Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/7868
Tipo: doctoralThesis
Título: Por uma abordagem semântica do paradoxo: o quadrado argumentativo paradoxal
Autor(es): Borges, João Henrique Casara
Orientador: Barbisan, Leci Borges
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Letras
Fecha de Publicación: 2015
Palabras clave: PARADOXOS
SEMÂNTICA
SAUSSURE, FERDINAND DE - CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO
LINGUÍSTICA
Resumen: The following paper intends to analyze the paradox, through the Theory of the Semantic Blocks, considering, mostly, the relations that occurs inside the four-sided figure that demonstrate how the meanings get along. In order to do that, will be studied the conceptions arising from the referred theory, as well as its conventional roots and theories from another theorists. Along the revision of the pertinent literature will be studies ideas from Ferdinand de Saussure, especially the ones about relation and linguistic values, because they are significant important to understand the linguistic meaning of any terms in the language. Another idea that will be developed at the following paper is the empty sign, studied by Benveniste, which will be explained and will be the object for new considerations, in order to study the presence of an emptiness inside every word. Also during the study of the literature, the ideas of meaning understood only by the linguistic relations among words will be object of thoughts. In order to do that, the ideas of Oswald Ducrot and Marion Carel will be very important, especially the linguistic orientation, linguistic relations, because they will demonstrate how the meaning is constructed. Other notions of those two theoretical authors are the idea of semantic block and argumentative four-sided figure. The paradox, according to the semantics, will be studied considering the ideas of Carel, Ducrot and Borges (2011), aiming its application in the argumentative figure. Specifically, the observation of the paradox in the figure can demonstrate how the normative and transgressive relations occurs. There were select a song and an advertisement to demonstrate those kind of relations, by using a methodology that focus in the particular cases. At the end, the results will be shown and the final considerations will be constructed, based on the premise of analyzing the paradox in the argumentative four-sized figure.
A presente tese estuda o paradoxo, do ponto de vista da Teoria dos Blocos Semânticos, observando, fundamentalmente, as relações que ocorrem no quadrado argumentativo. Para isso, estudam-se os conceitos da teoria mencionada, bem como seus fundamentos precursores e as raízes advindas de outros teóricos. Ao longo da fundamentação teórica são estudados os conceitos de Ferdinand de Saussure, principalmente a noção de relação e valor linguístico, pois fundamentais para a construção do sentido. Ademais, o conceito de signo vazio de Benveniste é explicitado e serve de base para novas reflexões, que observam a ocorrência de uma parte vazia nas palavras. Ainda, dentro dos pressupostos teóricos, são estudadas as noções iniciais de argumentação na língua, através dos escritos de Oswald Ducrot, visando a obtenção do entendimento necessário para uma compreensão adequada da Teoria dos Blocos Semânticos, atualmente desenvolvida por Marion Carel. Dentre os conceitos mais importantes para o estudo em pauta, estão a orientação linguística, as relações linguísticas, que demonstrarão como o sentido é construído, bem como a noção de bloco semântico e quadrado argumentativo.O paradoxo semântico é abordado com a utilização dos estudos de Carel e Ducrot, e de Borges (2011), mirando sua aplicação dentro do quadrado argumentativo, ou seja, observa-se o comportamento das relações de normatividade e transgressividade entre os encadeamentos do quadrado, derivado de um bloco semântico. O objeto das análises consiste em uma canção nacional e uma propaganda, ambas contendo sentidos paradoxais. A metodologia utilizada é a análise de cada objeto de forma única, com etapas próprias. Concluiu-se que o paradoxo constitui aspectos normativos paradoxais, mas não aspectos transpostos e conversos.
URI: http://hdl.handle.net/10923/7868
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000477615-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,48 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.