Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/825
Tipo: doctoralThesis
Título: Influência do diabetes e da corticoterapia no desenvolvimento da osteonecrose maxilar associada ao uso de alendronato de sódio
Influence of diabetes and corticotherapy in the development of osteonecrosis of the jaws associated with sodium alendronate
Autor(es): Couto, Soraya de Azambuja Berti
Orientador: Cherubini, Karen
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Fecha de Publicación: 2011
Palabras clave: ODONTOLOGIA
DIABETES MELLITUS
OSSOS - NECROSE
RATOS - EXPERIÊNCIAS
MAXILARES
Resumen: A presente pesquisa teve por objetivo verificar a influência da corticoterapia e do diabetes mellitus no desenvolvimento da osteonecrose maxilar associada ao uso de alendronato de sódio em animais de experimentação. A amostra compreendeu 44 ratos fêmeos, da linhagem Wistar, distribuídos aleatoriamente em 4 grupos: (1) 11 ratos tratados com alendronato de sódio (grupo alendronato); (2) 11 ratos tratados com alendronato de sódio e corticoterapia sistêmica (grupo corticosteroide); (3) 11 ratos tratados com alendronato de sódio e submetidos à indução de diabetes mellitus (grupo diabetes); (4) 11 ratos aos quais foi administrada solução salina (grupo-controle). Todos os animais foram submetidos a exodontias dos molares superiores do lado direito uma vez decorridos 90 dias do início do experimento. A eutanásia foi realizada 21 dias após os procedimentos cirúrgicos. Os cortes histológicos foram corados pela técnica de hematoxilina e eosina (H&E) e, subsequentemente, submetidos a processamento imunoistoquímico empregando-se os anticorpos anti-BMP-4 e anti-MMP-13. A avaliação histológica consistiu na análise quantitativa das variáveis: epitélio, tecido conjuntivo, infiltrado inflamatório, restos radiculares, colônias microbianas, osso vital e osteonecrose pela técnica da contagem manual de pontos (Image Pro Plus 4.5.1). As variáveis imunoistoquímicas foram avaliadas por meio da técnica da segmentação semiautomatizada (Image Pro Plus 4.5.1). Os resultados foram analisados pelos testes qui-quadrado e Kruskal-Wallis complementado pelo teste de comparações múltiplas, considerando-se o nível de significância de 5%.Na análise por H&E, a proporção de infiltrado inflamatório, colônias microbianas e osteonecrose foi significativamente maior no grupo diabetes (p<0.05), não havendo diferença significativa para as demais variáveis entre os grupos. A expressão imunoistoquímica da BMP-4 foi significativamente maior na área de tecido conjuntivo no grupo corticosteroide, quando esse foi comparado ao alendronato (p<0.05), não havendo diferença significativa entre os demais grupos. A expressão imunoistoquímica da MMP-13 não diferiu entre os grupos avaliados. De acordo com os resultados, o diabetes mellitus pode ser considerado um fator de risco ao desenvolvimento da osteonecrose dos maxilares associada ao uso de alendronato de sódio. Entretanto, para a corticoterapia essa associação não foi observada.
This study aimed to investigate the influence of corticotherapy and diabetes mellitus in the development of the osteonecrosis of the jaws associated with sodium alendronate. The sample consisted of 44 female rats, Wistar strain, randomly allocated into 4 groups: (1) 11 rats treated with sodium alendronate (alendronate group); (2) 11 rats treated with sodium alendronate and corticotherapy (corticosteroid group); (3) 11 rats treated with sodium alendronate and subjected to diabetes induction (diabetes group); (4) 11 rats treated with saline (control group). The animals were subjected to tooth extractions 90 days after starting the bisphosphonate therapy. Euthanasia was performed 21 days after the surgical procedures. Sections were stained by hematoxylin and eosin (H&E) and by immunohistochemistry technique using anti-BMP-4 and anti-MMP-13 antibodies. Histological evaluation consisted of quantitative analysis of epithelial tissue, connective tissue, inflammatory infiltrate, root fragments, microbial colonies, vital bone and osteonecrosis using the manual point counting technique (Image Pro Plus 4.5.1). BMP-4 and MMP-13 were evaluated with the semi-automated segmentation technique (Image Pro Plus 4.5.1). The results were analyzed by chi-square and Kruskal-Wallis tests (followed by the multiple comparisons test), stating the significance level at 5%.In the H&E analysis, inflammatory infiltrate, microbial colonies and osteonecrosis proportions were significantly higher in the diabetes group (p<0.05), while the other variables did not differ between the groups. The immunohistochemical expression of BMP-4 in the connective tissue was significantly higher in the corticosteroid group than in the alendronate group (p<0.05), whereas the other groups did not differ for this variable. BMP-4 in the bone area and MMP-13 did not significantly differ between the groups. In conclusion, diabetes can be considered as a risk factor for the development of osteonecrosis of the jaw associated with alendronate therapy. However, for corticotherapy this association was not observed.
URI: http://hdl.handle.net/10923/825
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
435690.pdfTexto Completo1,57 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.