s): Silveira, Eriberto Nascente
Advisor: Carvalho, Isabel Cristina de Moura
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Graduate Program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Issue Date: 2013
Keywords: EDUCAÇÃO
ECONOMIA
ECONOMIA DE MERCADO
SUSTENTABILIDADE
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Abstract: The research seeks to analyse the relationship between the market in the way it presents itself today and the new principles of consumption, from a movement known as Slow Food. This study proceeds in order to show how, in both cases, the market organized by liberal capitalist logic and the market for green products, based on sustainable principles, are in an action strategy for the insertion and recovery of products in local markets. It must be considered, in relation to action strategies that, although the market receives criticism from liberal political-economic and ecological aspect, it also structured through the discourse of sustainability, which is already constituted as a fact in the early years of the 1970s, establishing itself from the Meadows Report and the term "eco-development". Thus, some key concepts will be exposed to a better understanding of what this research suggests. One is the concept of sustainability, much touted by economic policy today. It will be seen how much there is in this ideological concept and at the same time, in a less radical line of thinking, as it can lead to solutions more or less urgent problems, specifically when dealing with environmental issues and natural resource. However, it is an indication that, even so, such a sustainable approach of the economy always rests with the weakest and poorest and with the most severe charges for them. From this, seeking a new meaning to the concept sustainable will show how the Slow Food movement acts and at this way will be defended a market for green products different from the liberal, regulated and sustainable market, that most of the times it is just a slogan, since the chain of production based on sustainable principles has all its steps supported by the same principles.
Esta pesquisa busca analisar a relação entre o mercado, na forma como ele se apresenta na atualidade, e os novos princípios de consumo, partindo de um movimento conhecido como Slow Food. Esse estudo procede no sentido de mostrar como, nos dois casos, o mercado organizado pela lógica liberal capitalista e o mercado de produtos ecológicos, baseado em princípios sustentáveis, encontram-se numa estratégia de ação para a inserção e valorização de produtos em mercados locais. Deve-se considerar, aqui, no que diz respeito às estratégias de ação, que, embora o mercado liberal receba críticas da vertente político-econômica ecológica, ele também estrutura-se por meio do discurso da sustentabilidade, o que já se constituía como fato nos primeiros anos da década de 1970, consolidando-se a partir do Relatório Meadows e do termo “ecodesenvolvimento”. Assim, alguns conceitos-chave serão expostos para um melhor entendimento acerca do que propõe essa pesquisa. Um deles é o conceito de sustentabilidade, muito apregoado pela política econômica na atualidade. Veremos o quanto de ideológico há nesse conceito e, ao mesmo tempo, em uma linha de pensamento menos radical, como ele pode levar a soluções de problemas mais ou menos urgentes, ao se tratar especificamente de questões ambientais e reservas de recursos naturais. Contudo, fica o indício de que, mesmo assim, tal abordagem sustentável da economia recai sempre sobre os mais fracos e pobres com as imposições mais severas para eles. A partir disso, buscando um novo significado ao conceito sustentável, passar-se-á a mostrar como o movimento Slow Food atua e, assim, será defendido um mercado de produtos ecológicos diferenciado do mercado liberal, regulado e dito sustentável, que, muitas vezes, apenas é um slogan, uma vez que a cadeia de produção baseada em princípios sustentáveis não tem todas as suas etapas amparadas pelos mesmos princípios.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7744
Appears in Collections:Dissertação e Tese

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
000476710-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo940,47 kBAdobe PDFOpen
View


All Items in PUCRS Repository are protected by copyright, with all rights reserved, and are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License. Read more.