Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/8514
Tipo: masterThesis
Título: Desenvolvimento de uma intervenção com foco preventivo baseada na terapia cognitivo-comportamental e na psicologia positiva para atletas de futebol adolescentes
Autor(es): Lindern, Daniele
Orientador: Lisboa, Carolina Saraiva de Macedo
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: ADOLESCENTES - PESQUISAS
FUTEBOL - ASPECTOS PSICOLÓGICOS
PSICOTERAPIA COGNITIVA
PSICOLOGIA POSITIVA
PSICOLOGIA CLÍNICA
Resumo: Young soccer athletes suffer pressure for high performance and face intense workout routines. These youth also have to deal with their own expectations toward their career as well as their family expectations. The fault routine of these soccer players is characterized by the sports practices and school tasks and, in many cases, they have few social interaction, besides of being physically distant from their family and hometown. The life of these youth may be influenced by many risk factors, at the same time protective factors may also be diminished. This dynamic justifies the need for preventive intervention programs focusing on social and coping skills. In this sense, this study - part of a Master Degree thesis- aimed to understand the meaning of soccer in the lives of young athletes from a Brazilian soccer club and to develop an intervention based on Cognitive-Behavioral Therapy and Positive Psychology for young soccer players of a football club in Brazil And was presented in two manuscripts. The design of the manuscript I was cross-qualitative, and individual semi structured interviews with four athletes from the soccer club were held, aiming to achieve athletes' perceptions in order To respect and attend their demands to develop the intervention. Data analysis was performed using Content Analysis. The results of the manuscript I point to the many adversities that these athletes go through to achieve the dream of being a soccer player. Thus, it is emphasized the important role of psychology in this context, that should value and reinforce, beyond the risk factors, the personal meanings that these youth attribute to their practice and role as soccer players. From the manuscript I results, an intervention was planned, which effects Were assessed and described in the second manuscript of this thesis. The manuscript II design was quasi-experimental with pre-and post-test. Twenty soccer athletes aged between 15 and 16 years, allocated in an experimental group (n=10) and control group (n=10) participants at the study. Manuscripts I and II included different participants. The intervention took place through eight meetings of 90 minutes each, once a week. The elements of the well-being of Positive Psychology, resilience, social skills, cognitive distortions and coping skills were the intervention focus. Participants answered the Inventory of Social Skills for Adolescents, Athletic Coping Skills Inventory, Screen for Child Anxiety Related Emotional Disorders, Life Satisfaction Global Scale and Positive and Negative Affect Scale for Adolescents pre and post-intervention. The control group didn't received any treatment. There was no significant difference between the experimental and control group pre and post intervention. However, the athletes of the experimental group showed significant difference in the coping skills “Under Pressure Performance”, “Trust” and “Freedom of Concerns”, and significant increase of the frequency of total score of social skills and of the ability to “Affective approach” after the intervention. The results of this study point to the importance of interventions that aim, the learning of other life skills beyond sports for these athletes, as promotion their mental health.
Atletas de futebol sofrem pressões por elevado desempenho e rotinas de treino intensas. Esses jovens também têm de lidar com as suas próprias expectativas em relação à sua carreira, bem como as expectativas de seus familiares. A rotina destes jogadores é caracterizada por cobranças tanto na prática esportiva quanto nas obrigações escolares e em muitos casos estes têm pouca interação social, além de estarem fisicamente distantes de sua família e cidade natal. A vida destes jovens é permeada por muitos fatores de risco, ao mesmo tempo em que os fatores de proteção podem estar diminuídos. Esta dinâmica justifica a necessidade de programas de intervenção de cunho preventivo e com foco em habilidades sociais e de coping. Neste sentido, este estudo desta dissertação de mestrado teve como objetivo compreender o significado do futebol na vida de jovens atletas de um clube de futebol do Brasil, bem como desenvolver uma intervenção baseada na Terapia Cognitivo-Comportamental e na Psicologia Positiva para esta população e foi apresentado em dois manuscritos. O delineamento do manuscrito I foi qualitativo transversal, e foi realizada uma entrevista individual semiestruturada com quatro atletas do clube de futebol, visando a conhecer as percepções destes para, posteriormente, respeitar e contemplar estas demandas no desenvolvimento da intervenção. A análise dos dados foi realizada através da Análise de Conteúdo. Os resultados do manuscrito I apontam para as muitas adversidades que estes atletas passam para alcançar o sonho de ser jogador de futebol. Assim, ressalta-se o importante papel da Psicologia neste contexto, que deve reconhecer, para além dos fatores de risco, os significados pessoais que estes jovens atribuem a sua prática e papel enquanto atletas de futebol.A partir dos resultados do manuscrito I, foi planejada uma intervenção cujo impacto foi avaliado e descrito no manuscrito II. O manuscrito II teve delineamento quantitativo quase experimental com avaliação pré e pós-intervenção. Vinte atletas de futebol com idades entre 15 e 16 anos foram alocados em um grupo de intervenção (n=10) e um grupo de comparação (n=10). Os manuscritos I e II contaram com participantes diferentes. A intervenção teve 8 encontros de 90 minutos, com freqüência semanal. Os elementos do bem-estar da Psicologia Positiva, resiliência, habilidades sociais, distorções cognitivas e habilidades de coping foram o foco da intervenção. Os participantes responderam ao Inventário de Habilidades Sociais para Adolescentes, Athletic Coping Skills Inventory, Screen for Child Anxiety Related Emotional Disorders, Escala Global de Satisfação de Vida e à Escala de Afetos Positivos e Negativos para Adolescentes, antes e após a intervenção. O grupo de comparação não passou por nenhuma forma de intervenção. Os atletas do grupo de intervenção apresentaram diferença significativa nas habilidades de coping “Desempenho sob pressão”, “Confiança” e “Liberdade de preocupações”, e aumento significativo da freqüência total das habilidades sociais, bem como da habilidade “Abordagem afetiva” após a intervenção. Não houve diferença significativa pré e pós-intervenção entre os grupos de intervenção e comparação. Os resultados deste estudo apontam para a importância de intervenções que visem a aprendizagem de outras habilidades para a vida além das esportivas para estes atletas, como a promoção de sua saúde mental.
URI: http://hdl.handle.net/10923/8514
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000479094-Texto+Parcial-0.pdfTexto Parcial1,7 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.