Utilize este identificador para citar ou criar um atalho para este documento: http://hdl.handle.net/10923/9012
Tipo: doctoralThesis
Título: A ubiquidade na comunicação e na aprendizagem: ressignificação das práticas pedagógicas no contexto da cibercultura
Autor(es): Mantovani, Ana Margô
Orientador: Santos, Bettina Steren dos
Editora: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Data de Publicação: 2016
Palavras-chave: PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS - FORMAÇÃO PROFISSIONAL
PEDAGOGIA
CIBERCULTURA
COMUNICAÇÃO
ENSINO SUPERIOR
EDUCAÇÃO
Resumo: Esta tese tem por objetivo investigar de que forma os professores ressignificam suas práticas pedagógicas na Educação Superior, por meio da comunicação e da aprendizagem ubíqua, no contexto da cibercultura. Para compreensão dessa problemática, buscamos uma fundamentação teórica que inclui a “Biologia do Conhecer”, a “Biologia do Amor” e a Abordagem Multirreferencial. Agregamos a essa fundamentação teóricos contemporâneos que estudam a cibercultura e seus impactos na educação e comunicação. Essa pesquisa é de natureza qualitativa e situa-se no âmbito do estudo de caso, constituído por um grupo de professores de uma Instituição da Rede Privada de Educação Superior. A Análise Textual Discursiva configurou-se no método de interpretação das narrativas dos professores. No contexto da pesquisa, evidenciamos que os professores: (a) incorporam em suas práticas pedagógicas a dinâmica comunicacional emergente da cibercultura, por meio da comunicação ubíqua e das relações dialógicas que estabelecem; (b) propõem situações de aprendizagem problematizadoras, construindo conhecimento em um processo de coautoria, configurando um espaço de convivência híbrido e ubíquo no qual professor e estudante tornam-se coensinantes e coaprendentes do processo formativo; (c) promovem estratégias de integração da aprendizagem ubíqua ao ensino formal, que implicam em experiências curriculares formativas, criando sinergias entre o espaço urbano e o ciberespaço, a escola e a universidade; (d) compartilham saberes na ação-reflexão que emerge das experiências formativas vivenciadas em diferentes contextos, configurando grupos de estudos com características da pesquisa-formação.Constatamos que um percurso de formação docente precisa ser pensado na perspectiva de uma ecologia da ubiquidade, para construção de ambiências formativas que possibilitem experienciar processos de autoformação, heteroformação e metaformação, no viver e conviver dos professores. Concluímos que, para incorporar o potencial da ubiquidade nos processos de ensinar e aprender, é necessário instaurar uma dinâmica de comunicação multi(direcional/dimensional) e dialógica, pautada na interatividade, para que o processo educacional seja congruente com as demandas da contemporaneidade.
This thesis aims to investigate how professors resignify their teaching practices in higher education, through ubiquitous learning and communication in the context of cyber culture. To understand this issue, we seek a theoretical framework that includes the "Biology of Knowledge", the "Love Biology" and the multi-referential approach. We included in this framework, the contemporary theoreticians who study the cyber culture and its impact on education and communication. This is a qualitative case study, consisting of a group of professors of a Higher Education Institution of the Private Network. Given the particularities of the case studied, we found one more reference in the research-training to broaden the understanding of the issues addressed here. The Discursive Textual Analysis is the method of interpretation of the professors’ narratives. In the context of this study, we found that the professors (a) incorporate, in their teaching practices, emerging communicational dynamics of cyber culture, through ubiquitous communication and dialogical relations established; (b) propose problematizing learning situations, building knowledge in a process of co-authorship, configuring a hybrid and ubiquitous living space where professors and students become coteachers and co-learners of this training process; (c) promote integration strategies of ubiquitous learning in formal education that involve curricular experiences in training, creating synergies between urban space and cyberspace, the school and the university; d) share knowledge in action-reflection that emerges from the formative experiences lived in different contexts, setting up study groups with research-training characteristics.We observe that a teacher training course needs to be thought from the perspective of an ecology of ubiquity, for the construction of training environments that allow the experience of selftraining processes, hetero-training and meta-training in living and coexisting with professors. We conclude that, to incorporate the potential of ubiquity in the processes of teaching and learning, it is necessary to establish a dialogical and multi (directional/dimensional) communication dynamics, based on interactivity, so that the educational process is congruent with the demands of contemporary times.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9012
Aparece nas Coleções:Dissertação e Tese

Arquivos neste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
000480488-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo2,23 MBAdobe PDFAbrir
Exibir


Todos os itens no Repositório da PUCRS estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, e estão licenciados com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional. Saiba mais.