Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/8196
Tipo: doctoralThesis
Título: Acesso de saúde na atenção básica prestada aos quilombolas, Piauí
Autor(es): Aragão, Janaína Alvarenga
Orientador: Bós, Ângelo José Gonçalves
Coelho-de-Souza, Gabriela Peixoto
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Biomédica
Fecha de Publicación: 2014
Palabras clave: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
IDOSOS
ENVELHECIMENTO
GERONTOLOGIA
MEDICINA
Resumen: Várias mudanças aconteceram na humanidade nas últimas décadas, o envelhecimento da população mundial e população brasileira. Devido à queda da taxa de mortalidade, e aumento da esperança de vida ao nascer aumentou também a prevalência das enfermidades crônicas em detrimento das doenças transmissíveis nos países em desenvolvimento. O objetivo geral desse trabalho foi analisar a relação entre as características de acesso de saúde e assistência prestada na atenção básica dirigida aos adultos e idosos de comunidades remanescentes quilombolas, associado ao perfil epidemiológico e sociocultural da comunidade onde vivem. Para metodologia realizou-se um censo junto com os agentes comunitários de saúde, e ao final participaram 198 voluntários remanescentes de comunidades quilombolas, adultos e idosos, ou seja com idade de 45 anos ou mais residentes nas comunidades quilombolas no centro sul do Piau, entre março e dezembro de 2011. Que realizaram análises (sangue periférico em jejum, e analisadas para testar os níveis de colesterol-HDL, triglicerídeos e glicemia), dados antropométricos (altura, peso, pressão artéria, circunferência abdominal), responderam questionários sobre dados, sócio demográficos, hábitos de e de acesso de saúde.Os dados foram digitalizados em um banco de dados desenvolvido pelo programa TeleForm e analisados pelo programa Epi Info, versão 3. 5. 1. O material botânico foi coletado para conhecer as práticas e recursos naturais e tradicionais de saúde de suas comunidades. A pesquisa foi aprovada pela Comitê de Ética da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Os resultados dessa pesquisa mostraram a prevalência da SM foi de 55. 4% nos quilombolas pesquisados, e mais prevalente no sexo feminino (p < 0,001). A distância entre a residência e a UBS maior que 5 km foram um fator significativamente importante para a menor chance de preferir conhecimentos não tradicionais de saúde, que a distância geográfica interferiu no acesso de saúde dessas comunidades. Portanto é necessário investir na construção de equipamentos sociais destinados a atender suas demandas tendo como base o contexto histórico e local onde vivem essas comunidades, principalmente em políticas públicas de saúde preventiva e na educação, qualificação dos profissionais das equipes de Saúde da Família, pois é nessa estratégia onde os investimentos governamentais tem tido maior concentração.
Several changes have occurred on humanity in the last decades, the aging of the world population and Brazilian population. Due to the drop in mortality rates and increased life expectancy at birth, it has also increased the prevalence of chronic diseases due to transmissible diseases in developing countries. The overall objective of the study was analyze the relation between the characteristics of access to health care and assistency provided in primary care to adults and seniors of remaining quilombola communities, associated to the epidemiological and socio-cultural profile of the community where they live. A census was conducted along with community health agents, and by the end 198 remnants of quilombola communities, adults and seniors, that is being 45 years old or more, residents of the quilombola communities of Piauí, between March and December 2011. It was performed an analysis (fasting peripheral blood, and analyzed it to test the levels of HDL-cholesterol, triglycerides and glucose), anthropometric data (height, weight, arterial pressure, waist circumference), completed questionnaires regarding sociodemographic data, lifestyle and access to healthcare. Data were scanned into a database developed by TeleForm and analyzed using the Epi Info software, version 3. 5. 1. The botanical material was collected to get to know the practices and natural and traditional health resources in their communities.The study was approved by the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul Ethics Committee. The results of this study demonstrated that the prevalence of MS was 55. 4% in the quilombolas surveyed, and more prevalent in females (p <0. 001). the distance between home and the health unity greater than 5 km was significantly important for a smaller chance to prefer non-traditional health knowledge, the geographical distance interfered with the access to healthcare of these communities. Therefore, it is necessary to invest in the construction of social equipment designed to meet their needs based on the historical context and where these communities live, especially in public policies of preventive health education, professional qualification of the Family Health staff, since it is in this strategy that the government investment has had the highest concentration.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8196
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000478467-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo3,11 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.