Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/7791
Tipo: masterThesis
Título: Sentidos da vivência educativa para adultos maduros de uma turma de educação de jovens e adultos
Autor(es): Conzatti, Fernanda de Brito Kulmann
Orientador: Davoglio, Tárcia Rita
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2015
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO
Resumo: This research of qualitative approach used the collective case study method and aimed to understand the meanings that the mature adult learners of EJA educational modality – from Portuguese, “Educação de Jovens e Adultos”– attributed to the resumption of formal education as well as their perceptions of the changes from this educational method. The sample consisted of four adult learners, regulars of the second year of high school, the Youth and Adults Educational Modality (EJA), a school institution of the federal public schools of Porto Alegre/Rio Grande do Sul, in the age group between 47 and 68 years, civil servants of a federal institution of higher education and recipients of scholarship. The data collection was carried out in the school attended by the thesubjects of this study, through semi-structured interview, recorded on audio and later transcribed by the researcher; building a timeline of the history of the students investigated; observations in the classroom; consultation and analysis of the political-pedagogical project of the educational institution for adult education. For data analysis was used Discursive Textual Analysis (DTA), based especially on Bioecological Theory of Human Development. The results pointed to the emergence of two categories: educational experiences in the EJA modality and nuisances caused by the educational process in adult education, way of revealing the universe experienced by the subjects in formal education and that reverberated in various spheres and contexts of their lives. These senses were guided up by motivations, difficulties, existence of a network of social and emotional support to stay in EJA, future expectations as well as changes manifested in cognitive spheres, behavioral, psychosocial and lifestyle habits of respondents. The production of meanings for the subjects was mediated by constant intercommunication between Micro, Meso, Exo and macro systems, represented by the mutual relations and the social and emotional support in the resumption of the formal education process. Moreover, they accounted for healthy development processes, with cognitive changes, behavioral, psychosocial and positive lifestyle habits in the lives of respondents. The theoretical perspective adopted intended to bring a new bias in the approach to the adult learners who seek adult education beyond any stigma or prejudice in seeking other components of this type of education, and especially the education of mature adults, overtaking its understanding only from the educational perspective, guided by the principles of repair, qualification and equalization. The intention was to bring to discussion aspects that reflected in a significant and latent way, the lives and backgrounds of these people, from transforming experiences in a systematic and continuous approach to development. Also, highlighting the importance of a network of social and emotional support in this dynamic where different processes, people and contexts articulate, in an attempt to allow forms and ways for all people, regardless of age, experience situations that empower changes in their lives.
A presente pesquisa, de abordagem qualitativa, utilizou o método de estudo de caso coletivo e objetivou compreender os sentidos que os educandos adultos maduros da modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA) atribuíram à retomada da Educação formal, bem como as suas percepções sobre as mudanças decorridas a partir desse percurso educativo. A amostra se constituiu de quatro educandos adultos, frequentadores do segundo ano do Ensino Médio, da modalidade da Educação de Jovens e Adultos, de uma instituição escolar da rede pública federal de ensino de Porto Alegre/Rio Grande do Sul, na faixa etária situada entre 47 e 68 anos, servidores públicos de uma instituição federal de Ensino Superior e beneficiários de bolsa de estudo. A coleta dos dados foi realizada na escola frequentada pelos sujeitos pesquisados, por meio de entrevista semiestruturada, gravada em áudio e posteriormente transcrita pela pesquisadora; construção de uma linha do tempo da história escolar dos sujeitos investigados; observações em sala de aula; consulta e análise do Projeto Político-Pedagógico da instituição de ensino para a EJA. Para a análise dos dados foi utilizada a Análise Textual Discursiva (ATD), fundamentada, especialmente, na Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano. Os resultados apontaram para a emergência de duas categorias: Vivências educativas na EJA e Afetamentos provocados pelo percurso educativo na EJA, reveladoras do universo dos sentidos experienciados pelos sujeitos na Educação formal e que reverberaram nas diferentes esferas e contextos das suas vidas. Esses sentidos pautaram-se pelas motivações, dificuldades, existência de uma rede de apoio social e afetivo para a permanência na EJA, expectativas futuras, bem como mudanças manifestadas nas esferas cognitiva, comportamental, psicossocial e nos hábitos de vida dos pesquisados. A produção de sentidos para os sujeitos da pesquisa foi mediada por intercomunicações constantes entre Micro, Meso, Exo e Macrossistema, representados pelas relações recíprocas e pelos apoios social e afetivo na retomada do processo de Educação Formal. Outrossim, representaram processos de desenvolvimento saudáveis, com mudanças cognitivas, comportamentais, psicossociais e de hábitos de vida positivos na vida dos entrevistados.A perspectiva teórica adotada pretendeu trazer um novo viés na forma de abordar o educando adulto que busca a EJA para além de estigmas preconceituosos, na busca de outros elementos constitutivos dessa modalidade de ensino, e, especialmente, da Educação de pessoas adultas maduras, ultrapassando o seu entendimento apenas pela perspectiva da escolarização, pautada pelos princípios de reparação, qualificação e equalização. A intenção foi trazer para discussão aspectos que refletissem, de modo significativo e latente, a vida e os contextos dessas pessoas, a partir de vivências transformadoras, numa abordagem sistêmica e contínua de desenvolvimento. Ademais, destacar a importância de uma rede de apoio social e afetivo nessa dinâmica, onde diferentes processos, pessoas e contextos se articulassem, na tentativa de possibilitar formas e maneiras para que todas as pessoas, independentemente da idade, possam vivenciar situações que potencializem mudanças de vida.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7791
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000477148-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,24 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.