Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10923/9589
Tipo: masterThesis
Título: Relação entre personalidade, satisfação e desempenho individual: um estudo exploratório com equipes ágeis de desenvolvimento de software
Autor(es): Alessandro Valério Dias
Orientador: Edimara Mezzomo Luciano
Editor: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Programa: Programa de Pós-Graduação em Administração
Fecha de Publicación: 2016
Palabras clave: SATISFAÇÃO NO TRABALHO
PERSONALIDADE
ENGENHARIA DE SOFTWARE
ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS
Resumen: O presente estudo é um estudo exploratório sobre as características individuais do modelo Task-Technology Fit (TTF, em português Ajuste Tarefa-Tecnologia), criado por Goodhue (1995), através da busca por relações entre personalidade, satisfação no trabalho e desempenho no cenário de métodos ágeis. O estudo foi realizado através da aplicação de um questionário sociodemográfico, bem como de escalas e inventários estruturados e validados. A finalidade da aplicação foi a de conhecer aspectos subjetivos e individuais como, também, obter material para encontrar a relação entre os dados de perfil objetivo de personalidade com a satisfação no trabalho e o desempenho dos indivíduos que trabalham com métodos ágeis. Para tal, foram realizadas: avaliação de personalidade através do Inventário Fatorial de Personalidade II (IFP-II; LEME; RABELO; ALVES, 2014); avaliação de satisfação no trabalho através da aplicação da Escala de Satisfação no Trabalho (SIQUEIRA, 1995); avaliação de sintomas de burnout através da aplicação do instrumento de Maslach, Jackson e Leiter (1996) denominado Maslach Burnout Inventory (MBI), traduzido no Brasil como Inventário de Burnout de Maslach (TAMAYO, 1997); e avaliação de desempenho através de questões de medida de desempenho segundo Chung, Lee e Kim (2014). A amostra foi composta de 87 indivíduos oriundos de equipes que estudam métodos ágeis ou realizaram projetos adotando métodos ágeis (FOWLER; BECK, 2000; BECK, 2001; SCHWABER; SHUTERLAND, 2015), sendo as equipes selecionadas de forma emancipatória. Embora o estudo utilize dados quantitativos, o propósito é compreender qualitativamente o fenômeno estudado. O resultado são quatro perfis distintos de personalidade que apresentam diferenças significativas entre si em várias características analisadas, denominados de acordo com os perfis emergentes da análise de clusters: sonho de consumo, belicosos enérgicos, low profile e negativos resistentes. Destes quatro, partindo do pressuposto que os métodos ágeis representam uma nova forma de organização de equipes de trabalho e que se prestam não somente para o desenvolvimento de software, é sugerido que o primeiro perfil parece ser o mais ajustado. Além disto, são apresentados alguns outros achados, levantadas limitações do estudo e são apontados direcionamentos futuros.
This study is an exploratory study on the individual characteristics of the Task-Technology Fit model (TTF), created by Goodhue (1995), through the search for relationships between personality, job satisfaction and performance in the agile methodologies scenario. The study was conducted by applying a socio-demographic questionnaire as well as structured and validated scales and inventories. The purpose of the application was to assess subjective and individual aspects and also obtain material to find the relationship between the objective personality profiles with job satisfaction and performance of individuals working with agile methods. To this end, there were assessed: personality through the Factorial Personality Inventory II (IFP-II; RUDDER; RABELO; ALVES, 2014); satisfaction evaluation at work through the implementation of Satisfaction Scale at Work (Siqueira, 1995); evaluation of symptoms of burnout by applying the Maslach, Jackson and Leiter (1996) instrument called the Maslach Burnout Inventory (MBI), translated in Brazil by (Tamayo, 1997); and performance evaluation through performance measurement issues by Chung, Lee and Kim (2014). The sample consisted of 87 individuals from teams studying agile methods or working in projects conducted by adoption of agile methods (FOWLER, BECK, 2000; BECK, 2001; Schwaber, SHUTERLAND, 2015), and the teams were selected in an emancipatory way. Although the study use quantitative data, the purpose is to qualitatively understand the phenomenon studied. The result were four distinct personality profiles that differ significantly from each other in several characteristics analyzed, named according to the emerging profiles from the cluster analysis: consume dream, bellicose energetic, low profile and negative resistant. Of these four, assuming that agile methods represent a new way of organizing work teams and that they contribute not only for software development, we suggest the first profile as the most adjusted. In addition, there are some other findings, are raised limitations of the study and pointed out future directions.
URI: http://hdl.handle.net/10923/9589
Aparece en las colecciones:Dissertação e Tese

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción TamañoFormato 
000482143-Texto+Completo-0.pdfTexto Completo1,48 MBAdobe PDFAbrir
Ver


Todos los ítems en el Repositorio de la PUCRS están protegidos por derechos de autor, con todos los derechos reservados, y están bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial 4.0 Internacional. Sepa más.