Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/8544
Tipo: masterThesis
Título: A superação do problema da realidade no primeiro Heidegger
Autor(es): Marques, Cristian
Orientador: Castro, Fabio Caprio Leite de
Stein, Ernildo Jacob
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: REALIDADE
HEIDEGGER, MARTIN - CRÍTICA E INTERPRETAÇÃO
FILOSOFIA MODERNA
FILOSOFIA ALEMÃ
Resumo: The theme of this dissertation is the traditional problem of reality from the perspective of the philosopher Martin Heidegger’s work in the period when he taught at the University of Marburg, between the years 1923 and 1928. The aim of this research was to determine the meaning of the term “reality” in the first Heidegger, as well as to clarify the Heideggerian strategy to solve the so-called problem of reality. In the course of this research, I cared to expose the emergence of the problem of reality in modern philosophy, from Descartes to Kant, making explicit how did such a problem cross the modern era and settled within some branches of contemporary philosophy under other designations. I also made explicit the difference between the phenomenology of Edmund Husserl and that of Martin Heidegger in order to bring to evidence a central element of the Heideggerian paradigm. This central element, which is the transformation of transcendental phenomenology to hermeneutic phenomenology, enabled a better understanding of Heidegger's strategy for overcoming the problem of reality. To clarify the steps of this strategy, I undertook the demonstration and explicitation of Heidegger's approach in two key works where he directly addresses the theme of “reality”: Prolegomena zur Geschichte des Zeitbegriffs (History of the Concept of Time: Prolegomena) and Sein und Zeit (Being and Time).
O tema desta dissertação é o tradicional problema da realidade, a partir da perspectiva da obra do filósofo Martin Heidegger, no período em que lecionou na Universidade de Marburgo, entre os anos 1923 e 1928. O objetivo desta pesquisa foi determinar o sentido do termo ‘realidade’, no primeiro Heidegger, além de esclarecer a estratégia heideggeriana para resolver o assim designado problema da realidade. No percurso desta pesquisa, tratei de expor o surgimento do problema da realidade na filosofia moderna, desde Descartes até Kant, explicitando como tal problema atravessou a modernidade e se instalou no interior de alguns ramos da filosofia contemporânea sob outras designações. Explicitei também a diferença entre a fenomenologia de Edmund Husserl e a de Martin Heidegger para evidenciar um elemento central do paradigma heideggeriano. Este elemento central, que é a transformação da fenomenologia de transcendental para fenomenologia hermenêutica, possibilitou uma melhor compreensão da estratégia de Heidegger para a superação do problema da realidade. Para esclarecer os passos dessa estratégia, empreendi a demonstração e explicitação da abordagem de Heidegger em duas obras-chave em que ele trata diretamente do tema da realidade: Prolegomena zur Geschichte des Zeitbegriffs (Prolegomena sobre a história do conceito de tempo) e Sein und Zeit (Ser e Tempo).
URI: http://hdl.handle.net/10923/8544
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000479305-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo951,11 kBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.